quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas faz dois concertos gratuitos neste final de semana


A Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas (OSMC) faz dois concertos gratuitos neste final de semana. Na sexta-feira, 30 de agosto, vai à Câmara Municipal de Campinas para apresentar, a partir das 20h, peças de Carlos Gomes, Alexandre Levy e Igor Stravinsky. No dia seguinte, no mesmo horário, estará presente no Auditório Cláudio Santoro, em Campos do Jordão, para exibição especial de inverno ao lado do pianista Alessandro Santoro, filho do maestro que dá nome ao local.

O programa é o mesmo da noite anterior, mas com adição da obra o “Concerto nº3 para piano e orquestra”, de autoria do homenageado da noite. “Papai nos deixou um enorme acervo ligado à música clássica erudita. Como músico e filho, é um grande privilégio tocar mais uma vez a obra dele, especialmente no espaço que leva o seu nome”, celebrou Santoro.

O espetáculo marca o lançamento da “Série Claudio Santoro” que, anualmente, realizará apresentações em homenagem à vida e obra do maestro. Compositor e multiinstrumentista, é considerado um dos maiores nomes da música clássica brasileira, com reconhecimento internacional. O concerto será o primeiro de uma nova programação que está sendo elaborada para o Auditório, sob a gestão do governo do Estado de São Paulo.

Obras

Após o sucesso da ópera “Il Guarany”, no Teatro alla Scala de Milão em 1870, Carlos Gomes decidiu que não gostaria de ser admirado apenas pelo seu exotismo. Assim sendo, em sua segunda ópera na Itália, “Fosca” (1873), trabalha com um enredo ao gosto italiano, que se passa na região de Veneza, onde piratas, liderados pelo irmão de Fosca, sequestram o nobre Paolo. Fosca se apaixona por ele e o drama se desenvolve até a protagonista perder a razão.
Já Alexandre Levy teve uma relação especial com Campinas: era filho de Henrique Luiz Levy, clarinetista amador e vendedor de joias que passou um bom tempo hospedado na casa de Carlos Gomes. Foi ele quem incentivou Carlos Gomes a tentar a sorte no Rio de Janeiro. Alexandre começou sua carreira de pianista aos oito anos e foi apontado por um crítico como “Mozart redivivo”. Ainda jovem, começou a compor e entre 1880 e 1882 conseguiu editar algumas obras para piano na Europa. É desta época a “Fantasia para dois pianos” baseada em temas da ópera “Il Guarany” de Carlos Gomes.

O balé “O Pássaro de fogo – Suíte 1919” estreou na Ópera de Paris em 1910 e foi o primeiro dos três que Stravinsky escreveu para os “Balés Russos” dirigidos pelo empresário Serguei Diaghlev. Esta companhia, sediada na capital francesa no período anterior à Primeira Guerra Mundial, revolucionou o conceito de dança e tinha entre suas estrelas o lendário Vaslav Nijinski. O enredo é baseado em um antigo conto de fadas russo sobre forças humanas (representadas pelo Príncipe Ivan e diversas princesas), e sobrenaturais (o Pássaro de Fogo e o demônio Kashchei, descrito como um ogro esverdeado).

 
Postar um comentário