terça-feira, 22 de dezembro de 2009

FÉRIAS


Informamos aos amigos que no período 23 de dezembro a 25 de janeiro de 2010 estaremos em férias.

Neste período não haverá atualização em nosso blog.

Agradecemos sua companhia em 2009 e contamos com ela em 2010.

BOM ANO A TODOS


BOAS FESTAS


II CONCURSO de INTERPRETAÇÃO de MÚSICAS BRASILEIRAS PARA FLAUTA (resultado)


JÚRI
flautista CELSO WOLTZENLOGEL - RIO de JANEIRO - RJ
regente EDUARDO OSTERGREN - UNICAMP - CAMPINAS - SP
compositor EDUARDO ESCALANTE - SÃO PAULO - SP

1º Prêmio: R$10.000,00
LEANDRO CÂNDIDO de OLIVEIRA (São Paulo - SP)

2º Prêmio: R$3.600,00
TIAGO COELHO SEVERINO MEIRA - (Tatuí - SP)

Prêmio MELHOR PIANISTA ACOMPANHADOR: R$1.000,00
MARIANA RODRIGUES - (Tatuí - SP)

Menção Honrosa:
LEANDRO ROVERSO - (São Paulo - SP)

Melhores intérpretes da música de Osvaldo Lacerda:

LEANDRO CÂNDIDO de OLIVEIRA
peça: IMPROVISO

STEFÂNIA COPPO RIBEIRO BENATTI (São Paulo - SP)
peça: CANTILENA

MENÇÕES HONROSAS:
ELAINNE PRISCILLA LIMA AUGUSTO
JONAS VIEIRA RIBEIRO FILHO
JONATHAN GUIMARÃES MIRANDA
STEFÂNIA COPPO RIBEIRO BENATTI

V CONCURSO de INTERPRETAÇÃO de MÚSICAS BRASILEIRAS PARA PIANO


JÚRI
pianista SYLVIA MALTESE - SÃO PAULO - SP
regente EDUARDO OSTERGREN - UNICAMP - CAMPINAS - SP
compositor ALMEIDA PRADO - SÃO PAULO - SP

1º Prêmio: R$10.000,00
PAULO HENRIQUE ASSUNÇÃO de ALMEIDA São Paulo - SP

2º Prêmio: R$3.600,00
EDUARDO TAGLIATTI - Juiz de Fora – MG

Menções Honrosas:
LUIZ GUILHERME POZZI - CURITIBA
PRLUCIANO MAGALHÃES - QUEIMADOS - RJ
DANIEL INAMORATO - SANTO ANDRÉ - SP

PRÊMIO OSVALDO LACERDA pela melhor interpretação de sua música VALSA Nº 5, para mão esquerda, DIDI:
PAULO HENRIQUE ASSUNÇÃO de ALMEIDA
SÃO PAULO - SP
LUCIANO MAGALHÃES - QUEIMADOS - RJ

sábado, 19 de dezembro de 2009

Concerto de Natal: OSM, Coral Lírico e solistas na Sala São Paulo

Na primeira parte do concerto Tchaikovsky e em seguida canções tradicionais de Natal

Serviço:
Osquestra Sinfônica Municipal, Coral Lírico e Solistas
22 de dezembro - 20H30
Sala São Paulo
Praça Júlio Prestes, 16
São Paulo - SP

Osesp em Santos


quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Concerto de Natal em Dracena

A SIM - Sociedade Irmãos de Misericórdia e a Prefeitura Municipal de Dracena promovem no próximo dia 18 às 20H00, o Concerto de Natal. A ocasião contartá com a participação da Orquestra Sinfônica Jovem de Dracena, do Coral Infantil, do pianista Helder Otoboni e da cantora Sheila Franceschini.

Serviço:
Concerto de Natal
18/12/09 - 20H00
Av. Presidente Vargas (esquina com a Rua Tiradentes)
Dracena - SP




JOVEM MÚSICO BDMG – 2010


Em 2000, o BDMG-Cultural estreou o programa Jovem Músico BDMG para jovens com idade máxima de 25 anos, que estudam a música erudita, sejam instrumentistas ou cantores. Os concorrentes selecionados são contemplados com recitais na Sala Juvenal Dias, do Palácio das Artes, em Belo Horizonte. O sucesso dos recitais tem elevado o número de concorrentes.

DOS CANDIDATOS

Poderão inscrever-se instrumentistas ou cantores(as) de música erudita, com idade máxima de 25 anos, mineiros ou de outros estados comprovadamente residentes em Minas Gerais há mais de dois anos, através de uma cópia da conta de água, luz ou telefone com data anterior a dezembro de 2008.
Parágrafo Único - Não poderão se inscrever parentes diretos de membros da Comissão Julgadora, funcionários do BDMG e do BDMG Cultural, e nem quem tenha sido contemplado(a) nas duas edições anteriores do programa.
Os candidatos deverão inscrever-se individualmente e apresentar-se para uma Comissão Julgadora, sozinhos ou com formação de no máximo cinco músicos, durante dez minutos.

DAS INSCRIÇÕES

Os candidatos poderão inscrever-se pela internet, pelo email amcanedo@bdmg.mg.gov.br ou pelo correio, via SEDEX com A.R (aviso de recebimento) enviando a Ficha de Inscrição preenchida, no período de 1º de fevereiro a 6 de março de 2010, tomando-se por base o carimbo dos correios, para o endereço abaixo e deverá conter os seguintes itens:
Breve currículo
Ficha de inscrição preenchida (modelo no site www.bdmgcultural.mg.gov.br);
Especificação da(s) peça(s) a ser(em) executada(s) no exame de seleção, com duração de 10 minutos.

JOVEM MÚSICO BDMG
BDMG-Cultural
Rua da Bahia, 1600 - Lourdes
Belo Horizonte - MG
30160-907
Como remetente deve constar o endereço e o nome do concorrente.
As inscrições não poderão ser entregues pessoalmente.

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Coros infantil e juvenil da Osesp abrem vagas para novos cantores


Os coros infantil e juvenil da Osesp estão com inscrições abertas para novos cantores até o dia 19 de fevereiro de 2010. Não é necessário ter conhecimento musical.
Para o Coro Infantil, meninas de 8 a 13 anos e meninos de 8 a 12 anos podem participar do processo seletivo.

Para o Coro Juvenil, adolescentes entre 14 e 17 anos podem realizar os testes.A documentação necessária para a inscrição, o cronograma com datas e horários dos testes e requisitos para ingresso nos grupos consta nos editais publicados no site da Osesp – Coro Infantil e Coro Juvenil.

BDMG Convida


O Coreto da Praça da Liberdade em Belo Horizonte-MG é o palco da série de concertos de música coral QUATRO CANTOS - CORAL NA PRAÇA. O evento, promoção do BDMG Cultural, reúne quatro grupos corais uma vez por mês de abril a setembro.
A iniciativa tem por objetivo a valorização do canto coral em Minas Gerais, divulgando a música e o canto coral criando oportunidades aos grupos para divulgação da atividade, incentivando grupos infantis e de formação recente e apoiando aqueles que vêm desenvolvendo trabalhos interessantes de canto polifônico, possibilitando, também, o congraçamento entre integrantes dos diversos corais. Os convites priorizam aqueles que participam pela primeira vez e grupos de outras cidades mineiras, buscando a diversificação de formação, estilo e origem.
Em 2010, a série completa o 17º ano de concertos consecutivos, integrada ao calendário cultural da cidade e reconhecida entre os coros mineiros como um dos mais importantes eventos de canto coral em Minas Gerais, registrando a participação de 192 diferentes coros no período. Cada evento conta com a presença do Coral BDMG e 3 corais convidados com duração de cerca de 1 hora. Cada grupo apresenta 4 peças. No local estão disponíveis praticável, estante para partitura, iluminação, sistema de sonorização, entrada para teclado e 100 cadeiras para o público. A programação anual é impressa e distribuída ao público.
PARTICIPAÇÃO EM 2010
Os corais interessados em participar da temporada em 2010 podem manifestar sua intenção para seleção, entrando em contato com:
Alexandre Pinheiro, via e-mail para: coral@bdmg.mg.gov.br
ou pelo telefone: 031-9955-5580, informando:
nome do grupo:
contato:
regente:
telefones:
endereço:
e-mail:
preferência de data:
Os concertos ocorrerão geralmente nas primeiras quintas-feiras de cada mês, de abril a setembro, às 19h30, no coreto da praça de Liberdade em
Belo Horizonte-MG, nos dias:
8 de abril - 6 de maio - 10 de junho
1 de julho - 5 de agosto - 2 de setembro.

Atenção: Serão selecionados 18 corais, dando prioridade aos grupos que nunca participaram ou que participaram há mais tempo, grupos de outras cidades e aqueles de canto polifônico que vêm desenvolvendo atividade de realce para a valorização do Canto Coral, considerando a diversificação de formação, estilo, origem e regência. Será necessária a confirmação do regente do coral.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Companhia Brasileira de Ópera: Inscrições para audição


Estão abertas inscrições para audição de cantores líricos, para integrar o elenco fixo da temporada 2010 da Companhia Brasileira de Ópera (Direção Artística: John Neschling)


Os candidatos deverão ser capacitados no repertório rossiniano, visando a montagem da ópera “Il Barbiere di Siviglia”.
Das inscrições
As inscrições estarão abertas de 07 a 14 de dezembro de 2010.
Os inscrições deverão ser feitas por email, no endereço producao@ciabrasileiradeopera.com.br
Na inscrição, deverá constar:
a) Nome completo
b) Nome artístico
c) Dados para contato, incluindo telefone e email
d) Registro vocale) Papel ao qual se candidata;
f) Ária a ser executada. (conforme critérios abaixo descritos)
g) breve curriculum, em formato .doc ou . pdf, preferencialmente com foto.
h) e a informação se o candidato levará seu próprio pianista acompanhador
Das audições.
As audições acontecerão nos dias 18 e 19 de dezembro de 2009, noTeatro Cultura Artística Itaim.
Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 1830. São Paulo, SP
O dia e horário das audições serão comunicados aos candidatos nos dias 15 e 16 de dezembro, após o termino das inscrições.

Dos papeis:
Estão abertas inscrições para todos os personagens da ópera, a saber:
Conde D’Almaviva: tenor
Rosina: Mezzo soprano ou soprano
Figaro: Barítono
Bartolo: Baixo ou Baixo-barítono
Basílio: Baixo ou Baixo-barítono
Fiorello (com eventual substituição de Figaro e Bartolo): Barítono
Berta (com eventual substituição de Rosina): Soprano ou Mezzo-soprano

Do repertório da audição:
Os candidatos deverão apresentar OBRIGATORIAMENTE árias de óperas de Rossini, preferencialmente as da ópera “Il Barbiere di Siviglia”;
A Companhia Brasileira de Ópera disponibilizará pianista acompanhador no dia da audição. Porém, é facultado a todos levar seu próprio acompanhador.
Os candidatos deverão apresentar um cópia da ária de sua escolha no dia da audição, com suas próprias marcações de interpretação (fermatas, cadências, etc.)
Para as candidatas a Rosina:
Se optarem por executar a ária “Una voce poco fa”, a mesma deverá ser executada em Mi maior pelas mezzo-sopranos e em Fá Maior pela sopranos;

Para os candidatos a Basilio: Se optarem por executar a ária “La calunnia”, deverão especificar em quem tom a executarão (Dó maior, ou Ré maior)

Maiores informações, pelo email: fernanda@ciabrasileiradeopera.com.br

Academia de Música da Osesp abre vagas para sua oitava turma de alunos

A Academia de Música da Osesp está com vagas abertas para estudantes avançados de violino, viola, violoncelo, contrabaixo, flauta, clarinete, trompa e percussão. As inscrições para a primeira fase do processo seletivo vão até o dia 11 de dezembro.
No edital disponível no site da Osesp há relação de documentos necessários para a inscrição e o cronograma dos testes.

A Academia de Música foi criada em 2006 com a proposta de formar músicos devidamente qualificados para a atuação em orquestras do País e do exterior. Nas aulas práticas, os alunos têm como orientadores músicos da Osesp e participam periodicamente de masterclasses com importantes solistas convidados para as temporadas da Orquestra.

O projeto pedagógico inclui aulas teóricas, seminários especiais, apresentações com a Osesp e em formações de câmara e audições simuladas, atividades que visam preparar os jovens para a vida de músicos profissionais.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Voz Ativa Madrigal e Sesc São Paulo


Mesclando canções natalinas, musica sacra e negro spiritual o Voz Ativa Madrigal fará uma série de apresentações em unidades do Sesc São Paulo. O repertório pretende mostrar tres diferentes manifestações de uma mesma crença, o cristianismo.

As musicas sacras terão como foco o compositor brasileiro, as canções natalinas são expressão da tradição européia e o negro spiritual manifesta a religiosidade dos negros americanos. Uma particularidade deve ser destacada nos arranjos de negros spiritual. Para atender o projeto que promoveu o repertório, os arranjos somam a este gênero duas outras importantes e reconhecidas manifestações musicalis afro-americana, o blue e o jazz, que são representados por intermédio do desenvolvimento harmônico dos arranjos.

A parceria entre o Voz Ativa Madrigal e a Faro Produções Artística é responsavel pela maioria das apresentações.

Maiores informações poderão ser obtidas nas unidades em que o grupo se apresentará, pelo telefone 11-3656-2776 ou pelo e-mail: contato@vozativamadrigal.com.br


Serviço:

Dia 10.12.09 - 12H00 e 13H30 - Sesc Belenzinho.
Av. Alvaro Ramos, 915 - Belenzinho - SP

Dia 13.12.09 - 15H00 - Sesc Itaquera
Av. Fernando Espirito Santo Alves de Matos, 1000 - tel. 2523-9200 - Itaquera - SP
Dia 18.12.09 = 20H00 - Sesc Santo André
Rua Tamarutaca, 302 - Tel. 4469-1200 - Santo André - SP

Dia 19.12.09 - 16H00 - Sesc Pinheiros
Rua Paes Leme, 915 - Tel. 3095-9400 - Pinheiros - SP

Dia 20.12.09 - 16H00 - Sesc Pinheiros
Rua Paes Leme, 915 - Tel. 3095-9400 - Pinheiros - SP

Grupo Concerto lança seu primeiro cd


Dando início as celebrações do décimo aniversário de atividades ministeriais, o GRUPO CONCERTO tem a alegria de convidá-los para o lançamento do seu primeiro CD - "PRECISO CRER" - uma coletânia de composições e arranjos inéditos, de autoria de integrantes do ministério. Participação: GRUPO CONCERTO, CONCERTO KID's, Cezar Elbert e solistas convidados.

Serviço:
SÁBADO, dia 12 de dezembro - as 20h
INSTITUTO PRESBITERIANO MACKENZIE
Auditório "RUY BARBOSA"
Rua Itambé, 135 - Higienópolis
São Paulo - SP
Entrada Franca

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Osesp tem novo diretor artístico.

Em comunicado aos musicos e funcionários da Fundação Osesp, a diretoria da instituição anunciou o novo diretor artístico e confirmou a contratação do maestro Yan Pascal por mais dois anos.
Abaixo transcrevemos na íntegra o comunicado despachado nesta data.


Estamos iniciando hoje uma nova fase para a OSESP, que passa a ter uma nova estrutura de Governança para 2010. A Fundação Osesp passa a ter um diretor artístico, Arthur Nestrovski, responsável pelo projeto cultural e artístico da instituição, um regente titular, Yan Pascal Tortelier, que atuará como chefe de orquestra e comandará o corpo de músicos, e um diretor executivo, Marcelo Lopes, responsável pela estrutura administrativa, financeira e legal da instituição. Os três se reportarão diretamente ao Conselho de Administração da Fundação Osesp.
Yan Pascal Tortelier é efetivado ao fim de um ano de excelentes resultados perante a crítica, o público e a orquestra. O entusiasmo, a dedicação e o envolvimento de Tortelier cresceram ao longo de 2009 e ele teve um ótimo desempenho durante os concertos e com o desenvolvimento musical da orquestra sob seu comando.
Tortelier cumprirá um contrato de três anos, no total, tendo cumprido seu primeiro ano na temporada atual, de 2009. Ao assumir a função, passa a responder formalmente pelo desenvolvimento musical da nossa orquestra - comandará as audições para a escolha de novos músicos, escalará a orquestra e decidirá investimentos a serem feitos no crescimento artístico de seus musicistas.

Diretor Artístico

O diretor artístico será Arthur Nestrovski - intelectual brasileiro, com doutorado em música, autor de livros sobre crítica e educação musical e íntimo da produção da Osesp desde seu renascimento, em 1997. O paulista Nestrovski terá as missões de aprofundar a relação da Osesp com o estado que a mantém, dar vitalidade à Sala São Paulo como centro de produção artística , aprofundar a criação de conteúdo educacional e aumentar o diálogo com outras instituições brasileiras.

A escolha de um brasileiro para o posto de diretor artístico preserva um dos papéis primordiais da Osesp como instituição cultural: a de promover a música brasileira, seja pela encomenda de novas peças a compositores clássicos brasileiros jovens ou consagrados, seja pela recuperação de partituras históricas de outros compositores, seja pelo diálogo com outras frentes da rica produção musical brasileira.

As mudanças fazem parte de um processo contínuo de modernização da Osesp. Acreditamos que 2010 venha a ser um marco para a gestão da Orquestra, que tem passado por um processo de aprendizado e amadurecimento com muito êxito e receptividade. Hoje somos referência em gestão e qualidade artística no Brasil e no mundo e contamos com o nosso público interno para dar continuidade a este reconhecimento, aperfeiçoando cada vez mais nosso trabalho.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Cantores para comercial


A MAESTRO BRAZIL ESTÁ AGENCIANDO UM TESTE PARA CANTORES PARA UM COMERCIAL DO CARREFOUR COM A ANA MARIA BRAGA.

SERÃO SELECIONADOS 100 CANTORES PARA O COMERCIAL.

OS CANTORES TERÃO QUE PASSAR POR UM TESTE DE VÍDEO NÃO SE TRATA DE UM TESTE DE CANTO: BASTA COMPARECER E SER FILMADO PARA QUE ELES POSSAM VER SE A PESSOA É FOTOGÊNICA.

NÃO VAI PRECISAR FALAR NENHUM TEXTO: SE FOR APROVADO APARECERÁ NO COMERCIAL CANTANDO AO LADO DA ANA MARIA BRAGA.

NÃO PODEM PARTICIPAR MENORES DE IDADE!!!O TESTE É RÁPIDO E VOCÊ PODE IR NO HORÁRIO DE SUA CONVENIÊNCIA NO HORÁRIO ENTRE AS 10H00 E AS 17H00.
OS TESTES SERÃO :
DATA: 07 DE DEZEMBRO
LOCAL : FELICITA FILMES:
RUA ENXOVIA 438 – STO. AMARO SP
HORÁRIO ENTRE AS 10HRS E AS 17HRS

AS GRAVAÇÕES SERÃO:
DATA : 11 DE DEZEMBROLOCAL :
RUA ENXOVIA 438 - FELICITA FILMES
HORÁRIO A CONFIRMAR (PRECISA TER DISPONIBILIDADE!)

CACHÊ R$ 360,00 LÍQUIDO

AO CHEGAR AO TESTE INFORME QUE FOI INDICAÇÃO DA MAESTROBRAZIL.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Voz Ativa na Pinacoteca de Santos

Neste final de semana, domingo, 06 de dezembro às 20H00, o Voz Ativa se apresentará no já tradicional evento promovido pela Pinacoteca Benedicto Calixto, em Santos.
Denominado "Alelluia, é Natal" as apresentações acontecem sempre ao domingos a noite e atrai grande público que, embora constituido por turistas é também prestigiado em grande parte pelos santistas.
Nesta oportunidade o Voz Ativa Apresentará canções sacras, natalinas e também parte do repertório do cd de negro spiritual que será lançado no primeiro semestre de 2010. Este trabalho faz parte do Projeto "Música Preta" de pesquisa da música afro-descendente e sua influências na música de diversos países. O primeiro cd foi dedicado a música dos EUA. A proposta é que o resultado das pesquisas sejam gravados e o previsto é que ao final do projeto o grupo tenha gravado seis cds sobre o tema.
A maioria dos arranjos foram feitos especialmente para este trabalho e agregam harmonia do blue e do jazz.

Serviço:

Aleluia, é Natal! - 20H00
Pinacoteca Benedicto Calixto (Pinacoteca de Santos)
Av. Bartolomeu de Gusmão, 15
Boqueirão - Santos - SP
Entrada Franca

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Bolsas de Estudo - Festival na Alemanha

MÚSICA DE CÂMARA, CORAL E ORQUESTRAL NO CASTELO DE SALZA

19 de junho a 22 de agosto de 2010 (Orquestral) 7 de julho a 15 de agosto de 2010 (Coral)Audições únicas em São Paulo:
dia 1.12.2009 para academia coral
dia 9.12.2009 para academia orquestral

O mais importante festival de música erudita da Alemanha irá, mais uma vez, oferecer a oportunidade para jovens músicos e cantores de todo o mundo de participar do Coral e Orquestra Acadêmicos do Festival Internacional. Uma bolsa de estudos cobrindo despesas com viagem, aulas e acomodação será oferecida a todos os instrumentistas e cantores selecionados nas audições.
Regente orquestral: Christoph Eschenbach (regente titular), Christopher Hogwood, Isabelle van Keulen, Iván Fischer, David Geringas
Repertório a ser trabalhado: Mahler - Sinfonias nº 1 e 5, "Rückert Lieder" e "Lieder eines fahrenden Geselle"; Mendelssohn - Sinfonia nº 5 "A Reforma"; Schumann - Missa Sacra em dó menor op. 147; Bartók - Concertos para orquestra, entre outras obras.
Turnês para Varsóvia, Praga, Budapeste, Wiesbaden e Berlim.Oficinas de orquestra de câmara e música de câmara.
Regentes coral: Rolf Beck, Christopher Hogwood, Bobby McFerrin, Stefan ParkmanRepertório a ser trabalhado: Fauré - Réquiem; Schumann - Missa Sacra em dó menor op. 14; Haendel - O Messias; Mahler - Sinfonia nº8, entre outras obras.
Data limite para Inscrições: 25 de novembro (canto) e 4 de dezembro (instrumentos de orquestra) Limite de idade: 32 anos (cantoras), 35 anos (cantores) e 26 anos (instrumentos de orquestra)


Local das audições: Faculdade Santa Marcelina

R. Dr. Emílio Ribas, 89 - Perdizes, São Paulo - SP

Organização e informações: Mozarteum Brasileiro

Tel: (11) 3815 6377 (de segunda a sexta-feira, das 9h30 às 17h30)

As inscrições devem ser feitas no site http://www.shmf.de/

Stiftung Schleswig-Holstein Musik

FestivalChoir / Orchesterakademie

E-mail orquestra: orchesterakademie@shmf.de

E-mail coral: boehmke@shmf.de

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Minczuk deixa a direção do Festival de Campos de Jordão.

Roberto Minczuk acaba de deixar a direção do Festival Internacional de Campos de Jordão. O maestro estava a frente da direção artística do evento desde 2004. No período, Minczuk incrementou a programação artística com nomes de projeção internacional, bem como convidou importantes compositores brasileiros residentes. Além disso, ao longo dos anos sob sua direção, o programa de formação pedagógica foi reforçado continuamente com a vinda de vários professores estrangeiros. A direção artística do festival ficará a cargo da Tom Jobim0Emesp. Outra mudança anunciada pela Secretaria de Estado da Cultura e a Tom Jobim é o início da atuação da Osesp como orquestra residente do festival a partir de 2010, uma homenagem a Minczuk , que passa a atuar como artista convidado. Segundo o maestro a direção artística do festival teve papel fundamental em sua vida profissional. “Foi uma extraordinária oportunidade de consolidar aquele que foi o grande evento em minha trajetória como músico”, afirma. Em 2010, o maestro Roberto Minczuk se dedicará principalmente à temporada da Orquestra Sinfônica Brasileira, que comemora 70 anos, além da implantação do Sistema Nacional de Orquestras Juvenis e Infantis da Venezuela na OSB Jovem. No Canadá, o maestro acaba de renovar seu contrato com a Filarmônica de Calgary com a qual gravará as nove sinfonias de Beethoven, um álbum dedicado à Gershwin e um DVD com o pianista prodígio Jan Lisiecki.

Revista Concerto - contraponto.– nov. 09 - p. 6

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Voz Ativa no Natal do Itaú Personnalité em São Paulo e Rio de Janeiro

Em contrato firmado com o Agência Harmonia Marketing do Rio de Janeiro, o Voz Ativa assumiu a parte musical do já tradicional natal do Banco Itaú Personnalité da Av. Paulista em São Paulo e na Praça Nossa Senhora da Paz em Ipanema Rio de Janeiro.
Com criações exclusivas da premiada artista plástica Rosa Magalhães, vencedora do Emmy de Melhor Figurino pelo espetáculo de abertura dos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, o espetáculo ficará por conta de canções natalinas em releitura com rítmos atuais intepretadas pelo Voz Ativa Madrigal e bonecos com movimentos humanos, animado eletronicamente interagindo com o grupo de cantores somado e uma impressonante montagem de luzes e cores. A surpresa fica por conta de chuva de neve que acontece no decorrer das apresentações do Voz Ativa Madrigal

Decoração e programação são assinadas pela empresa Harmonia Marketing e os arranjos musicais por Edigard Gianullo.

Os eventos iniciarão dia 28 de novembro na Av. Paulista e 05 de dezembro na capital carioca, e acontecerão todas as quintas, sextas, sábados e domingos, simultâneamente em São Paulo e no Rio de Janeiro, sempre das 18H00 as 22H00.
O Itaú da Av Paulista fica no número 1811 (esq. com Al. Ministro Rocha de Azevedo) e no Rio de Janeiro na Praça Nossa Senhora da Paz ((Rua Visconde de Pirajá esquina com a Rua Joana Angélica). Vale a pena conferir

Voz Ativa em Concerto Comemorativo

No próximo sábado, dia 28 de novembro, o Voz Ativa Madrigal fará concerto comemorativo ao Jubileu de 50 anos da Comunidade Luterana da Igreja da Paz.
No programa obras de Ernst Mahle, Henrique de Curitiba, Haydn, Mozart, Beethoven e Luiz Alvares Pinto.
O grupo será acompanhado por um quarteto de cordas e pelo organista Delphim Jr.
O concerto acontece as 17H00 na Igreja da Paz
Serviço:
Concerto Jubileu de 50 anos Igreja da Paz
28 de novembro 17H00
Rua Verbo Divino 397 - Granja Julieta
Santo Amaro - SP.
Entrada Franca

Programas educacionais da Osesp


Informações no site da Osesp.

Jundai promove concerto beneficente


Tereza Berganza


quarta-feira, 25 de novembro de 2009

O Messias", Haendel


Sala Olido

“O Messias” - Georg Friedrich Haendel

Orquestra Experimental de Repertório e Coral Lírico
Regência: Juliano Suzuki.

Dias 28 e 29/11/09 às 17h,

Rosemeire Moreira, soprano
Helder Savir, contratenor
Paulo Queiroz, tenor
Leonardo Pace, baixo-barítono

Estrada Franca

Sala Olido
Avenida São João, 473 - Estação República do Metrô
São Paulo - Centro
Tels.: (11) 3331-8399 / 3397-0171

"As sete últimas palavras", Haydn


As sete últimas palavras" Joseph Haydn,

Orquestra Sinfônica Municipal e o Coral Paulistano
Regência Rodrigo de Carvalho.

Dia 27/11/09, às 19h30 e dia 29/11/09 às 11h

Claudia Riccitelli, soprano
Keila de Moraes, meio-soprano
Marcos Tadeu, tenor
Carlos Eduardo Marcos, baixo

Entrada Franca

Sala Olido
Avenida São João, 473
Estação República do Metrô
São Paulo - Centro
Tels.: (11) 3331-8399 / 3397-0171

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Il Barbieri di Siviglia

Theatro São Pedro - SP
Rua Barra Funda, 171
Dias 25, 27, 29.11 - 01 e 03.12
Rodrigo Esteves - Fígaro
Luciana Bueno - Rosina
Flavio Leite - Conde de Almaviva
Saulo Javan - Don Bartolo
Eduardo Janho-Abumrad - Don Basílio
Priscila Zamlutti - Berta
Orquestra Jovem Municipal de Guarulhos & Coral Vozes de São Paulo
Direção Musical e Regência Maestro Emiliano Patarra
Direção Cênica - Willian Pereira
Direção Artística - Paulo Abrão Esper

ASSOCIAÇÃO PAULISTA DOS AMIGOS DA ARTE

Os ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia-entrada).
Bilheteria do teatro ou pelo site www.ingressorapido.com.br.

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

22 de novembro dia de Santa Cecília, padroeira dos músicos


Dia 22 de novembro é dia de Santa Cecília, padroeira dos músicos. De tabela, nós, os músicos (católicos ou não, cristãos ou não) ganhamos um dia só pra nós. Parabéns aos músicos! Mas não se trata de uma celebração exclusiva, e quem gosta muito de música (melhor, a ama) pode também tomar para si esta data tão especial.Mas por que, afinal, Santa Cecília se tornou a padroeira dos músicos?Curiosamente, não há nenhuma razão muito forte para isto. Tida pela Igreja Católica como santa, virgem e mártir, há mesmo dúvidas de sua real existência, já que suas principais hagiografias carecem de base documental suficiente para fazer de sua biografia um fato verdadeiramente histórico. Em todo caso, vale a pena conhecer um pouco da santa que roga por nós, pecadores, ops, quero dizer, músicos e afins.A hagiografia de Cecília conta que ela viveu na Roma da Antigüidade, sob o papado de Urbano I (175-230 d.C.), época na qual o Império Romano já vivia os sinais de sua decadência e o cristianismo ganhava cada vez mais adeptos (apesar da perseguição que sofriam).Conta-se que Cecília era filha de uma rica família romana, e foi prometida por seu pai em casamento a um certo Valeriano. Durante as bodas, enquanto os instrumentistas divertiam os convidados com música "pagã" (na verdade, a música cerimonial da religião politeísta romana), a jovem santa entoava cantos cristãos. "Senhor, guardai sem mancha meu corpo e minha alma, para que não seja confundida", é o texto de um dos cânticos atribuídos a Cecília. Esta é a única passagem musical presente em sua história.Durante a noite de núpcias, Cecília explica ao seu esposo sua condição de cristã e sua vocação para a castidade. Impressionado pelas palavras da santa, Valeriano pede uma prova da existência do Deus único. Cecília diz que apenas após sua conversão ao cristianismo é que ele poderia ter esta prova. Valeriano se batiza, e ao retornar para Cecília a encontra ao lado de um anjo, que coloca sobre a cabeça de cada um deles uma grinalda de rosas e lírios, consolidando a união casta e cristã do jovem casal.Valeriano convence o irmão, Tibúrcio, a se batizar, e juntos se dedicam à difusão do cristianismo. Perseguidos, os irmão são mortos por ordem de Almáquio, "prefeito" de Roma. O mesmo destino é reservado para Cecília, que em seu martírio sobreviveu três dias com a cabeça semi-decapitada por soldados romanos: a escultura de Carlo Maderno, foi realizada depois do artista ver o corpo incorrupto da santa. Detalhe, a escultura foi concluída em 1599!)Santa de grande popularidade durante a Antigüidade e na alta Idade Média, a íntima relação de Santa Cecília com a música só veio a se consolidar no século XV, quando a santa passa a ser oficialmente considerada a padroeira dos músicos.A cena das bodas pagãs de Cecília pode parecer insuficiente para que a ela seja atribuída a proteção dos músicos. Mas seu simbolismo é, em si, muito forte, pois ilustra bem o cerne da questão que caracterizará a música nos primórdios do cristianismo: o canto devocional (puro e simples) versus a lascívia da música instrumental dos cultos "pagãos".Independetemente de fé, uma proteção a mais nunca é demais. Assim, viva Santa Cecília! Ou melhor, viva os músicos, e que Deus, ou D'us, ou, va lá, os deuses e seus enviados nos protejam das forças do mal que sempre nos circundam, seja em forma de desafinação, seja em forma da crua e burra burocracia e mediocridade que insistem em nos sufocar. Vade retro!

Leonardo Martinelli

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Festival Suono Itália no Centro Cultural de São Paulo

Depois de passar por diversos países, o Festival Suono Itália chega ao Centro Cultural de São Paulo, entre os dias 11 e 14 de novembro.
Assim como na Alemanha, Canadá, China, Japão e Hungria, o evento chega ao Brasil com o desafio de proporcionar a cada visitante uma experiência de sons, melodias e sensações únicas.
Fazem parte do evento: exposição interativa de instrumentos, concertos e master classes ministradas por grandes nomes da música erudita e popular e um open stage.
Em horários específicos, o público terá também a oportunidade de conhecer de perto os instrumentos musicais italianos.
A mostra interativa traz mais de 100 instrumentos de cordas, sopro, teclas e percussão (acordeons, pianos, guitarras, clarinetes, saxofones, oboés, violoncelos, violas e violinos), além da presença exclusiva dos tradicionais luthiers – artesões profissionais que idealizam, desenvolvem e constroem instrumentos para músicos, mestres e solistas de grandes orquestras.

Serviço:
Suono Itália
De 11 a 14 de novembro
Centro Cultural São Paulo (CCSP)
R. Vergueiro, 1.000, São Paulo - SP
Telefone: 3397-4002

Exposição Interativa aberta ao público das 10h às 20h - Piso Anexo a Sala Adoniran Barbosa e Espaço da Missão
Concertos às 20h (duração 90 minutos)
Quarta a Sexta - Sala Jardel Filho (320 lugares)
Sábado - Sala Adoniran Barbosa (630 lugares)
Retirar ingresso gratuito com duas horas de antecedência na mesma data e local do espetáculo
Master Classes:
Gratuitas - Informações disponíveis www.ice-sanpaolo.com.br/suonoitalia
Público:
músicos, maestros, luthiers e estudantes de música em geral
Mais informações:
Grátis, acesso para deficiente www.ice-sanpaolo.com.br/suonoitalia

Realização:
ICE - Instituto Italiano para o Comércio Exterior
ACISA – Associação dos Fabricantes italianos de Instrumentos Musicais
Correalização:
Centro Cultural São Paulo

Patrocínio:
Ministério Italiano do Desenvolvimento Econômico, Regiões da Lombardia, Marche e Toscana

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

PROCESSO SELETIVO PARA ARTE-EDUCADORES - SP ESCOLA DE TEATRO – CENTRO DE FORMAÇÃO DAS ARTES DO PALCO

A direção da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, situada na Avenida Rangel Pestana, 2401, Brás, São Paulo, Capital, abre inscrições entre os dias 26 de outubro e 17 de novembro de 2009, das 10h00 às 16h00, para o processo seletivo de arte-educador, segundo os critérios definidos no edital.

Salários de R$ 3.200,00

terça-feira, 10 de novembro de 2009

II Concurso de interpretação de músicas brasileiras para flauta

Centro de Música Brasileira
Dias 7, 8 e 9 de dezembro de 2009
1º Premio: R$ 10.000,00 (Secretaria do Estado da Cultura de São Paulo)
2º Prêmio oferecido pela Secretaria do Estado da Cultura de São Paulo
Prêmio de melhor pianista acompanhador oferecido pelo Centro de Música
Local das Provas: Casa Mário de Andrade / Oficina das Palavras
Rua Lopes Chaves, 546 – Barra Funda – São Paulo – SP
Regulamentos pelos e-mails:
osvaldolacerda@eudoxiadebarros.com.br
eudoxia@eudoxiadebarros.com.br
Tels. 11 – 3865-0624 / 3862-4020

Belas Óperas - Piano e Canto

Quinta Feira - 12 de novembro de 2009 - 14H00
Biblioteca Monteiro Lobado
Rua General Jardim, 845
Vila Buarque - São Paulo
Tel: 3256-4122

V concurso de interpretação de músicas brasileiras para piano.


Centro de Música Brasileira

Dias 10, 11 e 12 de dezembro de 2009
1º Prêmio R$ 10.000,00 (Secretaria do Estado da Cultura de São Paulo)
2º Prêmio Secretaria do Estado da Cultura de São Paulo
Local das Provas: Casa Mário de Andrade / Oficina das Palavras
Rua Lopes Chaves, 546 – Barra Funda – São Paulo – SP
Regulamentos pelos e-mails:
http://br.mc595.mail.yahoo.com/mc/compose?to=osvaldolacerda@eudoxiadebarros.com.br
http://br.mc595.mail.yahoo.com/mc/compose?to=eudoxia@eudoxiadebarros.com.br
Tels. 11 – 3865-0624 / 3862-4020

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Audição - Coral Lírico Teatro Municipal de São Paulo


Soprano – Mezzo-Soprano – Contralto
Inscrições:·

Prazo: de 03 a 06 de novembro de 2009, em dias úteis, das 13:00 às 16:00 horas.·

Local: Teatro Municipal de São Paulo.·

Telefone: (11) 3397-0367 – Cristina / Coral Lírico- Cúpula·

Documentos necessários: Currículo e 6 (seis) fotos 3x4 atuais. Audições:·

Data: dias 24, 25 e 26 de novembro de 2009, a partir das 10:00 horas, na Cúpula do Teatro Municipal de São Paulo.

Os testes serão realizados por ordem de inscrição.·

Dos testes:
A cantora deverá interpretar 2 (duas) árias de ópera de livre escolha, informando no ato da inscrição, sendo uma no idioma italiano e a segunda em outro idioma e ainda trechos corais escolhidos pelo Regente Titular do Coral Lírico, que serão entregues ao candidato no momento da inscrição.- Haverá também uma prova de leitura à primeira vista.-

A candidata deverá trazer pianista acompanhador.
Não será permitido nenhum pianista que seja cantor (a) do Coral Lírico.

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Um ano para (não) esquecer

Para a ópera, o ano de 2009 flagra mais uma vez o investimento equivocado, pontual. Mas são trabalhos de olho no futuro os que podem dar resultado para a consolidação da ópera no cenário cultural brasileiro.
Cantores lutando para sobreviver; teatros fechados; teatros abertos, mas sem programação, cortes de verbas; poucos espetáculos. Talvez já seja possível afirmar, sem muito medo de ser pego no contrapé: 2009 têm tudo para entrar para a história como um ano desastroso para a ópera brasileira. Há atenuantes, sim, o maior deles o fechamento dos teatros municipais do Rio de Janeiro e de São Paulo, ocasionado por reformas a muito necessárias. Mas fatos como esse, se explicam em parte a ausência de espetáculos, não podem impedir a constatação da fragilidade do cenário, e uma vez mais, a necessidade de sua profissionalização.
Uma breve viagem Brasil afora: em Manaus, o Festival Amazonas de Ópera programou uma extensa homenagem à produção lírica francesa, por conta do ano da França no Brasil. Pouco antes de seu início, precisou cortar a temporada pela metade. O motivo, falta de verbas. Ainda na região norte, em Belém, o Festival Internacional de Ópera da Amazônia produziu apenas um título, Romeu e Julieta, de Gounod. A boa notícia vem de Belo Horizonte, com três títulos no Palácio das Artes: um Macbeth, de Verdi, em junho; A menina das nuvens, de Villa-Lobos, no mês passado e para este mês está anunciado o impactante monólogo Erwartung, de Arnold Schoenberg. Dando um pulo em direção à região sul: Curitiba apresentou uma Carmen de Bizet, no Teatro Guaíra. E é só.
Chegamos, então, a São Paulo e Rio. As reformas dos teatros municipais das duas cidades são necessárias, não há dúvida. Além da restauração patrimonial, o que se espera é que o aparato técnico dos teatros também ganhe em qualidade. Em São Paulo, que tem produzido regularmente e cada vez mais, não e descabida a esperança de que a reforma se some a outras medidas de infra-estrutura já realizadas, com a criação da central técnica de produção, para formar uma sistemática mais saudável de trabalho. No Rio, porém, ainda estamos em saber o que acontece depois da reabertura, uma vez que nos últimos anos tem sido poucos e de qualidade questionável os espetáculos apresentados na casa.
A necessidade das reformas, porém, não responde ou ameniza algumas questões; quais os prejuízos artísticos de mais de um ano com corpos estáveis parados, ou quase parados, sem interpretar o repertório lírico, sua principal função? Será que não existiria uma alternativa? Será que uma temporada em outro espaço seria inviável? Não seria o caso de, com verbas comprometidas pelo ano atípico, reforçar as parcerias com teatros de outros Estados? Ou então de montar uma programação obviamente reduzida, mas ainda assim inventiva, com óperas em concerto, galas líricas ou, porque não, séries dedicadas a outros aspectos vocais? Afinal, quanto tempo será necessário para que o repertório de canções (brasileiro ou não) ganhe espaços nas programações?
Em São Paulo, há ainda o caso do Theatro São Pedro. Foi aberto um edital que prometeu para o público paulistano cinco títulos: Cavalleria Rusticana, de Mascagni; I Pagliacci, de Leoncavallo; A voz humana, de Francis Poulenc; A tempestade, de Ronaldo Miranda; The Turn of the Screw, de Britten. Na lista estaria ainda uma produção do Núcleo Universitário De Ópera e a possibilidade de remontagem de Porgy and Bess, produção indicada no ano passado em diversas categorias do Prêmio Carlos Gomes.
A verba deveria vir do governo do estado, por meio da APAA, organização social responsável pela gestão do São Pedro e outros teatros estaduais – R$ 200 mil para cada título, valor baixo que, na prática, levou os produtores a buscar alternativas de financiamento. Em ano de crise, o saldo final é desastroso. A voz humana, remontagem da banda sinfônica, foi apresentada; Cavalleria também; O Britten, no entanto, foi cancelado; o mesmo ocorreu com A Tempestade; o Pagliacci, previsto para novembro, enfrenta sérios problemas de financiamento; e Porgy and Bess, está definitivamente fora.
Ainda no governo Geraldo Alckimin, um decreto fez do São Pedro espaço da ópera. Com a chegada da nova gestão, os bastidores da ópera paulista andaram tumultuados com boatos que a Secretaria do Estado da Cultura questionava a vocação operística do teatro. A Secretaria nega isso e de fato não apresentou nenhum outro plano de ocupação do espaço. Mas a realidade é que, quase três anos depois, também não ofereceu as condições para que o São Pedro se estabeleça. Um teatro como este não precisa competir com o Municipal. Suas dimensões permitem aproximações diferentes. O São Pedro pode abrigar produções do repertório clássico, permitindo o desenvolvimento de cantores, maestro, músicos. Pode ser também um espaço para novas obras, estrangeiras ou brasileiras, oferecendo a intérpretes, compositores e público um estimulante contato com o que seria a ópera no início do século XXI, fomentando a divulgação da música nova. Ou então, em um momento em que o Estado cria uma nova companhia de dança e da os retoques finais em um projeto de vanguarda de uma escola estatal de teatro, porque não pensar no São Pedro como a sede de um projeto de Ópera Estúdio, apostando na formação de profissionais – cantores – cenógrafos, regentes, diretores de cena, figurinistas, iluminadores – que se interessam pela produção operística?
A ópera é um espetáculo diferenciado. Custa dinheiro, sim, mas oferece a possibilidade de dialogo entre diversas artes – e, consequentemente, pode ser laboratório de investigação estética. Quando se leva ao palco um título como La Traviatta ou Carmen, ou qualquer outro do chamado grande repertório, o que se dá é a oportunidade de fazer dialogar a tradição artística ocidental com a nossa época, que pode oferecer a ele novas leituras, novos olhares que não só podem ressignificá-lo como também apontar caminhos para a produção atual. A ópera não pode – e não mundo todo isto já acontece – ser vista com o um espetáculo museológico, anacrônico. Sua proposta como gênero artístico é extremamente moderna. E não faltam opções para que ela desempenhe seu papel no contexto da produção cultural de nosso momento histórico. Para tanto, preconceitos precisam cair de vez por terra. E a vontade política deve se manifestar fomentando projeto a longo prazo de formação de profissionais e público. Um ano como este flagra mais uma vez o investimento equivocado, pontual: o que temos são migalhas de política cultural, que se foca no evento mais do que na produção a longo prazo. Mas são justamente os trabalhos de olho no futuro os que podem dar resultado e criar uma sistemática de produção que leve à consolidação da ópera no cenário cultural brasileiro. Se cabe às prefeituras e ao estado criá-los, também é possível exigir do governo federal por meio de veículos como a Funarte (que prometeu, e não criou, um edital para a circulação de montagens pelo território nacional), atenção à ópera. Mobilização é um termo fora de uso em nossa época. E talvez por isso mesmo, seja tão necessária. Estamos esperando exatamente o que?

João Luiz Sampaio, jornalista.
Concerto, outubro 2009. p. 19

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Parabéns ao Maestro Ricardo Barbosa e a Prof. Regiane Martinez


É com prazer que comunicamos que no dia 27 de outubro, terça feira, nasceu, filho do Maestro Ricardo Barbosa e da Prof. Regiane Martinez, o Henrique.

Parabenizamos o casal e desejamos que o novo integrante da família tenha muita saúde, felicidade e paz.

Obs.: Por dependermos da aprovação do Maestro Ricardo Barbosa para edição de matérias neste blog, comunicamos que esta semana o blog não será atualizado e informamos que a partir da próxima semana retomamos as atualizações. Comunicamos também que o material recebido para publicação será disponibilizado por ordem de recebimento.

Grata,

Cristina Souza
Secretaria

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Pura irracionalidade ou a procura de foco?


Segure-se na cadeira, foi com esta referência que recebi a mensagem que me fez consciente de como nosso dinheiro é desperdiçado com certos políticos.

Qualquer que seja a adjetivação que uma proposta receba após sua apresentação presume-se que seu autor antes de apresentá-la teve o cuidado de analisar seu conteúdo, conseqüências, viabilidade etc. No entanto, o fato de que todos estes procedimentos sejam adotados não garante que ela efetivamente seja coerente, viável, inteligente e necessária. As limitações do autor são refletidas em suas propostas e é por isto que homens sérios e inteligentes, antes de apresentar uma proposta além de fundamentar seu conteúdo preocupam-se também em avaliar a receptividade que terá. Não por acaso homens que legislam e/ou administram estão amparados por um grupo de assessores e especialistas que os auxiliam, orientam e participam da elaboração de propostas.
Que o brasileiro é pouco politizado todos sabemos, basta uma pessoa que tenha seu nome estampado pela mídia se candidatar a um cargo político que normalmente é eleito, não importa sua escolaridade ou sua profissão e suas propostas. Tal postura tem promovido que pessoas pouco ou nada capacitadas ocupem cargos políticos de relevância e estes procedimentos nos fazem engolir políticos como Severino Cavalcante, Frank Aguiar, Biro Biro e a lista seria imensa se tivéssemos paciência de formulá-la.
Embora tenhamos consciência deste quadro não podemos, de maneira nenhuma, nos calar e perder nossa capacidade de nos indignar e de sentir vergonha e, porque não, raiva diante de certas imbecilidades promovidas por nossos políticos. Pensei que já havia ouvido de tudo, mas o cantor Agnaldo Timóteo fez algumas das propostas mais infundadas que eu já ouvi. Não é possível que sejamos obrigados a pagar o salário de um indivíduo com tanta limitação intelectual, com tamanha escassez de inteligência. Duas de suas propostas são tão fora de propósito que penso que esta figura singular esta brincando ou a procura de foco. Mesmo sendo uma piada seria de mau gosto. Não tenho palavras para externar minha indignação e vergonha; assista o vídeo no link abaixo e tire suas próprias conclusões, mas assista até o fim porque não é só o Parque Ibirapuera de São Paulo o alvo de tão brilhante proposta.
Só me resta recomendar que você anule seu voto, vote em branco, não vote e pague multa, mas não possibilite que pessoas como esta sejam representantes de nossos interesses.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Festival de Coros Feminios


No próximo dia 25 o CEU da Cidade Dutra, região sul da cidade de São Paulo, apresentará o Festival de Coros feminino que receberá represntantes de diversas cidades do Estado de São Paulo.
O CEU da cidade Dutra fica situado na Av. Interlagos número 7350.
O Evento terá a entrada franca e o inicio do evento está previso para as 16H30

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Público pode cantar Carmina Burana na Sala Sâo Paulo ao lado do Coro da Osesp

No dia 25 de outubro a série Concertos Matinais traz o Coro da Osesp na Leitura Pública de trechos de Carmina Burana (Carl Orff), uma das obras corais mais populares do século XX.

Durante a apresentação pessoas do público poderão cantar no palco da Sala São Paulo, ao lado dos coralistas da Osesp e sob regência da maestrina Naomi Munakata.
Os interessados em cantar com os músicos do Coro da Osesp devem trazer a própria partitura da obra.
Concerto Matinal
25 OUT domingo
11h
R$ 2
Leitura Pública - traga sua partitura e
cante com o Coro da Osesp!
Naomi Munakata regente
Fernando Tomimura piano
Carl Orff
Carmina Burana

Ingressos à venda apenas na Bilheteria da Sala São Paulo, a partir da segunda-feira anterior ao concerto.
Informações: 55 11 3223 3966

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Academia da Osesp abre inscrições para nova turma de alunos

Em outubro, a Academia de Música da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo inicia o período de inscrições para a nova turma de alunos. Há vagas para estudantes avançados de violino, viola, violoncelo, contrabaixo, flauta, clarinete, trompa e percussão.
Músicos entre 16 e 27 anos podem se inscrever para o processo seletivo.
As provas práticas e teóricas serão realizadas em fevereiro de 2010. O edital e requisitos para ingresso estão disponíveis no endereço http://www.osesp.art.br/academia/default.aspx

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

A música e o canto na Igreja Nascente


O cristianismo nasceu da religião judaica, e foi dos judeus que recebeu: a Bíblia do Antigo Testamento, elementos de cerimonial religioso, salmos e hinos, bem como o costume de cantar nas assembléias em oração. Escreveu São Paulo numa de suas cartas: "Louvai a Deus com salmos, hinos e cânticos espirituais (Ef 5,19; Cl 3,16)". Logo, a Igreja nascente cantava. Com o mistério da fé centrado no Cristo, aos poucos foi criado seu repertório próprio e independente. Com a difusão do cristianismo no mundo helênico e no Império Romano, novos elementos culturais foram assimilados pelo canto dos cristãos. Lentamente a Igreja foi realizando maravilhosa síntese de três culturas bem diversas, conseguindo admirável unidade artística. A cristalização do repertório deu-se com o correr de vários séculos. O resultado foi a maravilha que conhecemos com o nome de Canto Gregoriano.

Fontes formadoras

As fontes formadoras do Canto Gregoriano foram principalmente as seguintes: 1) O canto ritual dos judeus, que contribuiu com o estilo de cantar "melismático", isto é, enfeitado. Ocorre principalmente no "jubilus", que é a parte de longos e variados vocalizos nos "Alleluia" do "Proprium" das missas.2) Os "modos" dos gregos. Da grande vaiedade existente, a Igreja se fixou nos atuais 8 modos gregorianos.3) O "cursus" da língua latina, que consiste na distribuição equilibrada dos acentos no discurso falado. No "cursus" não se toma como critério a sílaba tônica, mas a sílaba onga breve, à semelhança do que ocorre na métrica. Do "cursus" deriva o ritmo verbal, de vital importância no canto silábico. Há evidências de que as melodias gregorianas tiveram sua origem na extensão do acento da palavra latina. De onde se conclui ser grande equívoco passar as melodias gregorianas para a língua vernácula, onde os acentos são completamente diversos.

Quem foram seus compositores?

Os compositores das melodias gregorianas são quase sempre anônimos. Compunham para a "glória de Deus", e não para promoção pessoal. O que percebe é que são melodias nascidas de almas de mística profunda, que viviam na contemplação da grandeza, da majestade e da bondade de Deus infinito. O resultado foi a expressão da beleza na simplicidade, que tem impressionado os homens de todos os tempos. Todos precisam de Deus e mostram-se agradecidos quando alguém o aproxima nas formas singelas e acessíveis. Isso explica o vigor com que renasceu o interesse pelo Canto Gregoriano nesses últimos tempos. Lembra mesmo a palavra do salmista: "A minha alma tem sede de Deus (Sl 42, 3)".

Por que o nome "Canto Gregoriano"?

Por causa do Papa São Gregório Magno, que governou a Igreja de 590 a 604. Pessoas pouco informadas chegaram a pensar que o Papa São Gregório houvesse inventado o Canto Gregoriano. Já vimos que os compositores são anônimos e que o Canto Gregoriano foi se formando no correr de séculos. Em meio à grande profusão de material existente, Gregorio Magno desejava organizar a vida litúrgica da Igreja. Por isso colecionou tudo que lhe foi possível; selecionou o melhor e completou o que faltava, conseguindo "editar" livros completos para o ciclo litúrgico. O mais famoso de todos foi o "Antifonário", que por muitos anos se guardou acorrentado junto à Sé Apostólica. Uma vez realizada sua obra de pesquisa e edição, Gregório Magno a promulgou como norma e modelo para toda a Igreja Romana Ocidental. Para conseguir seu objetivo, o Papa fundou em Roma a célebre "Schola Cantorum", a Escola dos Cantores, onde se ensinava o canto "típico" de Roma, que dali se irradiava para todas as dioceses da Europa. Foram numerosos os mosteiros e abadias que enviaram a Roma algum "discípulo", que ao retornar realizava o trabalho missionário de ensinar o verdadeiro canto romano. Devido aos méritos de Gregório Magno, mais tarde chamou-se de "Canto Gregoriano".
Em sua "Schola Cantorum", Gregório Magno não apenas preparava futuros mestres de música. Ensinava também o "conjunto coral", que nos dias festivos se encarregava do canto na liturgia oficial da Cidade Eterna. Na "Schola Cantorum", além dos monges e dos jovens, havia os "Pueri Cantores", os Meninos Cantores, uma instituição que desde o Papa São Dâmaso vinha recebendo grande incentivo. Alguns contam que Gregório Magno pessoalmente ministrava certas aulas, e castigava com vara os meninos indisciplinados. Da "Schola Cantorum" de Roma veio o estímulo para diversas catedrais criarem grupos parecidos. Surgiram, pois, na Europa diversos grupos de Meninos Cantores. Alguns têm tradição multissecular; em certos casos, milenar, como o de "Regensburg".Os meninos Cantores revezavam com os monges o Canto do Ordinário da Missa, cantos estróficos, salmodias e responsórios.Dois séculos após a obra de Gregório Magno, o Imperador Carlos Magno impôs o uso do Canto Gregoriano a todas as Igrejas do Sacro Império Romano. Com esta norma realizou-se a admirável unidade no canto litúrgico da Igreja Católica, que perdurou mais de 1000 anos, até o advento do Concílio Vaticano II.

cantogregoriano.coolfreepage.com
em: 06.02.09

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Alberto Nepomuceno (1864 – 1920)


Embora o Brasil tenha se tornado independente de Portugal em 1822, até 1889 o país permaneceu uma Monarquia, sob o governo dos reis de sangue português. Com diretor do mais importante conservatório brasileiro daquela época, o Instituto Nacional de Música, no Rio de Janeiro, Alberto Nepomuceno foi uma das principais figuras musicais do novo regime republicano.
Proeminente defensor da causa abolicionista (a escravidão no Brasil durou até 1888), Nepomuceno esteve na Europa por sete anos, de 1888 até 1895. Estudou na Academia di Santa Cecília, em Roma no Conservatório Stern em Berlim e no Conservatório de Paris. Tembém freqüentou a classe de piano de Theodor Leschetizky, em Viena, onde conheceu a pianista Walborg Bang, sua futura esposa. Bang era norueguesa, o que deu a Nepomuceno a chance de conhecer Edvard Grieg.
De volta ao Brasil, Nepomuceno escreveu muitas canções, uma sinfonia o, obras pra piano, música sacra e música de câmera. Talvez tenha sido sob a influência de Grieg que ele tenha começado a empregar alguns elementos de música popular e folclórica em obras como a Série brasileira, para orquestra , e o prelúdio de 1903 para a ópera inacabada o Garatuja.


Programa Osesp – Set / Out 2009 p. 57

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

"Le Domino Noir" – (O Dominó Negro) de Daniel F. E. Auber.

O Ópera Studio da EMESP - Tom Jom Jobim do ano de 2009 realiza e convida.

O espetáculo, do gênero opéra-comique, conta em três atos a história dos encontros e desencontros da jovem noviça Angéle de Olivarès, sua amiga Brigitte e o jovem Horace de Massarena, em um baile de máscaras no castelo da Rainha da Espanha. Para a realização do espetáculo, os dez solistas selecionados como protagonistas tiveram, além dos ensaios de canto com piano, orquestra e coro, aulas de teatro e expressão corporal com a professora Laura de Souza – uma novidade na montagem. Direção de cena de Mauro Wrona.

Orquestra Jovem do Estado de São Paulo.
e
Coral Jovem do Estado de São Paulo

Dias 08, 09 e 10 de outubro às 20h30min, e dia 11 de outubro às 17h30

Maiores informações:
Theatro São Pedro
Rua Barra Funda, 171 - Barra Funda - São Paulo - SP - (11) 3667-0499.

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

ECA USP contrata 4 professores para Depto de Música


A Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP abriu quatro vagas para professores em seu Departamento de Música.
No campus de São Paulo, as vagas são para “Piano Complementar” e “Percepção Musical e Análise Musical”.
Para o campus de Ribeirão Preto, as vagas são para as disciplinas de “História da Música” e “Tecnologia Musical”.
As inscrições devem ser realizadas na Cidade Universitária até 29 de outubro.
Para mais informações, os interessados devem procurar a Assistência Acadêmica da ECA e conferir o edital de concurso no Diário Oficial de 29 de agosto, páginas 112 e 113, e na edição de 2 de setembro, na página 116.

A Assistência Acadêmica fica no prédio principal da ECA, na Av. Prof. Lúcio Martins Rodrigues, 443, Cidade Universitária, São Paulo.
Mais informações: (11) 3091-4068


Postado por USP Notícias

Atenção bailarinos (homens) que sapateiam


Seleção dia 03 de outubro (Sábado)
Das 9:00 as 11:00Das 9:00 as 9:30 – horário de chegada
LOCAL: PulsarteRua Pereira Leite , 55
Alto de Pinheiros
Próximo ao Metro Vila Madalena

EVENTO EM BRASÍLIA.
DISPONIBILIDADE PARA AS DATAS:
Datas de trabalho:
De 12 a 15 de outubro das 18 as 21:30
ENSAIOS na Pulsarte
De 22 a 29 de outubro
VIAGEM
Agencia responsável:
BANCO DE EVENTOS
Assim que tiver o cachê definido encaminho a todos
Aos interessados levar:
CV e foto (se possível)
Sapato de sapateado e tênis de dança.
Confirmar presença se possível no e-mail:

Duo VICELLO Recital


Ubaldo Rizzaldo Jr. – violoncello
Fabrício L Leite - violão


Barroco alemão - J S Bach 1685 1750 - Aria Suite Orq nº3
Barroco italiano - Vivaldi 1678 1741 - Sonata 3 (4 movs.)
Barroco italiano - B. Marcello 1686 1739 -Adagio
Romântico alemão - F.Burgmuller 1806 1874 - Noturno nº1
Romântico alemão - F.Burgmuller 1806 1874 - Noturno nº2
Romântico alemão - F.Burgmuller 1806 1874 - Noturno nº3
Romântico Alemão - R.Schumann 1810 1856 - Traumerei
Romântico Croata - F.Suppe 1819 1895 - Poet and Peasant

Conservatório Municipal de Música de Cubatão
Avenida Nações Unidas, 168. Bairro Vila Nova
Cubatão/ SP
28 de outubro de 2.009 – quarta-feira1
8h00 - Período Nacionalidade

Ubaldo Rizzaldo Jr.

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Projeto de Natal, considerações e agradecimentos


Surpreendente, não há como definir de outra maneira o interesse que a comunidade de cantores demonstrou em reposta ao nosso anúncio para contratação de cantores para o “Projeto de Natal”.
Foram cerca de 200 testes para apenas 12 vagas. A maioria absoluta dos cantores que participaram do processo seletivo apresentou elevado nível técnico, o que tornou a tarefa de seleção bastante difícil e também, de certa forma injusta, pois muitos bons cantores não serão contratados, não por conta da condição técnica, e sim pelo pequeno número vagas em relação ao número de interessados, o que lamentamos.
Durante o período em que as inscrições estiveram abertas nossa linha telefônica ficou totalmente congestionada, o que promoveu impossibilidade de alguns interessados agendarem o teste. Os candidatos que solicitaram agendamento por e-mail foram atendidos, mas muitos efetivamente não conseguiram. Mesmo conscientes de que tal situação foge do nosso controle, pedimos desculpas às pessoas que tentaram entrar em contato com nossa sede e não conseguiram.
Hoje, 23 de setembro, será anunciado o resultado do processo, contudo, insistimos em deixar claro que o fato de não utilizarmos certos candidatos não os desqualificam como cantores mas expressa nossa impossibilidade de contratar aqueles que, pelo resultado do teste, mereciam a contratação.
Agradecemos a todos que de qualquer maneira participaram externando nosso sincero desejo de futuramente podermos trabalhar juntos.

Regiane Martinez
Preparadora Vocal

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Grande Missa em Dó Menor de Mozart


Orquestra Sinfônica de Campinas e o Collegium Volcali Campinas sob a regência de Ligia Amadio apresentarão no próximo dia 26 a Grande Missa em Cm de W. A. Mozart, neste concerto atuarão como solistas: Fernanda Blue (soprano), Joyce Lima Martins (Soprano), Fabio Bandeira (tenor) e
Clayton Dias (barítono)
Serviço:
Grande Missa em Do menor de W. A. Mozart
Centro de Convivência Cultural de Campinas
Dia 26/09/09 às 20H
Entrada Franca

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Cosesp lança Cd em comemoração aos seus 15 anos

CONCERTOS COMEMORATIVOS E LANÇAMENTO DO CD "CANÇÕES DO BRASIL"

Neste final de semana o Coro da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo fará dois concertos comemorativos pelos 15 anos de sua existência.
Nestes eventos, ainda em caráter comemorativo, o grupo lançará seu primeiro cd que trás canções brasileiras eruditas e populares.
Para o especial concerto o grupo também se apresentará de maneira especial, a primeira parte do concerto apresentará as canções eruditas e o grupo inteprertará no formato tradicional. Já na segunda parte, quando estarão apresentando canções populares, o grupo interpretará estas canções cenicamente, postura inédita.
Vale a pena conferir.
Serviço:
25 de setembro, sexta, 21h
26 de setembro, sábado, 16h30
Sala São Paulo
Praça Julio Prestes, s/n.
São Paulo - SP
Ingressos na bilheteria ou no Igresso Rápido.
Informações: (11) 3367-9500