quarta-feira, 13 de julho de 2011

Conheça os vencedores do Premio Carlos Gomes

Grande celebração da música clássica na Sala São Paulo: foi ontem, 11 de julho, a cerimônia de premiação da 14ª edição do Prêmio Carlos Gomes, realização da Algol Editora. O evento reuniu alguns importantes representantes da cena clássica nacional, entre eles os maestros Luiz Fernando Malheiro, Ligia Amadio, Roberto Tibiriçá, Roberto Duarte e Marcos Arakaki, o compositor Mario Ficarelli e os cantores Fernando Portari, Rosana Lamosa, Marcelo Vanucchi e Rubens Medina. A festa, que teve a apresentação da jornalista Mônica Waldvogel, contou com a participação da Orquestra Sinfônica de Santo André e do barítono Rodrigo Esteves, sob regência do maestro Carlos Moreno.
O principal prêmio da noite, o Troféu Guarany – reconhecimento por uma carreira ou por uma realização cultural de excelência – foi para o compositor Edmundo Villani-Côrtes, que ano passado completou 80 anos de vida. O prêmio para o melhor espetáculo de ópera foi para a montagem de O barbeiro de Sevilha, produção da Companhia Brasileira de Ópera. O violoncelista Antonio Meneses, o Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo e a nova Orquestra do Teatro São Pedro foram alguns dos vencedores. Um momento emocionante da noite foi o recebimento do prêmio de regente sinfônico pelo maestro Roberto Tibiriçá, por seu trabalho frente à Sinfônica Heliópolis e à Sinfônica de Minas Gerais. Muito aplaudido, o maestro Tibiriçá, que no início do ano foi substituído na direção da Sinfônica de Heliópolis, disse, visivelmente emocionado: “aos meninos de Heliópolis só quero dizer que eles seguem no meu coração”.
Em uma tocante fala da soprano Niza de Castro Tank, presidente da comissão organizadora, o Prêmio Carlos Gomes também prestou homenagem a três grandes personalidades musicais recentemente falecidas, o compositor Almeida Prado, o maestro Cyro Pereira e o tenor Benito Maresca.
Veja a seguir a lista completa dos vencedores da 14ª edição do Prêmio Carlos Gomes:

Espetáculo de Ópera
Il Barbiere di Siviglia
Produção da Cia Brasileira de Ópera, produção itinerante

Cenário
William Pereira
Por Roméo et Juliette, no Teatro Amazonas, e por A viúva alegre, no Teatro São Pedro

Figurino
Olintho Malaquias
Por Don Pasquale e A viúva alegre, ambas no Teatro São Pedro

Iluminação
Fábio Retti
Por Rigoletto, no Teatro São Pedro, e por Andrea Chénier, no Palácio das Artes de Belo Horizonte

Solista Instrumental
Antonio Meneses
Violoncelo, pelo espetáculo Concerto para violoncelo, de Friederich Gulda, com a Orquestra Petrobras
Sinfônica

Conjunto de Câmara
Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo
Pela interpretação do Requiem sem palavras de Almeida Prado, em Campos do Jordão

Orquestra Sinfônica
Orquestra do Teatro São Pedro, em São Paulo
Pela qualidade atingida ainda no primeiro ano de existência

Regente
Roberto Tibiriçá
Pelo trabalho à frente da Sinfônica Heliópolis e da Sinfônica de Minas Gerais

Direção de Cena
André Heller-Lopes
Por Andrea Chénier, no Palácio das Artes de Belo Horizonte

Regente de Ópera
Luiz Fernando Malheiro
Por Il Guarany, no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, Andrea Chénier, no Palácio das Artes,e por Lo Schiavo e Roméo et Juliette em Manaus

Cantor Solista
Marcello Vannucci
Por Pollione, em Norma, no Teatro São Pedro, por Peri, em Il Guarany, no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, e por Turiddu em Cavalleria Rusticana, no Auditório Ibirapuera

Cantora Solista
Edna D'Oliveira
Por sua participação em A viúva alegre, no Teatro São Pedro, e em Andrea Chénier, em Belo Horizonte
Troféu Guarany

Edmundo Villani-Côrtes
Pela excepcional carreira de compositor

Revista Concerto.
Postar um comentário