segunda-feira, 16 de julho de 2012

Vokalzeit (Alemanha), Quarteto de vozes masculinas amanhã no MASP


A programação musical da cidade tem no próximo dia 17 uma grande atração internacional. Acompanhado pelo pianista Philip Mayers, o quarteto de vozes masculinas Vocalzeit faz concerto no grande auditório do MASP. O grupo alemão, que cruza fronteiras entre o erudito e o popular passeando por diversos gêneros e épocas, apresenta um repertório que vai dos compositores clássicos à música folclórica alemã. O evento, que faz parte da Temporada 2012 da série Música no MASP Internacional, acontece na terça-feira, 17 de Julho, às 21 horas – antes do início do espetáculo, o público é recepcionado com coquetel, a partir das 20 horas.

O quarteto de vozes masculinas Vokalzeit foi criado em 2001 por quatro cantores do Coro da Rádio de Berlim: os tenores Holger Marks e Markus Schuck, tenores e os baixos Michael Timm e Oliver Gawlik. Em 2009, Braun foi substituído pelo tenor Jan Remmers, também integrante do Coro da Rádio de Berlim.
O grupo apresenta-se sempre no formato "quatro mais um piano"; e nesta, que é sua segunda turnê pelo Brasil, terá como pianista Philip Mayers, músico australiano há muito radicado na capital alemã.

Espírito cômico – Ao longo de seus mais de dez anos de atividades, o Vokalzeit [em tradução livre, "tempo vocal"] conquistou plateias e críticos da Europa e de todo o mundo com sua proposta original.

Cantores com sólida formação e ampla experiência no mundo da música erudita, os quatro cantores vão muito além do repertório erudito para vozes – em especial os lieder alemães e as obras de compositores da tradição clássica. Desde o início eles cantam também canções folclóricas alemãs, as músicas dos cabarés de Berlim e paródias de músicas clássicas.

Hans-Christian, Joachim, Michael e Oliver sobem ao palco vestindo fraques negros de cortes clássicos, mas ao cantar revelam sempre com um tom de comédia e uma postura irreverente. É essa a marca musical do Vokalzeit, grupo que não por acaso fez sua estreia (na Capela da Catedral de Berlim, em 13 de outubro de 2001) durante espetáculo comemorativo dos 200 anos de nascimento do compositor Albert Lortzing, considerado o principal representante da 'Spieloper' alemã, a ópera de espírito cômico que floresceu na Alemanha a partir do final do período Barroco. A veia cômica do Vokalzeit tem origem ainda no grupo vocal Comedian Harmonists, que atuou entre 1928 e 1934 e marcou época na música alemã, alcançando enorme sucesso naconal e internacional e dando origem depois a dezenas de grupos de estilo semelhante.

O público é recebido com coquetel – O Vokalzeit tem já cinco CDs – "Fanny Hensel: Italian Journey" (2005), "Klassikparodien" (2006), "Notturno - Volkslieder der Romantik" (2008) e "Berliner Revue" (2008) e o novíssimo "Berliner Tierleben" (2012) –, todos eles muito bem recebidos por público e crítica.

O programa do concerto que o Vokalzeit faz em São Paulo, o primeiro da presente turnê brasileira, reúne músicas registradas nesses discos. Começa com uma série de canções clássico-românticas, de compositores como Schubert, Haendel, Brahms, Loewe e Mendelsohn – com espaço para números solo do pianista Philip Mayers.

Na segunda parte, a postura séria dá lugar à comédia, com o Vokalzeit assumindo o estilo dos Comedian Harmonists para interpretar uma dúzia de canções folclóricas alemãs, boa parte delas gravadas originalmente por aquele grupo.

Realizado pela Art Invest com patrocínio da Underberg, o concerto faz parte da Temporada 2012 da série Música no MASP Internacional. Será na terça-feira, 17 de Julho, às 21 horas, no grande auditório do MASP.

Antes do espetáculo, o público é recepcionado com coquetel, a partir das 20 horas.

E a apresentação começa com comentários do jornalista Irineu Franco Perpétuo sobre os músicos e o programa.

O programa

Parte 1- Canções do período clássico-romântico

•             Franz Schubert (1797-1828)

o             Die Forelle (A truta), D.550 Op. 32

•             Heidenröslein (Rosa silvestre), D.257 Op. 3/Nº 3

o             Der Lindenbaum (A tília), canção nº 5 do ciclo Winterreise D.911 Op. 89

•             Johann Sebastian Bach (1685-1850)

o             Ária na corda sol, 2º movimento da Suíte Orquestral Nº 3 em ré maior, BWV 1068

•             Georg Friedrich Haendel (1685-1759)

o             Ombra mai fù, do primeiro ato da ópera "Xerxes", HWV 40

•             Fanny Hensel (1805-1847)

o             Tarantella, peça para piano em lá menor, Op. 6 Nº 4 [piano solo]

•             Felix Mendelssohn (1809-1847)

o             Dois lieder, dos 6 Duetos, Op. 63:

             Nº 1, Ich wollt', meine Lieb' ergösse sich (Quero que meu amor flua)

•             Nº 3, Gruß (Saudação)

•             Johannes Brahms (1833-1897)

o             Romance em fá maior, Nº 5 das 6 Peças para Piano Op.118 [piano solo]

•             Das 49 Canções Folclóricas Alemãs, Wo033:

o             Nº16, Wach auf, mein' Herzensschöne (Acorda, linda do meu coração)

•             Nº 2, Erlaube mir, fein's Mädchen (Permita-me, linda menina)

o             Nº 4, Die Sonne scheint nicht mehr (O sol não está brilhando)

•             Friedrich Silcher (1789-1860)

o             Die Loreley (Para Lorelei)

•             Untreue (Infidelidade)

•             Carl Loewe (1796-1869)

o             Duas baladas:

             Mädchen sind wie der Wind (Meninas são como o vento), Op. 9 No. 4

•             Die Uhr (O relógio), Op. 123 Nº 3



Parte 2 - Canções folclóricas alemãs, no estilo dos Comedian Harmonists

•             Wochenend’ und Sonnenschein (Fim de semana com sol)

•             Eine kleine Frühlingsweise (Pequena melodia de primavera)

•             Veronika, der Lenz ist da (Verônica, chegou a primavera)

•             Liebling, mein Herz lässt Dich grüßen (Querida, o meu coração te saúda)

•             Ich küsse lhre Hand, Madame (Beijo a sua mão, Madame)

•             Ich wollt, ich wär ein Huhn (Queria ser uma galinha)

•             Kauf dir einen bunten Luftballon (Compra um colorido balão)

•             Hannelore, lass uns ins Kino gehen (Hannelore, vamos ao cinema)

•             In einer kleinen Konditorei (Em uma pequena pasteleria)

•             Rasputin (Rasputim)

•             Das Schlossgespenst von Canterville (O fantasma do castelo de Canterville)

•             Mein kleiner grüner Kaktus (Meu pequeno cactus verde)

S E R V I Ç O

MÚSICA NO MASP INTERNACIONAL

17 de Julho, Terça-feira, 21 horas

O público é recebido com coquetel a partir das 20 horas

Vokalzeit [Alemanha]

Quarteto de vozes masculinas

Holger Marks e Markus Schuck (tenores) e Michael Timm e Oliver Gawlik (baixos)

Philip Mayers (piano)

Onde: MASP (grande auditório, 374 lugares)

Av. Paulista 1578, Bela Vista, tels. 3266-3645 e 3266-3569

Quanto: R$ 60,00 (inteira), R$ 30,00 (estudantes e +60 anos)

À venda na bilheteria do Museu, aberta de terça a domingo das 11 às 17:30 horas. Informações: 3251-5644

Duração: ~90 min

Indicação etária: Livre para todos os públicos

Postar um comentário