quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Roberta Sá apresenta-se frente à Osusp


Nos próximos dias 31 de Agosto e 1º de Setembro a OSUSP - Orquestra Sinfônica da USP recebe Roberta Sá para espetáculos em que a cantora interpreta vários de seus sucessos e clássicos da MPB em arranjos sinfônicos. É o início do projeto "OSUSP Convida", idealizado pelo maestro Ricardo Bologna. As apresentações acontecem no Teatro Paulo Autran do Sesc Pinheiros.

Música clássica e música popular se encontram no projeto "OSUSP Convida", idealizado por Ricardo Bologna, um dos regentes principais da OSUSP-Orquestra Sinfônica da USP.
        Os primeiros espetáculos do projeto serão realizados no  Teatro Paulo Autran do Sesc Pinheiros nos dias 31 de Agosto e 1º de Setembro tendo como convidada a cantora Roberta Sá, grande expoente da nova geração da MPB.
        A OSUSP, sob regência de Ricardo Bologna, faz a primeira parte do programa, apresentando duas peças:

"A Chegada dos Candangos", composição sinfônica de Antonio Carlos Jobim, terceiro movimento da "Brasília - Sinfonia da Alvorada" (obra criada por Jobim em parceria com Vinícius de Moraes, a pedido do presidente Juscelino Kubitschek)

E "Bachianas Brasileiras nº 2" – vale lembrar que a obra tem como último de seus quatro movimentos "O trenzinho do caipira", uma das peças mais conhecidas e amadas de Heitor Villa-Lobos.

Na segunda parte do espetáculo, sobe ao palco Roberta Sá. Acompanhada pela OSUSP, sempre com Ricardo Bologna à batura, ela vai vai cantar alguns de seus sucessos – o set list tem "Você nao poderia surgir agora", "Mais alguém" e "Samba de um minuto" – e ainda clássicos da MPB – "Insensatez" (Jobim & Vinícius), "Wave" (Jobim) e "Pelas tabelas" (Chico Buarque).
        Todas essas músicas serão apresentadas em "traje de gala", em arranjos sinfônicos dos compositores, arranjadores e instrumentistas Newton Carneiro e Rodrigo Morte especialmente escritos para o projeto "OSUSP Convida".

Declaração de amor – Roberta Sá é uma das estrelas maiores da nova geração de cantoras da MPB.
        Nascida em Natal, RN, em 1980, mora no Rio de Janeiro desde os nove anos. Começou a cantar na adolescência, e o marco zero de sua carreira foi um show no Mistura Fina, no Rio, em 2002.
        Logo depois se lançou de verdade quando sua gravação de “A Vizinha do Lado”, clássico de Dorival Caymmi, foi tema da novela “Celebridade”.
        O primeiro primeiro disco saiu em 2004, "Sambas & Bossas". No ano seguinte outro CD, “Braseiro”. Nos dois, um repertório no qual a cantora expressava seu amor à música popular brasileira.
        “Que Belo Estranho Dia Pra Se Ter Alegria”, o terceiro disco, saiu em 2007, tendo entre os convidados especiais Lenine, Carlos Malta e Hamilton de Holanda. Com ele, Roberta ganhou dois prêmio da APCA: "melhor cantora" e "melhor álbum".
        Dois anos mais tarde Roberta Sá fez o show “Pra Se Ter Alegria”, com músicas desses discos, em apresentações que resultaram em um DVD e em um novo CD, ambos com o título “Pra Se Ter Alegria”.
        Seu projeto seguinte foi o CD “Quando o Canto é Reza”, de 2010. Gravado com o Trio Madeira Brasil, foi todo ele dedicado a músicas do compositor baiano Roque Ferreira.
        Seu disco mais recente é “Segunda Pele”, lançado em 2012.
        Sucesso de crítica e de público, Roberta Sá já ultrapassou a marca de 200 mil discos vendidos, e em 2012 fez mais de 100 shows em vários estados brasileiros e em Portugal.

Regente, solista e camerista – Ricardo Bologna é regente principal da OSUSP-Orquestra Sinfônica da USP, timpanista solista da OSESP-Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo e professor do Departamento de Música da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo.
        De 2008 a 2011 foi regente titular da Orquestra Sinfônica Jovem Municipal de São Paulo. Na temporada 2009 regeu a Orquestra de Câmara da OSESP.
        Dirigiu também as Orquestras Sinfônicas do Conservatório de Genebra, de Minas Gerais, São Bernardo do Campo, Jovem do Estado de São Paulo, o Coro da Camerata de Curitiba, a Orquestra de Câmara de Curitiba, a Banda Jovem do Estado de São Paulo, a Orquestra de Câmara do Amazonas, a Filarmônica de Minas e a Camerata Aberta.
        Em 2002, foi o vencedor do II Concurso Eleazar de Carvalho para Jovens Regentes.
        Nesse mesmo ano fundou o Percorso Ensemble, grupo especializado na execução do repertório dos séculos XX e XXI. O grupo lançou em 2007 o CD "Berio+", com participação da cantora Céline Imbert. Em 2009 lançado CD com obras de jovens compositores brasileiros. Em Setembro próximo será lançado novo CD do grupo, "Ligeti+", com a primeira gravação por um grupo brasileiro da obra "Kammerkonzert para 13 instrumentistas", de György Ligeti.
        Bologna tem também o Duo Contexto de percussão, que fundou em 1989 com o percussionista Eduardo Leandro. O Duo foi segundo colocado no VI Prêmio Eldorado de Música (1991) e conquistou o primeiro prêmio no Festival de Música de Câmara de Dusseldorf, na Alemanha (1996). Em 1993 tornou-se grupo em residência no Centro Internacional de Percussão em Genebra, Suíça, realizando concertos e turnês pela Europa, EUA e Japão. Bologna e Leandro lançaram em 2009 o CD "Duo Contexto".
        Ricardo Bologna tem intensa atividade como solista e camerista em concertos pelo Brasil e no Exterior. Foi percussionista convidado da Orchestre de la Suisse Romande e do Ensemble Contrechamps, ambos na Suíça, com participação em vários festivais e turnês.
        Tem bacharelado pela Unesp, mestrado pela Haute École de Musique de Genève e "Artist Diploma" pelo Rotterdam Conservatorium.

Alto grau de excelência – A OSUSP-Orquestra Sinfônica da USP, considerada a melhor orquestra universitária da América Latina, foi fundada em 1975.
        Desde então, atua ativamente em sua missão de estimular a educação e a cidadania em sentido amplo, incluindo em sua programação repertório de compositores brasileiros e sul-americanos, concertos educativos e didáticos nas principais salas de concerto e nos campi da USP-Universidade de São Paulo.
        Seu primeiro regente foi o compositor Camargo Guarnieri, cargo que exerceu até sua morte em 1993). Em 1996, a OSUSP lançou um CD apenas com obras suas.
        Em 2003 lançou novo CD, este com composições escolhidas especialmente para seu núcleo de cordas. No mesmo ano, foi criado pelo Maestro Ronaldo Bologna o Concurso Nacional de Composição Camargo Guarnieri.
        De 2002 a 2008, sob regência de Carlos Moreno, a Orquestra promoveu o Projeto Academia, voltado ao aperfeiçoamento de músicos profissionais. Em 2005, lançou CD em comemoração aos 30 anos de sua fundação. Em 2006 a OSUSP recebeu o Prêmio Carlos Gomes de “Melhor Orquestra do Ano”.
        De 2009 a 2011 foi dirigida pela maestrina Ligia Amadio. Em 2012, a partir de uma reestruturação administrativa e artística, a OSUSP passou a ter dois regentes principais, os maestros Wagner Polistchuk e Ricardo Bologna, mantendo seu alto grau de excelência.
        Na Temporada 2013, a programação da OSUSP inclui a apresentação da obra vencedora do Concurso Nacional de Composição Camargo Guarnieri e uma composição de Newton Carneiro especialmente encomendada pela orquestra, além de obras de grandes compositores nacionais e internacionais. Destaque-se que, além de Polistchuk e Bologna, a OSUSP terá concertos dirigidos por maestros convidados  (Kenneth Kiesler, dos Estados Unidos, e Benoît Fromanger, da França) e a presença de vários solistas convidados: a percussionista americana Evelyn Glennie, a acordeonista alemã Claudia Buder, o violinista brasileiro, Davi Graton, as pianistas Marian Sobula (Polônia), Karin Fernandes (Brasil) e Olga Solovieva (Rússia), e os cantores Katherine Jenkins (Reino Unido) e Douglas Hahn (Brasil).

S E R V I Ç O
 
OSUSP CONVIDA
Sesc Pinheiros
Sábado, 31 de Agosto, 20 horas
Domingo, 1º de Setembro, 18 horas

ROBERTA SÁ
&
Orquestra Sinfônica da USP-OSUSP
Regência  Ricardo Bologna

Programa

Orquestra Sinfônica da USP
Ricardo Bologna, regente

Antonio Carlos Jobim
A Chegada dos Candangos (3º movimento de "Brasília - Sinfonia da Alvorada")
Heitor Villa-Lobos
Bachianas Brasileiras No. 2
Prelúdio (O canto do capadócio)
Ária (O canto da nossa terra)
Dansa (Lembrança do sertão)
Toccata (O trenzinho do caipira)
Roberta Sá &
Orquestra Sinfônica da USP
Ricardo Bologna, regente

Mais alguém (Moreno Veloso e Quito Ribeiro)¹
Você não poderia surgir agora (Dudu Falcão)²
Insensatez (Antonio Carlos Jobim e Vinícius de Moraes)¹
Wave (Antonio Carlos Jobim)²
Samba de um minuto(Rodrigo Maranhão)¹
Pelas tabelas (Chico Buarque)²
Músicas em arranjos sinfônicos de Newton Carneiro¹ e Rodrigo Morte²

Sesc Pinheiros
Teatro Paulo Autran (1010 lugares)
Rua Paes Leme 195, Pinheiros, 3095-9400

INGRESSOS

R$ 32,00
[R$ 16,00, usuários inscritos, +60 anos, estudantes com carteirinha e professores da rede pública; R$ 8,00, trabalhadores no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes]. Ingressos à venda na Rede Ingresso Sesc.
Duração:   ~ 80 minutos
Indicação etária:   não recomendado para menores de 10 anos

 
Postar um comentário