segunda-feira, 1 de abril de 2013

Fernando Henrique Cardoso confirma candidatura à Academia Brasileira de Letras


O ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso disse à Folha que enviou carta a presidente da ABL (Academia Brasileira de Letras), Ana Maria Machado, confirmando sua candidatura a uma cadeira de imortal.
"Depois de tantos amigos insistido comigo tantas vezes, acabei cedendo. Minha reticência sempre foi a de que não sou homem de letras e não queria criar constrangimentos por ter sido presidente da República. Mas agora, passados tantos anos da presidência e mantida, se não mesmo que ampliada, a convicção de vários membros da ABL de que eu deveria juntar-me a eles, acabei por concordar", respondeu ele por email.

A candidatura do ex-presidente à cadeira 36 da ABL será apresentada oficialmente hoje de tarde após sessão em homenagem a seu antigo ocupante, o jornalista João de Scantimburgo (1915-2013), ex-diretor dos Diários Associados, morto na semana passada.
FHC fez questão de dizer que mantém a disposição de abrir mão da candidatura "se algum dos muitos que têm mais mérito do que os meus quiser se apresentar. Penso especialmente nos que são, de fato, literatos."

O convite ao ex-presidente foi feito por dois membros da ABL, o senador José Sarney, 82, e a escritora Nélida Piñon, 75, na última sexta (22), num restaurante no centro de São Paulo. Os três estavam reunidos a um grupo de mais pessoas quando Piñon recebeu, por telefone, o aviso da morte de Scantimburgo. Passou a informação a Sarney, que imediatamente sugeriu que convidassem Fernando Henrique a se candidatar.

Além de Sarney e Piñon, a campanha pela entrada de Fernando Henrique inclui imortais como Marcos Vilaça, 73, ex-presidente da ABL, e Celso Lafer, 71, ex-ministro de Relações Exteriores do governo FHC e responsável por trazer a carta de candidatura.
Segundo os acadêmicos, o ex-presidente já conta com a maioria dos 38 votos (duas das 40 cadeiras estão vagas).

Os interessados em concorrer à cadeira 36 terão um mês para apresentar suas candidaturas a partir de hoje. Depois disso, a ABL marca a eleição para dali a 60 dias.
No próximo dia 11 haverá outra eleição para escolher o sucessor do poeta Lêdo Ivo (1924-2012), que morreu em dezembro passado.

Onze candidatos estão na disputa, entre eles a jornalista Rosiska Darcy de Oliveira, considerada favorita, o poeta Antonio Cicero e a historiadora Mary Del Priore. (MARCO AURELIO CANÔNICO)
Postar um comentário