quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Música pode ajudar a reduzir a dor de crianças


Pesquisa prova que sessões de música ao vivo em hospitais melhoram o bem-estar de pacientes infantis
Cantarolar para bebês ajuda a fazê-los pegar no sono. Mas não é só isso. O hábito pode auxiliar também a diminuir as dores dos pequenos. Essa é a conclusão de um estudo publicado no periódico Psychology of Music. O trabalho buscou analisar os efeitos de sessões de música ao vivo em pacientes infantis internados em hospitais
Segundo os autores da pesquisa, já se sabia que cantar para um paciente aumenta o seu bem-estar. O motivo dessa conexão, contudo, era desconhecido — os pesquisadores não sabiam se as crianças melhoravam por ouvir a canção ou apenas por receber a atenção de um adulto. Agora, os cientistas descobriram que a música era a responsável pelos benefícios.
Pesquisa — Os cientistas analisaram 37 pacientes de até quatro anos de idade, todos com problemas cardíacos ou respiratórios. As crianças foram submetidas a três sessões diferentes de 10 minutos cada uma: música, leitura e privação de interação social. No começo e no fim de cada sessão, eram medidas respostas psicológicas como frequência cardíaca, saturação do oxigênio e nível de dor.
Enquanto a leitura e a privação de interação social não causaram grandes mudanças nas respostas psicológicas das crianças, a sessão de música mostrou-se relacionada a diminuições no nível de dor e na frequência cardíaca dos pacientes.

CONHEÇA A PESQUISA

Título original: Wellbeing and hospitalized children: Can music help?

Onde foi divulgada: periódico Psychology of Music

Quem fez: Elena Longhi, Nick Pickett e David J. Hargreaves

Instituição: Hospital Infantil Great Ormond Street, na Grã-Bretanha e outras instituições

Dados de amostragem: 37 crianças de até quatro anos de idade

Resultado: Os pesquisadores descobriram que música ao vivo pode diminuir a sensação de dor das crianças


Veja
Postar um comentário