sexta-feira, 3 de junho de 2011

Sinfônica de Cubatão apresenta Clássicos Populares

Concerto reúne as mais conhecidas obras eruditas dos últimos tempos



A Banda Sinfônica de Cubatão é um grupo artístico de múltiplos talentos. Depois de encantar com repertório da MPB (Aquarela Brasileira), grandes musicais da Broadway (West side history) e até mesmo canções de Rock and Roll (Queen Sinfônico), a Banda retorna ao lugar de origem e apresenta o concerto “Clássicos Populares”, neste sábado, 4 de junho, às 20h30, no Bloco Cultural (Pça. dos Emancipadores, s/nº), na cidade de Cubatão, litoral de São Paulo. A entrada é franca.

O programa inclui obras irresistíveis, de qualidade indiscutível, executadas por grandes sinfônicas em todo planeta, perpetuando a obra desses autores. A começar por “Tocata e fuga”, de Johann Sebastian Bach, um dos trabalhos mais famosos do repertório do compositor, mestre na arte da fuga, do contraponto e da música coral. A peça é cheia do vigor e energia da música clássica.

“O Barbeiro de Sevilha”, de Gioacchino Rossi, também faz parte da noite musical. A obra, bastante conhecida por ser executada em ópera, será destaque na interpretação dos mais de 80 instrumentistas da Banda Sinfônica. Destaque, ainda, para “A Flauta mágica”, de Mozart, um discurso pró filosofia do Iluminismo. Não será difícil o público notar, incluídos na peça, os conceitos de liberdade, igualdade e fraternidade da Revolução Francesa. “A Flauta mágica” tem dois aspectos fascinantes: a história, quase infantil, que raramente chega às crianças, e a música que há 200 anos fascina os adultos.

O repertório inclui “Pomp and Circunstance”, de Edward Elgar e “O Guarani”, única peça de um autor brasileiro neste concerto. Nesta obra, João Carlos Gomes pega carona na história criada por José de Alencar e reconta o drama dos indígenas no Brasil. Considerado o mais importante compositor de ópera de nosso país, Carlos Gomes destacou-se pelo estilo romântico e teve carreira de destaque na Europa. Em “O Guarani”, o artista levanta problemas que ultrapassam os limites de uma obra de arte, como por exemplo, a destruição do nosso passado indígena pelo colonizador europeu, estreando esta peça, por ironia, na Itália.

A promessa é de uma noite cheia de grandes espetáculos, sob o comando do maestro Marcos Sadao Shirakawa, regente titular da Sinfônica de Cubatão e, também, da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo. A diversidade e a inquietação não são uma marca do trabalho de Marcos Sadao por acaso. Renovando constantemente o repertório da Sinfônica, o regente reafirma a qualidade técnica do grupo artístico, que acumula 40 anos de história musical.

SERVIÇO:

Concerto “Clássicos Populares” da Banda Sinfônica de Cubatão
Data: 4 de junho de 2011
Horário: 20h30
Preço: Entrada gratuita
Local: Bloco Cultural – Pça. dos Emancipadores, s/nº
Postar um comentário