sexta-feira, 5 de abril de 2013

Violino do Titanic reaparece 101 anos depois do naufrágio


O violino do chefe de orquestra do Titanic foi encontrado num sótão em Inglaterra e autenticado 101 anos depois do naufrágio do paquete "insubmergível", informou esta sexta-feira uma leiloeira britânica.
Foram necessários sete anos para certificar a origem do instrumento, que milagrosamente sobreviveu à tragédia, explicou Andrew Aldridge, da leiloeira Henry Aldridge & Son, situada no sudoeste de Inglaterra.
Com um valor estimado em pelo menos 100 mil euros, o violino não será, para já, leiloado, precisando o responsável que está em negociação com museus.
O violino pertencia a Wallace Hartley, chefe da pequena formação instrumental do Titanic que terá tocado enquanto o navio mergulhava e até este se afundar no Atlântico, em abril de 1912.
O corpo de Wallace Hartley passou 10 dias na água e "o violino foi encontrado numa mala de couro", que estava presa ao seu corpo, contou à agência France Presse Andrew Aldridge.
Pouco tempo depois do naufrágio, a mãe de Wallace Hartley declarou à imprensa: "Sabia que ele morreria abraçado ao seu violino".

 
Postar um comentário