sexta-feira, 10 de agosto de 2012

THIAGO BERTOLDI EM RECITAL DE PIANO COM OBRAS DE BEETHOVEN, SCHUMANN E DEBUSSY



O jovem paulistano Thiago Bertoldi, um dos mais destacados e promissores pianistas de sua geração, volta a apresenta-se na cidade.

        Bertoldi se apresenta em recital no auditório do MASP na próxima terça-feira, 14 de Agosto. No programa, peças de grande relevância no repertório pianístico: a Sonata Waldstein, de Beethoven, a Fantasia Op. 17 de Schumann e a suíte Pour le piano, de Debussy.
        Hoje aos 26 anos, Thiago Bertoldi dedica-se à música desde 1994. Estudou piano no Conservatório Villa-Lobos, na cidade de Garça, SP. Em 2000 ingressou no Conservatório Sousa Lima, onde estudou música de câmara por quatro anos sob a orientação de Ana Maria Vieira de Mello. De 2004 a 2008 teve aulas de aperfeiçoamento com a professora Nilze Kruse, que foi aluna do legendário pianista e professor vienense Bruno Seidlhoffer (1905-1982). Em 2008 recebeu o Prêmio Eleazar de Carvalho, na categoria pianista, do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão. No ano seguinte, foi para Budapeste, Hungria, para estudar na Liszt Ferenc Zeneakadémia, sob a orientação do professor Gábor Eckhardt. Durante os quatro anos em que esteve em Budapeste apresentou-se com frequência como solista e camerista nas prestigiadas salas de concerto da Academia Liszt e do Conservatório Béla Bartók, bem como participou de vários programas educativos, veiculados pela TV Duna para a Hungria e para a Comunidade Europeia.
        O pianista formou-se com notas máximas em Junho de 2012, e acaba de retornar para o Brasil.


O programa
Ludwig van Beethoven (1770-1827) - Sonata N° 21 em dó maior Op. 53 "Waldstein"
Allegro con brio // Adagio molto // Allegretto moderato - Prestissimo
Conhecida como "Waldstein", esta é uma das grandes sonatas para piano de Beethoven. Concluída em 1804, a obra é tecnicamente desafiadora e fundamental na carreira do compositor naquele período. O "apelido" da Sonata Nº 21 vem da dedicatória de Beethoven ao conde Ferdinand Ernst von Waldstein Gabriel de Viena, seu patrono e amigo.
Robert Schumann (1810-1856) - Fantasia Op. 17 em Dó Maior
Escrita entre 1836 e 1838, a obra foi publicado como uma "fantasia" devido à sua sequência não convencional de movimentos. Uma curiosidade é que na época o compositor estava proibido de ter contato com Clara Wieck, e a música era a única maneira que os dois tinham para se comunicar. E na obra fica evidente o amor de Schumann por Clara. Ele próprio escreveria depois: "o primeiro movimento é talvez o mais apaixonado de todos que eu já escrevi, expressa um profundo desejo por você".
Claude Debussy (1862-1918) - Pour le Piano
Prélude // Sarabande // Toccata
Debussy foi um dos fundadores do movimento impressionista na música, e sempre se destacou por um estilo de composição bastante original. "Pour le piano", publicada em 1901, é uma das primeira de suas obras pianísticas da maturidade, marcada pela grande complexidade harmônica. Uma suíte em três partes, tem no Prelúdio e na Toccata peças virtuosísticas com elementos de música de gamelão javanesa. Já a Sarabanda é lírica e suave.

S E R V I Ç O
Série MÚSICA NO MASP

Sempre às terça-feiras, 12:30 horas

14 de Agosto
THIAGO BERTOLDI piano

Onde: MASP (grande auditório, 374 lugares)
Av. Paulista 1578, Bela Vista, tels. 3266-3645 e 3266-3569
Quanto: ENTRADA FRANCA
Retirada de ingressos na bilheteria do museu
Duração: ~60 min

Indicação etária: Livre para todos os públicos
Postar um comentário