quinta-feira, 28 de junho de 2012

Maestro Claudio Santoro terá vida narrada em documentário


Pela primeira vez, o violinista, pianista e maestro virtuoso será retratado pela sétima arte. O primeiro documentário sobre a vida e a obra de Claudio Santoro, titulado "Santoro " o Homem e sua Música", deve ficar pronto em um ano. O longa-metragem contará com depoimentos de 25 pessoas, entre familiares, amigos, ex-alunos e músicos no Brasil e na Alemanha, onde o maestro passou sete anos, além do reitor José Geraldo de Sousa Junior. Claudio Santoro foi professor da Universidade de Brasília entre 1962 e 1965.
John Howard Szerman, diretor do filme, conta que a ideia surgiu em 2007, por meio de um pedido de Gisele Santoro, viúva de Claudio e prestigiada professora de balé. "Ela me disse que não havia nenhuma memória do trabalho do seu marido. Ele é considerado por muitos, um dos três maiores compositores da música contemporânea brasileira", relembrou.

A partir dali, John começou a elaborar o roteiro junto a Gisele e aos filhos do casal. Somente no final de 2011 conseguiu os recursos para viabilizar seu projeto. "Claudio é um personagem ligado à criação da UnB e representa a projeção dos valores que Darcy Ribeiro indicou para a Universidade", disse José Geraldo, ao receber o convite para participar do documentário. "Nos 50 anos da UnB é fundamental que haja um resgate da contribuição de Claudio para a nossa instituição. Ainda mais com autoria qualificada como a do cineasta John Howard", complementou o reitor. As gravações do depoimento devem acontecer na próxima quinta-feira, 18.

O filme está sendo filmado em alta definição e terá três versões: uma de 80 minutos para exibição em salas de cinema, outra de 54 minutos para a TV. A terceira versão é para distribuição via youtube. "Queremos que o documentário seja exibido em espaços públicos como escolas e universidades de forma a incentivar o conhecimento e ampliar os horizontes da música erudita brasileira", disse o diretor.
A trilha musical contará com 16 músicas do repertório do artista. Serão usadas também imagens de arquivo da BBC da Inglaterra e da TV Cultura. O diretor de música do filme será um dos filhos do protagonista, Alessandro Santoro.
Folha Sinfônica
Postar um comentário