sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Retrospectiva 2011 – Sabine Lovatelli, presidente do Mozarteum Brasileiro


Com muito esforço e dedicação, o ano de 2011 retratou mais uma temporada de grandes conquistas para o Mozarteum. O resultado extremamente positivo pode ser observado com orquestras e virtuosos de grande expressão no cenário musical, como a Bamberger Symphoniker, a mezzo soprano Angelika Kirchschlager e o maestro Alexander Titov, que regeu brilhantemente a St. Petersburg Symphony Orchestra em sua primeira turnê ao Brasil. Concentramos parte de nosso interesse na Europa, dando continuidade ao projeto de apoio às orquestras jovens do Brasil e viabilizamos, por meio de nossas parcerias, as apresentações da Orquestra Juvenil da Bahia – Neojiba – na Alemanha. O grupo também se apresentou em nossa temporada, regida pelo seu idealizador, o maestro e pianista Ricardo Castro. Em 2012, chega a vez da Orquestra Jovem do Estado de São Paulo se apresentar sob a regência do maestro convidado Rolf Beck. Essa é a melhor forma de promovermos o reconhecimento do público brasileiro pela boa música produzida em seu próprio país. Promovemos ainda mais de quarenta master classes e nove jovens brasileiros foram contemplados com bolsas de estudos no exterior. Para 2012, as audições para as academias contaram com mais de 70 inscritos. O sucesso do concerto ao ar livre da Bamberger Symphoniker nos motivou a intensificar este tipo de apresentação para o próximo ano, viabilizando, assim, um maior acesso do público ao melhor da música clássica. Esses são apenas alguns dos grandes momentos que traremos em 2012, com a expectativa de um ano bastante favorável para a música clássica, que segue ocupando um espaço cada vez maior na vida do brasileiro, em especial do jovem brasileiro, o que é ainda mais animador.
Sabine Lovatelli
Postar um comentário