quarta-feira, 12 de junho de 2013

Projeto ‘Letras em Cena’ leva leituras dramáticas ao MASP


De 10 a 24 de junho, sempre às segundas, às 19h30, o projeto “Letras em Cena” leva leituras dramáticas ao auditório do MASP. As apresentações “Entretempos- Opinião”, “Retirada de Moscou- A História de um Recomeço” e “Entre Quatro Paredes” têm entrada gratuita, com reservas antecipadas no site da atração.

No dia 10, Dagoberto Feliz, Cibele Bissoli, Maria Silvia Altieri , Linconl Antonio e Léo Nascimento dão vida aos personagens de “Entretempos- Opinião”. Com direção de Francisco Medeiros, o espetáculo conta histórias da vida cotidiana que ultrapassam o entendimento em busca do do sensível, da memória e do catártico. Entre o coletivo e o individual, os atores se identificam com aquele que é humano e genuinamente nacional e, com seus “causos”, canções e performances propõem a interatividade com o público para dividir anseios e esperanças.

Já no dia 17, é a vez de Lucinha Lins, Marcos Damigo e Odilon Wagner subirem ao palco com “Retirada de Moscou- A História de um Recomeço”. Na peça, o professor Eduardo e a católica fervorosa Alice estão casados há 33 anos. Jaime, o único filho do casal, tem 32 anos e vive sozinho. Os longos anos de convivência deixaram um imenso silêncio entre o par, com a crise atingindo seu ponto máximo. Apaixonado por outra mulher, Eduardo busca sua felicidade, enquanto a ex-mulher também a procura.

Para fechar a programação, no dia 24, “Entre Quatro Paredes” traz Marcelo Airoldi para encenar uma peça escrita por Jean-Paul Sartre durante a Segunda Guerra Mundial. O personagem Huis Clos conta a história de  três pessoas que  morrem e chegam ao inferno, mas não encontram demônios nem fornalhas, apenas um quarto fechado em que os três se veem condenados a conviver uns com os outros.

Trancafiados no mesmo ambiente, Garcin, um escritor, queria ser um herói, mas foi covarde; Estelle, uma burguesa fútil que assassinou o bebê que teve com seu amante, foge da culpa responsabilizando o destino; e Inês, homossexual, funcionária dos correios e agressiva, procura reforçar o sofrimento dos outros. Confinados numa sala, sem espelhos, os três são obrigados a se ver através dos olhos dos outros.

1.         Letras em Cena
2.         Data: 10 a 24 de junho
3.         Horário: 19h30
4.         Entrada gratuita
5.         Local: Auditório do MASP


Postar um comentário