sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Norte-americana Marin Alsop será nova regente da Osesp


A regente norte-americana Marin Alsop, 54, assume o comando da Osesp (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo) no início de 2012.
Ela vai substituir o francês Yan Pascal Tortelier.
A informação sobre a troca de comando foi confirmada por Arthur Nestrovski, diretor artístico da orquestra.
Alsop já esteve à frente da orquestra em três concertos no ano passado.

Diretora musical da Sinfônica de Baltimore (EUA), Alsop tem uma vasta e premiada discografia pelo selo Naxos. Ela se tornou, em 2007, a primeira mulher a assumir uma grande orquestra nos Estados Unidos.
Sua chegada a Baltimore foi cercada de controvérsia: julgando-se atropelados no processo de escolha, os músicos da orquestra não esconderam suas restrições à maestrina.
Contudo, as tensões iniciais foram superadas e a orquestra havia anunciado a renovação do contrato de Alsop até 2015, fazendo dela uma exceção em um mundo ainda dominado por regentes do sexo masculino.
"Com os músicos, o fato de eu ser mulher nunca foi problema", disse à Folha no ano passado. "O início de carreira foi difícil, é claro, mas acho que isso acontece tanto com regentes homens como com mulheres. É uma carreira com poucas oportunidades e é difícil para um maestro iniciante subir ao pódio diante de uma orquestra."
"Eu sempre ouço conselhos, mas raramente os sigo. Disseram-me para evitar a Naxos, que é uma gravadora de discos baratos, mas olhe o resultado: eles viraram o principal selo clássico do mundo!", afirma, para completar, irônica: "Bem, talvez meus CDs estejam fazendo sucesso porque eu sou mulher. Não é engraçado?".
Em Baltimore, além das atividades artísticas, ela realizou programas de educação musical envolvendo a população carente. "Você tem de tentar ser relevante e isso é difícil quando lida com gente morta, que criou cem anos atrás", afirma.

Postar um comentário