sexta-feira, 12 de julho de 2013

Qual é a cor do som?

James Brown - Sex Machine

Quanto mais alta a frequência, mais complexas serão suas formas produzidas. Essa é a lei da Cimática, explorada pelo cientista suíço Hans Jenny, em 1967. Para ilustrar a teoria, o fotógrafo alemão Martin Klimas usou suas tintas e “coloriu” músicas de Miles Davis, James Brown, Pink Floyd e outras sonoridades.
As cores foram derramadas sobre potentes caixas de som que, no último volume, fizeram vibrar suas formas e tonalidades de acordo com o tipo música.
Em “Ride of the Valkyries” de Richard Wagner, por exemplo, contemplamos ondas de som dispersas e explosivas, como é a natureza da música clássica. Já em “Ascesion” de Jonh Coltrane, as tintas “gritaram” mais uniformes, dando vida e cor ao seu sax tenor.
Assumidamente inspirado no expressionismo abstrato, Klimas reforça uma palheta agressiva através da pintura aleatória e automática dos pigmentos sobrepostos.
O resultado, na íntegra, você confere no site do oficial fotógrafo. Abaixo selecionamos algumas imagens vibrantes, que traduzem o espírito e o estudo dos padrões produzidos por corpos desde Galileu Galilei.


Jimi Hendrix - Ouse Burning

Jonh Contrane - Ascesion

 Ornet Collema - Free Jazz 

Philip Glass - Music whit Ghan



Richard Wagner - Ride of the valkyries



Postar um comentário