quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Combattimento Consort Amsterdam encerra a temporada da Sociedade de Cultura Artística



O Combattimento Consort Amsterdam encerra a temporada da Sociedade de Cultura Artística com um concerto no dia 6 de novembro, na Sala São Paulo. O grupo holandês, fundado em 1982 pelo violinista Jan Willem de Vriend, é especializado na música dos séculos XVII, XVIII e XIX, abarcando compositores famosos como Händel e Haydn, e outros pouco conhecidos, com partituras muitas vezes disponíveis apenas em manuscritos.
A grande coesão entre os músicos tornou o Combattimento Consort Amsterdam uma referência na música desse período, levando o grupo a turnês pelas Américas e Japão, além da Europa.

Em São Paulo, o ensemble liderado por Jan Willem de Vriend tem ainda a participação do violoncelista inglês Thomas Carroll. Nascido no País de Gales, Carroll tem passagens como solista em algumas das principais orquestras da Inglaterra, como a Royal Philharmonic e a Filarmônica de Londres. Ele vem ao Brasil substituir a holandesa Quirine Viersen, que, por motivos pessoais, cancelou sua participação no concerto. Junto do Combattimento Consort, Carroll interpreta o Concerto em dó maior de Haydn.


Completam o repertório o Divertimento de Mozart, a suíte Les boréades, de Rameau, e outra peça de Haydn: a Sinfonia nº 44, Fúnebre. A apresentação na Sala São Paulo será provavelmente a última oportunidade de assistir ao ensemble na atual formação: em janeiro de 2014, De Vriend deixará o grupo para dedicar-se exclusivamente a sua carreira de regente.
Postar um comentário