quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Recitais Eubiose apresenta o cellista francês Romain Garioud



Dia 15 de dezembro, sábado, às 20h, será a apresentação de encerramento dos Recitais Eubiose 2012 com o cellista francêsRomain Garioud e a pianista paulistana Liliane Kans. No repertório Bach e Beethoven. Presenteado pelo Conde de Waldstein com um fortepiano Stein em 1787, Beethoven mostrou sua preferência- assim como Mozart - por estes instrumentos. Liliane Kans tocará em uma réplica do Fortepiano Stein de 1784, construído em 2010 pelo brasileiro Cesar Guidini..

Os ingressos dos Recitais Eubiose custam R$ 20,00 e meia-entrada para terceira idade, estudantes, e associados.


Programa
Romain Garioud (França) – Cello
Liliane Kans (Brasil) - Piano

Programa:

CPE Bach - Sonata para Viola da Gamba e Contínuo em DoM
Andante
Allegretto
Arioso

Beethoven - Sonata para Piano e Cello op.05 no.1 -
Adagio sostenuto - Allegro
Rondo- Allegro vivace

Impulsionados pelo feliz encontro musical dado em 2011 em recitais em São Paulo e Rio de Janeiro, o cellista francês Romain Garioud e a pianista paulistana Liliane Kans fazem seus projetos para 2012.
Escolheram um repertório tradicional para violoncelo e piano, com o diferencial das Sonatas de Beethoven que podem ser tocadas tanto em instrumentos convencionais modernos, quanto em instrumentos de época.
Em destaque, um Fortepiano réplica de Stein 1784, construído em 2010 pelo brasileiro Cesar Guidini. Vale ressaltar que este é o único fortepiano da cidade de São Paulo e um dos únicos no Brasil. O fortepiano possibilita uma sonoridade única que nos remete ao século XVIII além de uma interpretação de época, que muito se diferencia do que é comumente feito em instrumentos modernos.
No final do século XVIII, o violoncelo se libertava de seu papel como instrumento de baixo contínuo para reivindicar seus direitos como instrumento solista. Beethoven foi praticamente o primeiro compositor de sonatas para violoncelo e piano. Das cinco sonatas escritas por ele para essa nova formação, as duas primeiras (op.05) datam de 1796. Era uma época em que o compositor estava ainda em início de carreira, buscando um lugar como pianista virtuose, como era comum naquele tempo onde todos os compositores eram também excelentes instrumentistas. Talvez por isso sejam sonatas notadamente para fortepiano e violoncelo, e não o contrário. A estréia dessas sonatas deu-se no próprio ano de sua composição, com o violoncelista francês Duport e Beethoven ao fortepiano, na corte do rei Frederico II da Prussia, aluno de Duport, a quem as sonatas foram dedicadas.
Ambas sonatas têm dois movimentos com uma introdução em Adagio seguidas por Alegro nos primeiros movimentos (única parte lenta das sonatas). Seguem-se nos alegros um espírito de diálogo sinfônico com uma escrita instrumental virtuosística.
Executar as sonatas - especialmente as do op.5 - com um piano moderno levanta todos os tipos de problemas de equilíbrio que não teriam existido no tempo de Beethoven. Principalmente os registros graves no violoncelo, muito explorado por Beethoven nessas sonatas, são frequentemente encobertos pelo piano moderno. Além de cores e timbres que não são encontrados nos nossos instrumentos de hoje, tocá-las com um fortepiano nos traz muito mais próximo do som que ele conhecia e, portanto muito mais próximos da sua música.
Presenteado pelo Conde de Waldstein com um fortepiano Stein em 1787, Beethoven mostrou sua preferência- assim como Mozart - por estes instrumentos.

Romain Garioud (Cello) - Laureado nos Concursos 12º Internacional Tchaïkovski (Moscou), 7º Concurso Internacional Rostropovitch e 2º prêmio do Concurso Internacional de Vina del Mar (Chile) em 2001 e 2002, e em 2005 o 1º prêmio do Conservatório Internacional Valentino Bucchi (Roma - Itália), Romain Garioud pertence à jovem e brilhante geração de violoncelistas franceses. Primeiro prêmio por unanimidade do Conservatório Nacional Superior de Música de Paris, de violoncelo e de Música de Câmara, fez cursos de aperfeiçoamento com Xavier Gagnepain em Bologne – Billancourt e com Philippe Muller no 3º ciclo do C.N.S.M. de Paris. Trabalhou também com os maiores violoncelistas estrangeiros, como Anner Bylsma, Natalia Chakovskaïa, Steven Isserlis e mais recentemente David Geringas.
Em 2002 foi a revelação do ADAMI e nomeado para as Vitórias da Música. Desde então a sua carreira sofreu uma projeção considerável, tanto na França como no plano internacional. É convidado a dar concertos e Masterclasses em inúmeros festivais (Orangerie de Sceaux, Flâneries de Reims, Meudon, Festival de Musica de l’Empéri do Salão de Provence, Jornadas Phoenix, Festival de Musica de Câmara de La Baule etc.), e mais recentemente na China e na América do Sul.
Atua como solista sob a direção de grandes maestros, como Christoph Eschenbach (Orquestra de Paris), Jean-Marc Burfin (Orquestra Metropolitana de Lisboa), Stéphane Cardon, assim como com prestigiosos parceiros da Música de Câmara como Mstislav Rostropovitch, Pavel Gililov, Menahem Presler, Paul Meyer, Philippe Muller, Dora Schwarzberg, Gil Apap, Anatol Ugorsky entre outros. Teve muitas das suas apresentações gravadas pela Rádio France e pelo canal Mezzo.
Notável pelo seu ardor, a potência e profundidade de  sonoridade e no seu sentido de fraseamento, Romain Garioud prima pelo eclectismo do seu repertório. Tanto na Música de Câmara como solo, o seu percurso é pautado pela troca de experiências.
Em 2007 criou o Delian Quartet (www.delian-quartett.com), ao qual pertence. Este Quarteto tem efetuado diversas gravações para a editora Oehms Classics e tem se apresentado nas maiores salas de espetáculo da Europa (Berlin Filarmonia, Konzerthaus et Musikverein Wien, Ludwigsburg festpiele etc..)
Ensina os futuros profissionais, na C.R.D. de l’Hay les Roses (França) e na Escola Profissional de Música de Espinho (Portugal).

Liliane Kans (piano) - Bacharel em Piano pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), Liliane Basravi Kans, natural de São Paulo, foi aluna de Ilza Antunes, Beatriz Balzi e Daisy de Luca.
Após a Universidade, foi convidada a estudar na classe de Dalia Ouziel no Conservatório Real de Mons na Bélgica e um ano depois foi contemplada com bolsa de estudos da CAPES para o curso de Especialização (piano e música de câmara) do Conservatório Real de Antuérpia na classe da pianista Eliane Rodrigues e Jerrold Rubenstein. Cursou também pós-graduação na USP e UNICAMP em 2006 e 2007. Participou do Festival de Inverno de Campos do Jordão, Oficina de Música de Curitiba, Festival de Artes de Itu, Festival de Inverno de Nova Friburgo e Festival Internacional de Música de Câmara de São Paulo e mais recentemente a Sopron Early Music Days, na Hungria onde se aperfeiçoou em fortepiano com Malcolm Bilson e música de câmara com Simon Standage. Obteve a primeira colocação em diversos concursos de âmbito nacional, entre outros, o Prêmio Armando Prazeres do Concurso para Jovens Solistas no Rio de Janeiro. Atuou como pianista convidada da Camerata Fukuda em São Paulo e foi solista da Orquestra Sinfônica de Rio Claro, Orquestra Filarmônica de Rio Claro, Orquestra de Cordas Jovens Musicistas de São Paulo, Orquestra de Câmara de Piracicaba e Orquestra Petrobrás Pró Musica do Rio de Janeiro sob a direção de Roberto Tibiriçá.
Há 19 anos forma um duo com o violinista Fábio Chamma e é integrante do Arsis Piano Trio. Além de exercer intensa atividade camerística em companhia de diversas formações instrumentais trabalha na pesquisa e execução da música historicamente informada possuindo um dos poucos fortepianos do país (Stein 1784).

A Sociedade Brasileira de Eubiose aprofunda, através de cursos e práticas, o estudo da Cosmogênese (origem dos universos) e da Antropogênese (origem do homem) para o oferecimento de subsídios com vistas a uma construção crítica do autoconhecimento ancorada no crescimento coletivo e na fraternidade universal dentro de uma visão espiritualista comprometida com a realidade. Com esse foco se dedica também a ações sociais, culturais e artísticas.
www.recitaiseubiose.com.br

Serviço:

Agenda dos Recitais Eubiose de dezembro



Programa do dia 15 de dezembro, sábado, às 20h
Encerramento da Temporada 2012 dos Recitais Eubiose
Romain Garioud (França) – Cello
Liliane Kans (Brasil) – Piano

Ingressos: R$ 20,00 e meia-entrada para terceira idade, estudantes e associados
Retirar os ingressos até uma hora antes do recital. Antecipadamente após as 14h30, por telefone, ou por email contato@recitaiseubiose.com.br
Adquira seu ingresso on-line pelo site www.recitaiseubiose.com.br

Sociedade Brasileira de Eubiose
Sala Henrique José de Souza (201 lugares)
Av. Lacerda Franco, 1059
Aclimação
Tel: 3208-9914 / 3208-6699
Estacionamento conveniado no número 1074 até às 23h.
Amo 
Postar um comentário