quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Adaptação do clássico "Dom Quixote de La Mancha" na Estação Porto nesta quarta



A Cia. Burlantins traz para Vitória o espetáculo "Oratório – A Saga de Dom Quixote e Sancho Pança", que será apresentado nesta quarta-feira (15), às 20 horas, na Estação Porto. O espetáculo, oferecido pelo Programa Cultural Vivo EnCena e viabilizado com recursos da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, tem entrada franca.

Após ler muitos romances de cavalaria, um fidalgo castelhano perde a razão e passa a peregrinar em busca de aventuras como as de seus heróis, Espanha adentro, mundo afora. Agora, em terras mineiras, o icônico cavaleiro andante Dom Quixote e seu fiel escudeiro Sancho Pança vão para as ruas em espetáculo que une elementos clássicos da obra de Miguel de Cervantes e da cultura brasileira.

Para dar vida aos personagens, os atores, músicos e compositores Sérgio Pererê e Maurício Tizumba estão à frente do elenco, composto por atores negros, nos papéis do fidalgo e seu escudeiro. Como nos trabalhos anteriores da Cia. Burlantins, em "Oratório – A Saga de Dom Quixote e Sancho Pança" a música é também personagem. Por meio dela, diferentes ritmos são visitados em um passeio pelo universo quixotesco.

Montagem

A Cia. retoma suas atividades com a mesma proposta que fez do grupo um dos mais respeitados do Brasil: unir teatro e música em espetáculos de rua. O diretor, autor, roteirista e ator Eid Ribeiro é o responsável pelo roteiro, que mantém as falas originais do clássico de 1604.

A atriz Paula Manata, do grupo Armatrux, assume a direção do espetáculo. Mauricio Tizumba também assume a direção musical do espetáculo. Já Sérgio Pererê assina as composições da trilha sonora, com arranjo dos músicos e atores Everton Coroné e Alysson Salvador. A atriz e cantora Josi Lopes dá voz e vida à famosa Dulcinéia Del Toboso, além de outros personagens femininos. Tizumba e Josi ainda assumem o papel de narradores.

"É um espetáculo com ‘polirritmia’: como em um passeio pelo Brasil, ouvimos um pouco de xote, forró, blues, maracatu e até um pouco da música de Andaluzia, terra de Quixote", explica o compositor.

Para coordenar a dança, a coreógrafa Giovana Penna. Compõem também a equipe o diretor de clipes e desenhista Conrado Almada e o cenógrafo Dudu Félix. As artistas Maria Luiza Magalhães e Janaína Castro cuidam dos figurinos da peça.

Música, dança, figurinos, cenário e bonecos ajudam a conferir brasilidade e mineiridade à atmosfera de Dom Quixote de La Mancha.

SERVIÇO

Oratório – A Saga de D. Quixote e Sancho Pança
Estação Porto. Avenida Getúlio Vargas, Armazém 5 da Codesa, Centro.
15 de agosto, quarta-feira às 20 horas.
Mais informações: (27) 3205-1004
Classificação livre.
Entrada gratuita.

Postar um comentário