sexta-feira, 21 de setembro de 2012

PIANISTA CLARA SVERNER EM TURNÊ PELA PRIMEIRA VEZ NO ESTADO DE SP



Cinco cidades receberam e receberão os recitais “Chopin”, CD indicado ao Grammy Latino, em 2011, na categoria de Melhor Àlbum de Música Clássica

Intérprete de talento reconhecido pelo público e pela crítica do Brasil e do exterior, a pianista Clara Sverner fará recitais – pela primeira vez -em cinco cidades do estado de São Paulo de grande expressão econômica, cultural e social. O primeiro deles acontece no dia 19 de setembro, na Escola de Música de Piracicaba. A artista realizará esta breve turnê que marca o lançamento de um dos seus mais novos trabalhos, o CD intitulado “Chopin por Clara Sverner”.

O projeto tem patrocínio do Ministério da Cultura, Lei de Incentivo à Cultura, Eletrobras Furnas e Governo Federal.

Em 2011, o disco foi indicado ao Grammy Latino, na categoria de Melhor Album de Música Clássica. Apesar de o CD ser dedicado inteiramente a Chopin, o programa de Clara Sverner integra outros compositores, trazendo um repertório que inclui clássicos de grandes expoentes influenciados pelo romantismo como Mozart, Debussy, Heitor Villa-Lobos, L. M. Gottchalk           e Chiquinha Gonzaga.

Dentre as mais fortes e intensas peças de Chopin, por exemplo, a artista pinçou "Ballade nº 1" e "Prelúdios nº 17, 18 e 21". As famosíssimas “Clair de Lune », de Debussy e « Polichinelo », de Villa-Lobos também serão apresentadas. A peça marcante « Atrahente » de Chiquinha Gonzaga, está ainda entre as obras que serão executadas. (Veja programa abaixo). Vale ressaltar que Clara Sverner foi a primeira artista a gravar integralmente as obras de Chiquinha Gonzaga. Os resultados são belíssimos álbuns que apresentam o talento maduro e versátil desta artista.

Além de Piracicaba, estão na lista das cidades pelas quais Clara Sverner irá passar: Tatuí, Teatro Procópio Ferreira/Conservatório de Tautí, dia 20 de setembro; Santos, Teatro Coliseu, dia 22 de setembro, Campos do Jordão, Auditório Ame Campos; dia 23 de setembro e finalmente Ribeirão Preto, Theatro Pedro II, dia 4 de outubro. Os recitais terão ingressos gratuitos ou a preços populares. Para as cidades Tatuí, Piracicaba e Campos do Jordão a entrada é gratuita, e para as cidades Santos e Ribeirão Preto, os ingressos custarão R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia).

“É  com  alegria  que realizo essa turnê por essas queridas cidades, tão sensíveis  ao  mundo  da música. Estarei compartilhando essa emoção com  um público  muito  especial”, ressalta Clara Sverner.

  
Juntamente com a realização dos concertos, a pianista fará comentários sobre a vida e obra dos compositores deste programa, abordando as suas redes de influências, sobretudo a dos compositores brasileiros que foram influenciados pelo romantismo na procura de sua própria identidade.

Ensaios abertos serão oferecidos gratuitamente em cada cidade, sempre às 15h do mesmo dia do recital e no próprio local das apresentações. O público interessado terá a oportunidade de estar mais próximo do artista e de seu instrumento.

PROGRAMA


Chiquinha Gonzaga     Bionne (tango)
                                 Atrahente (polca)

W. A. Mozart               Sonata KV 331
                                     I – Andante grazioso
                                     II- Menuetto
                                     III- AllaTurca “Allegretto”

H. Villa-Lobos             O polichinelo
                                      Impressões Seresteiras

C. Debussy                 Clair de Lune
                                     Feux d’Artifície

F. Chopin                     Prelúdio nº 17, 18 e 21
                                     Ballade nº 1

L. M. Gottchalk           Grande Fantasia Triunfal sobre o Hino Nacional Brasileiro


Clara Sverner

 Intérprete de talento reconhecido por público e crítica do Brasil e do exterior, Clara Sverner teve sólida formação que se iniciou em São Paulo com o professor José Kliass.

Aperfeiçoou-se mais tarde nos centros musicais mais avançados, como o Conservatório de Genebra, onde recebeu uma medalha de ouro, e o Mannes College of Music, de Nova Iorque.

Premiada no Concurso Internacional Wilhelm Backhaus, ainda adolescente iniciou a vitoriosa carreira que a tornou uma das mais prestigiadas virtuoses brasileiras.

Apresentou-se em recitais e concertos por todos os quadrantes do Brasil e em turnês para platéias da Europa, dos Estados Unidos, do Japão e de Israel.

Em seus programas exibe um repertório que escolhe meticulosamente e onde inclui desde antigos virginalistas ingleses do século XVI até os principais representantes do século XX.

Privilegiando, antes de tudo, a qualidade estética, o arrojo da invenção e a carga expressiva das músicas que executa, Clara Sverner é uma artista inquieta que não se cansa de se aperfeiçoar, pesquisar e ousar.

No domínio da música clássica brasileira, principal responsável pela redescoberta da obras de Glauco Velásquez. Pioneira, também, na revalorização da produção pianística de Chiquinha Gonzaga, a quem dedicou várias gravações.

Responsável pela primeira gravação do disco no Brasil com obras de Anton Webern, Alban Berg, Eric Satie e Maurice Ravel, em 1974

Na sua fecunda parceria com o saxofonista Paulo Moura, aboliu fronteiras, abriu-se para outros universos sonoros, explorando um repertório que abrangia desde os clássicos da nossa música popular, como Pixinguinha, até obras especialmente compostas para o duo por Almeida Prado, Gilberto Mendes e Ronaldo Miranda. Com Paulo, gravou quatro discos, sendo que o disco “Vou Vivendo” ganhou o prêmio Villa-Lobos, em 1986.

Sua parceria com João Carlos de Assis Brasil foi muito expressiva e resultou em dois discos, sendo um com obras de Joplin e Satie, considerado pela crítica um dos melhores do ano.

A discografia de Clara Sverner, que reflete sua estética apurada e seu espírito de vanguarda, consiste em mais de 25 títulos, distribuídos internacionalmente.

Festejada pelo público e crítica é a “Íntegra das Sonatas de Mozart”, em 2009. O primeiro volume de “Mozart Por Clara Sverner” foi finalista do Prêmio TIM. O Vol. 2 ganhou o Prêmio TIM de Melhor Disco Clássico. O Vol. 3 indicado ao Grammy Latino.

Em 2008 participa no disco solo “Nós” de Marcelo Camelo, nas músicas “Passeando” e “Saudade”.

Em junho de 2009 no Oi Futuro apresenta-se com seu filho Muti Randolph, em um projeto inovador onde imagens são geradas a partir do piano e, em 2012, no Sónar, um dos mais prestigiados festivais do mundo em música eletrônica de vanguarda.

Em 2011 o disco “Chopin por Clara Sverner” foi indicado ao Grammy Latino, na categoria de melhor album de música clássica.

Ainda esse ano, estará lançando o CD “Debussy e Ravel por Clara Sverner”, gravado em Londres, distribuído pela Azul Music.


CLARA SERVER EM TURNÊ – ESTADO DE SP

Dia 19 de setembro – quarta-feira
Horário: 20h
Escola de Música de Piracicaba Maestro Ernst Mahle
Endereço: Rua Santa Cruz, 1155 - Centro
Piracicaba/SP
Entrada Franca
Telefone informações: 19 - 3422-2464 ou www.delphosproducoes.com

Dia 20 de setembro – quinta-feira
Horário: 20h30m
Conservatório de Música Teatro Procópio Ferreira
Endereço: Rua São Bento, 415
Tatuí/SP
Entrada Franca
Telefone informações: 15 - 3205-8430 ou www.delphosproducoes.com

Dia 22 de setembro – sábado
Horário: 20h30m
Theatro Coliseu
Endereço: Rua Amador Bueno, 237 – Centro
Santos/SP
Ingressos a R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)
Telefone informações: 13 - 3221-8181ou www.delphosproducoes.com

Dia 23 de setembro – domingo
Horário: 17h
AME Campos
Endereço: Rua Dr. Reid, 69 - Vila Abernéssia
Entrada franca
Campos do Jordão/SP
Telefone informações: 12 - 3662-2611 ou www.delphosproducoes.com

Dia 04 de outubro – quinta-feira
Horário: 21h
Theatro Pedro II
Endereço: Rua: Álvares Cabral, 370
Ribeirão Preto/SP
Ingressos a R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)
Telefone informações: 16 - 3977-8111 ou www.delphosproducoes.com
Postar um comentário