sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Maestro Keith McCutchen dirige a Camerata Antiquam e o Coro da Faculdade de Teologia


O fim de semana reserva um espetáculo que promete arrebatar o público pela importância dos músicos envolvidos e pelo repertório que mistura elementos do jazz, soulful e gospel, vertentes geradas por várias tradições musicais, em particular a afro-americana. A Camerata Antiqua de Curitiba e o Coral da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) unem-se sob a regência do maestro norte-americano Keith McCutchen, para apresentações na Capela Santa Maria Espaço Cultural, às 20h de sexta-feira (29) e às 18h30 de sábado (30).
O concerto, que integra a temporada 2013 patrocinada pelo Ministério da Cultura e pela Volvo, acontece no Mês da Consciência Negra e mostra no repertório a influência musical da cultura africana. Serão executadas Jazz Vespers, do próprio MacCutchen, e a composição Aleluia do Messias, de Georg Friedrich Handel, versão do álbumHandel's Messiah: A Soulful Celebration, produzido pelo norte-americano Quincy Jones, compositor, arranjador vocal, trompetista e produtor musical de trilhas sonoras. Quincy alcançou notoriedade como o produtor de dois dos maiores recordistas de vendas de todos os tempos, o álbum Thriller, do ícone pop Michael Jackson, e a canção We Are the World.

Também sobem ao palco, como instrumentistas convidados, o saxofonista Todd Wright, considerado embaixador do jazz na Carolina do Norte (EUA), e o premiado clarinetista brasileiro Jairo Wilkens, que atua em Curitiba e recentemente conquistou o primeiro lugar no 3º Concurso de Música de Câmara do 51º Festival Villa-Lobos, no Rio de Janeiro, integrando o Duo Palheta ao Piano, ao lado da pianista Clenice Ortigara.
Notas de repertório – O maestro Keith McCutchen – que também será responsável por comentários sobre o concerto – explica que as Jazz Vespers utilizam as estruturas gerais textuais usadas pelos compositores antigos como Monteverdi, “mas com uma síntese de linguagens harmônicas que adotei como resultado de minha experiência em vários gêneros de coral, idiomas jazzístico, literatura de piano e música orquestral dos séculos 19 e 20, bem como as diversas tradições folclóricas e afro com as quais cresci e continuo a desenvolver”, enfatiza.

A linguagem harmônica e as diferentes formas de composição de jazz moldam os vários movimentos, embora o maestro ressalte que o uso moderno do termo Jazz Vesper significa uma performance de jazz, sem qualquer aplicação do texto nem da estrutura formal do serviço de Vésperas da Igreja Católica Romana, Grega Ortodoxa ou liturgias anglicanas. Apesar disso, a música jazzística tem sido adaptada com sucesso, dentro da estrutura de um serviço litúrgico. A abertura utiliza o tradicional versículo das vésperas, seguida por conjuntos de Salmos que contêm pedidos de oração pela paz e pela justiça.
A obra coloca o Salmo 139 em estilo de balada lenta, seguida por um verso de hino coral de vozes masculinas e, na sequência, o coro completo. Na continuação, um anúncio em estilo de moteto do texto pelo coro, interagindo com a improvisação dos músicos. A configuração do Magnificat (Lucas 1:46-55) começa com o uso de formas de melodias do jazz convencional dos anos 30 e 40, em clima agitado, até que as palavras são transportadas para uma valsa em tempo de jazz.

O concerto termina com uma reinterpretação muito popular do Messias de Handel, registrada por Quincy Jones de modo superlativo, em álbum de 1992. O The Soulful Messiah mistura as vozes originais concebidas por Handel com acompanhamentos Gospel e Soul. O álbum recebeu o Prêmio Grammy, em 1992, de melhor disco contemporâneo Soul Gospel Album.
Convidados – O espetáculo que toma conta da Capela Santa Maria Espaço Cultural, neste fim de semana, tem a participação do Coral da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), fundado pelo maestro Francisco César Leinig, em 1966. Auxiliado pelo professor Wilson dos Santos até 1974, o grupo acompanhou as mudanças e o desenvolvimento da instituição que representa, contando com oito regentes ao longo do tempo, sempre aliando os benefícios do canto coral à qualidade técnica.

Atualmente, o Coral da UTFPR é conduzido pela maestrina Priscilla Battini Prueter, especialista em regência coral, com mestrado em Música pela Universidade Federal do Paraná. Priscilla também é coordenadora do Programa de Canto Coral da UTFPR, que engloba diversas ações relativas a essa área, tanto em Curitiba como na Região Metropolitana.
Outro destaque fica por conta do saxofonista norte-americano Todd Wright, que desde 1990 atua como professor na faculdade de música Appalachian State University (Carolina do Norte – EUA). Na instituição, criou vários grupos, ministrando cursos sobre improvisação de jazz, história do jazz e piano jazz, tendo fundado, em 1993, o Jazz Vocal Ensemble daquela universidade. Toca para presidentes e vice-presidentes dos Estados Unidos e, como músico de estúdio, Todd pode ser ouvido em vários projetos com outros artistas. Tem se apresentado com grandes nomes do jazz internacional, realizando turnês pelo Caribe, México, Itália, França, Alemanha e Suíça.

Completando os talentos selecionados para este concerto, a presença do clarinetista Jairo Wilkens, formado pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná – Embap e solista especial da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas (SP). Com vários prêmios em competições nacionais e internacionais de clarinete solo, também se apresenta ao lado de importantes orquestras, entre elas a Rádio Cultura, Sinfônica de São Bernardo do Campo, Sinfônica do Paraná e Sinfônica de Londrina. Mantém intenso trabalho de música de câmara, realizando concertos no Brasil e Estados Unidos, onde foi aluno visitante na University of Missouri-Columbia. Desde 2008 auxilia didaticamente jovens clarinetistas da Fundação Amazônica de Música.
Serviço:

Apresentações da Camerata Antiqua de Curitiba e Coral da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), sob a regência de Keith McCutchen (Estados Unidos), que também fará comentários sobre o concerto. Instrumentistas convidados: Todd Wright (saxofone) e Jairo Wilkens (clarinete).
Datas e horários: dia 29 de novembro (sexta-feira), às 20h, e dia 30 de novembro de 2013 (sábado), às 18h30.

Local: Capela Santa Maria – Espaço Cultural (R. Conselheiro Laurindo, 273 – Centro)
Ingressos: R$ 30 e R$ 15 (meia-entrada)

 
Postar um comentário