terça-feira, 21 de junho de 2011

Cia Lírica apresenta Madama Butterfly



Cia Lírica e Centro Cultural Justiça Federal
Apresentam a estréia de
MADAMA BUTTERFLY, ópera de Puccini em 3 atos
Participações especiais:
Danielle Bragazzi, como Cio Cio San
Elizabeth Babo, como Suzuki
Curta Temporada
Dias 21, 22 de junho, às 19h

A Cia Lírica e o Centro Cultural Justiça Federal apresentam, em curta temporada a ópera de Puccini em 3 atos MADAMA BUTTERFLY, nos dias 21/22 de junho,às 19h, no Teatro do Centro Cultural da Justiça Federal. Nos papéis principais: soprano Danielle Bragazzi, mezzo - soprano Elizabeth Babo, tenor Ivan Jorgensen. Madama Butterfly será encenada com cenário, figurinos, legendas em português, em formato reduzido e acompanhada pela pianista Eliara Puggina. Criação coletiva da Cia Lirica. O Teatro do CCJF fica na Av. Rio Branco, 241, Cinelândia.

“Madama Butterfly” - “É um título muito interessante porque, além de narrar o conflito pessoal do personagem título, também expõe uma série de diferenças culturais”, declara o soprano Danielle Bragazzi, que viverá a gueixa Cio Cio San.

Completam o elenco: Sharpless: Daniel Soren Goro: Rafael Siano, Bonzo: Allan Souza, Kate: Sophia de Otero.

A Cia Lírica é um projeto que tem por objetivo apresentar títulos de ópera de grande aceitação popular, ao mesmo tempo em que investe no aperfeiçoamento de seus jovens cantores. Também é meta da Cia Lírica apostar na formação de platéias por meio de apresentações condensadas e legendadas, que facilitam a compreensão das obras e criam mais intimidade da platéia com esse gênero.

A HISTÓRIA

MADAMA BUTTERFLY é um dos mais encenados títulos de ópera do mundo inteiro conta a história de um tenente da marinha americana que se apaixona por uma gueixa. Três anos depois - Pinkerton deixa Butterfly com a promessa do retorno, mas Suzuki tenta adverti-la, em vão, do abandono do marido. Quando está para retornar para Nagasaki, Pinkerton não tem intenção de rever a esposa japonesa, pois chega acompanhado por Kate, sua esposa americana. Apesar de avisada da traição do marido, Butterfly busca o menino que nasceu da união com o militar e prepara a casa com flores para receber Pinkerton. O navio Abraham Lincoln é avistado, mas a noite chega sem a visita do oficial. Butterfly e seu filho adormecem.

No último ato, Pinkerton chega à casa e percebe a tocante fidelidade de Butterfly. Foge deixando que Sharpless tente resolver as coisas. Após perceber toda verdade, mantendo a calma, Cio Cio San avisa que Pinkerton pode buscar seu filho, desejando toda felicidade com sua esposa americana, Kate. Quando o oficial chega para pegar o menino, presencia a morte de Butterfly, que se feriu com a espada de seu pai. Na lâmina os dizeres: "morrer com honra para não viver na desonra."

Serviços:
MADAMA BUTTERFLY- Ópera de Puccini, apresentada pela Cia Lírica. Elenco: Danielle Bragazzi (Cio Cio San), soprano. Ivan Jorgensen (Pinkerton), tenor. Elizabeth Babo (Suzuki), mezzo-soprano. Sophie de Otelo (Kate), soprano. Ciro D`Araujo e Daniel Soren (Sharpless), baixo-barítono. Frederico de Oliveira (Bonzo), baixo. Demades Gomes (Goro), tenor. Ciro D’Araújo (Comissário), barítono. Aurélio Melleh (piano). Evandro Rodriguese (direção de coro), maestro. Direção Cênica: Manuel Thomas, Figurinos: Jhonatta Oliveira e Moara Alcantara, Cenários: Danilo Rodrigues.
Local: Teatro do Centro Cultural da Justiça Federal
Endereço: Avenida Rio Branco, 241 - Centro
Dias 21 e 22 de junho, às 19h
Metrô: Cinelândia
Ingressos: R$ 30,00 e R$15,00 - ( Ingressos vendidos nos dias de récitas entre 16h e 19h - descontos de 50% acessando www.cialirica.mus.br)
Postar um comentário