segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Marcelo Lehninger rege Sinfônica de Boston e estreia no Carnegie Hall

No dia 15 de março o maestro carioca Marcelo Lehninger fará sua estreia no Carnegie Hall de Nova York à frente da Orquestra Sinfônica de Boston, uma das mais importantes dos Estados Unidos. Lehninger, que desde o início do ano ocupa o posto de Maestro Assistente daquela orquestra (anteriormente ocupado por Eleazar de Carvalho e Leonard Bernstein), substituirá o titular, James Levine, que cancelou sua participação nos próximos concertos por motivos de saúde. Com isso, o brasileiro rege quatro apresentações em Boston, dias 3, 4, 5 e 8 de março, além do concerto da Sinfônica em Nova York.

No programa das cinco apresentações estão o Rondo em dó para violino KV 373 de Mozart, o Concerto nº 2 para Violino de Bartók e também a primeira audição mundial do Concerto para Violino do compositor britânico Harrison Birtwistle, com o solista Christian Tetzlaff.

Filho da pianista Sônia Goulart e do violinista Erich Lehninger, Marcelo foi regente substituto da National Symphony Orchestra de Washington, diretor musical da Youth Orchestra of the Americas, convidado por Plácido Domingo, e regente associado da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais. Antes de dedicar-se à regência, estudou violino e piano, sendo premiado em concursos nacionais em ambos os instrumentos. Mestre em Música pelo Conductors Institute at Bard College, em Nova York, estudou regência com Harold Farberman e composição com Laurence Wallach. Participou, também, de máster classes com Kurt Masur, Leonard Slatkin, Marin Alsop, Moche Atzmon e Andreás Weiss. No Brasil estudou com o maestro Roberto Tibiriçá.

Além das mais importantes orquestras brasileiras, ele já regeu grupos como a New West Symphony Orchestra, Hartford Symphony Orchestra, Fairfax Symphony Orchestra, Jacksonville Symphony Orchestra, Conductors Institute Orchestra em Nova York, a National Symphony Orchestra no Kennedy Center de Washington e realizou uma turnê com a Youth Orchestra of the Americas, tendo como solista o pianista Nelson Freire.

Em 2008 foi selecionado para participar do I Felix Mendelssohn-Bartholdy Scholarship e viajou pela Europa e Estados Unidos por um mês como assistente do Maestro Kurt Masur nas orquestras Nacional da França (durante sua residência em Viena), Gewandhaus de Leipzig e Filarmônica de Nova York. Em 2009 participou no Malko Competition for Young Conductors na Dinamarca e regeu a Danish Radio Symphony Orchestra no Koncerthuset em Copenhague. Em 2011 foi selecionado para participar no Bruno Walter National Conductor Preview, regendo a Louisiana Philharmonic Orchestra em New Orleans.

No Brasil, Marcelo Lehninger irá reger, nos dias 2 e 3 de abril, a Grande Missa em dó menor de Mozart no Teatro Municipal do Rio de Janeiro.


Revista Concerto
Postar um comentário