quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Centro de Música Brasileira começa Temporada 2013 com uma grande Homenagem à insigne cantora Magdalena Lébeis


  
As novidades desse ano são: as apresentações acontecem no Centro Brasileiro Britânico, em Pinheiros e as entradas são gratuitas
Dia 23 de março, sábado, às 19h30, acontece a abertura da Temporada 2013 do Centro de Música Brasileira com uma grande homenagem à insigne cantora Magdalena Lébeis (1912-1984), pelo seu centenário, organizado e idealizado pela cantora Marília Siegl no Centro Brasileiro Britânico da Cultura Inglesa, em Pinheiros. O recital será com as cantoras da Escola de Canto de Lenice Prioli, apresentando somente compositores que foram interpretados por Madgalena Lébeis, e que foram seus amigos: Osvaldo Lacerda, Camargo Guarnieri, Villa Lobos, Ernani Braga e Fructuoso Vianna. Grátis!

O recital contará com a presença do “Príncipe dos Poetas Brasileiros”, o poeta Paulo Bonfim, sobrinho de Magdalena Lébeis, e que proferirá algumas palavras.

Marília Siegl relata: “A presença de Magdalena Lébeis nos anos 1940 a 1970 no Theatro Municipal de São Paulo e Rio de Janeiro e na Sociedade Cultura Artística representou momentos do mais alto conteúdo de arte, expressão, beleza, que remanesceram indeléveis na memória de quem teve  a ventura de ouvi-la”.

“Ficamos muito felizes de que os concertos do Centro de Música Brasileira passam agora acontecer no excelente Centro Brasileiro Britânico da Cultura Inglesa onde poderemos continuar a prestigiar a música erudita brasileira de melhor qualidade,” comenta a grande pianista Eudóxia de Barros, presidente do CMB.

O Centro de Música Brasileira - CMB e foi fundado em São Paulo em 18 de dezembro de 1984 e iniciou suas atividades em 1985. Visa a promover e divulgar a Música Brasileira erudita, de todas as épocas e estilos. O CMB realizou 286 apresentações em São Paulo, e um total de 47 em cidades do interior dos Estados de São Paulo e Minas Gerais. Promoveu nacionalmente vários concursos de interpretação: 7 de Canção de Câmara Brasileira; 5 de Músicas Brasileiras para Piano e 2 de Músicas Brasileiras para Flauta.

Magdalena Lébeis nasceu no estado de São Paulo. Dedicou-se desde os 7 anos à música. Revelou-se pianista de grandes recursos, tendo completado seu curso de piano com Marieta Lion da Escola Chiaffarelli. Estudou Teoria e Harmonia com o maestro Furio Franceschinui. Nos estudo de canto, foi orientada e formada por Vera Janacópulos de que foi mais tarde repetidora. Como solista, atuou em inúmeros concertos regidos por Souza Lima, Edoardo de Guarnieri, Lamberto Baldi, Villa-Lobos, Amanda Belardi, Camargo Guarnieri, Olivier Toni, Eleazar de Carvalho, Helmuth Von Thierfelder, entre outros. Em 1951, por indicação de Villa-Lobos, foi eleita com unanimidade de votos para a Academia Brasileira de Música, sendo a mais jovem artista brasileira a receber o título de Acadêmica Intérprete. Em 1954, foi convidada pela academia para representar o Brasil em um recital de música francesa no Rio de Janeiro em homenagem à Marguerite Long. Foi solista de três concertos regidos por Villa-Lobos da primeira audição da obra Poema de Itabira ópera de concerto para canto e orquestra do próprio Villa-Lobos. Entre os prêmios que ganhou estão: Medalha e Comenda Imperatriz Leopoldina, Medalha e Comenda Marechal Rondon, por duas vezes ganhou Prêmio APCA de Melhor Cantora, Medalha Harriet Cohen da Harriet Cohen Internacional Music Awards de Londres, Medalha Palmas Acadêmicas da França.
Foram seus alunos, Carmen Zingra, Jarbas Braga, Dulce Sales Cunha, Lenice Prioli, Magdalena Nicol, Elizabeth Lanfrank, Gerson Herszkowicz, Claudio Picolo, Anna Maria Kieffer, Mauro Wrona, entre outros.
Na Escola de Arte Dramática (EAD) lecionou impostação de voz por 8 anos a convite de Alfredo Mesquita antes ministrados por Vera Janacopulos. Lecionou ainda impostação de voz para Sérgio Cardoso, Leonardo Villar, Dina Lisboa, Francisco Cuoco, Ana Maria Dia, Glória Menezes, o dramaturgo Jorge de Andrade e Emílio Fontana.
O Centro de Música Brasileira - CMB é uma sociedade civil sem fins lucrativos, fundada em São Paulo, em 18 de Dezembro de 1984, iniciando suas atividades em 29 de Abril de 1985, no Teatro de Cultura Artística (Sala Rubens Sverner), com um recital de Eudóxia de Barros.
Visa a defender e promover maior divulgação da música brasileira erudita, de todas as épocas e estilos. Grande parte dos intérpretes que se apresentam são jovens, no início de suas carreiras de instrumentistas, cantores ou regentes.
Osvaldo Lacerda foi o Presidente até o ano passado e atualmente é a pianista Eudóxia de Barros.
O CMB realizou 286 apresentações em São Paulo, e um total de 47 em cidades do interior dos Estados de São Paulo e Minas Gerais.
Por duas vezes recebeu Prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte - APCA, pelo trabalho realizado em prol de nossa música.
Não conta com subsídios de entidades nem particulares, nem governamentais, com exceção de esporádicos patrocínios dos prêmios dos concursos ou apoios culturais: Banco Francês e Brasileiro, Metal Leve, PADO S/A., Funarte – MINC, Rotary Club de São Paulo, Orquestra da RTC, SESC, Academia Brasileira de Música, Cultura Inglesa, Bovespa, Grupo Arão Sahm, Casa Manon, Pianos Fritz Dobbert, Orquestra Sinfônica De Campinas, Ballet Stagium, Unibero, Sabó Ind. e com Ltda., e mais recentemente, um grande apoio da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo.
Financeiramente, sobrevive graças às anuidades pagas por seu quadro social, e que foram estipuladas em R$100,00 (individual) e R$ 150,00 (casal) a partir deste ano, podendo ser enviadas para a sede da entidade: Rua Santarém, 269 Bairro Perdizes, CEP 01251-040  São Paulo - SP .
Desde 1995, recebe um valioso apoio cultural da “Cultura Inglesa de São Paulo”, podendo realizar seus recitais mensais da temporada, no Auditório da Rua Madre Cabrini, 413.
Promoveu vários concursos de Interpretação, de âmbito nacional: 7 da Canção de Câmara Brasileira; 5 de Músicas Brasileiras para Piano; 2 de Músicas Brasileiras para Flauta.
Promoveu um Concurso de Monografia “O Dobrado” (marcha cívica e militar brasileira), e dois de Composição: o primeiro, em parceria com  a Biblioteca Municipal “Mário de Andrade” ( São Paulo) e mais recentemente, em 2008, um Concurso de Tocata para Piano , vencido em 1º lugar por Nelson Lin, que teve como prêmio, alem de uma vultosa quantia oferecida pela Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, ainda a impressão de sua Tocata, pela Academia Brasileira de Música. O 2º prêmio foi para Edson Sant´Anna. Foram marcantes os dois  recentes Concursos promovidos pelo Centro de Música Brasileira, em Dezembro de 2009, curiosamente realizados na Casa Mário de Andrade: o II Concurso de Interpretação de Músicas Brasileiras para Flauta e o V Concurso de Interpretação de Músicas Brasileiras para Piano, que tiveram grandes prêmios oferecidos pela Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo.
Site: http://www.centrodemusicabrasileira.blogspot.com.br/

Sua atual Diretoria é assim constituída:
Presidente: Eudóxia de Barros
Vice-Presidente:- Fernando Cupertino
Primeiro Secretário:- Helena Marcondes Machado
Segundo Secretário:- Fernanda Iervolino Rossini
Primeiro Tesoureiro:- Sergio Rossini
Segundo Tesoureiro:- Tomasino Castelli

Serviço:
Dia 23 de março, sábado, às 19h30
Centro de Música Brasileira
Homenagem à insigne cantora Magdalena Lébeis
Organização e idealização da cantora Marília Siegl
Intérpretes: cantores da Escola de Canto de Lenice Prioli
Local : Edifício Cultura Inglesa - Centro Brasileiro Britânico
Auditório – 160 lugares
Rua Ferreira de Araújo, 741
Pinheiros - São Paulo
Tel: (11) 3039 0500

Postar um comentário