segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Chico César não aceita pedido para afastar maestro e ainda dispensa 20 músicos



Em reunião realizada na noite da segunda-feira, 03/09 no Cine Banguê, o secretário Chico Cesar dispensou 20 músicos, professores da universidade, profissionais de alta qualidade técnica, que junto com todos os integrantes ajudaram a fazer a OSPB forte e reconhecida em todo Brasil. Esses professores integravam a orquestra por intermédio de um convênio firmado entre o Governo do Estado e a Universidade Federal da Paraíba.
É uma pena que o nosso secretário não perceba o mal que está fazendo a música na Paraíba; é uma pena que os músicos não sejam ouvidos; é uma pena que a qualidade artística não seja levada em conta; é uma pena que a prata da casa seja aproveitada por todas as orquestras do Brasil, e aqui esteja sendo demitida; é uma pena que um "maestro" chegue a nossa cidade e desestruture todo um trabalho prestado por essa orquestra à comunidade paraibana, desde 1947; é uma pena que o secretário, que é músico não perceba o que está acontecendo.
Queremos trabalhar, queremos tocar, queremos contribuir para elevar a música no nosso estado, queremos uma orquestra forte, queremos que nos deixem trabalhar, queremos o diálogo, queremos dignidade e respeito, não somos contra a politica do governo, ao contrário somos a favor, não fazemos oposição FAZEMOS MÚSICA, não somos alienados, não somos marionetes, SOMOS MÚSICOS, somos trabalhadores navegando através do som, no universo do sentimento e da sensibilidade.
Não podemos trabalhar com um " maestro" que não respeita as regras mínimas do relacionamento humano: "humildade, respeito, sinceridade, verdade e dignidade. Sem esses predicados é impossível conduzir qualquer grupo. Maestro queremos trabalhar, nos deixe trabalhar, pela força e pela intransigência, as pessoas não conseguem nada a não ser inimizades e desprezo. SOMOS FORTES,SOMOS VERDADEIROS, SOMOS HUMILDES, SOMOS DIGNOS SOMOS ORQUESTRA SINFÔNICA DA PARAÍBA COM MUITO ORGULHO”.
Postar um comentário