sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Final de semana dedicado à Final de semana dedicado à música Latino-Americana em SP em SP


Show gratuito na Praça Victor Civita e workshop na Escola São Paulo fazem parte da programação. Os paulistanos do Bixiga 70 e o trio colombiano Choc Quib Town, ganhador do Grammy Latino de 2010, estão entre os convidados
Nos dias 08 e 09 de outubro, São Paulo recebe o encontro entre as novas tendências da música brasileira com os representantes do que há de mais criativo na produção musical entre os nossos hermanos. Mesmo tão próxima, a música produzida nos países latino-americanos pouco circula por aqui. Mas, durante o Red Bull Music Academy World Tour 2011 – São Paulo, as sonoridades brasileira e latino-americana se encontrarão num mesmo palco.
Com o tema “¿Qué tal, PanamériKa?”, o final de semana especial faz parte da programação mundial do projeto Red Bull Music Academy World Tour 2011, que tem edições especiais e temáticas em mais nove cidades pelo mundo. Iniciada no começo de setembro pela Cidade do Cabo, a turnê inclui, além de São Paulo, Berlim, Toronto, Melbourne, Detroit, Roma, Paris, Nova York e Londres; que encerra o giro musical no dia 13 e outubro. A turnê precede o encontro mundial do projeto, realizado desde 1998 sempre em uma cidade diferente do planeta, e que neste ano será em Madri (Espanha).
A TURNÊ EM SÃO PAULO
No domingo, dia 09, um show com entrada franca na Praça Victor Civita reunirá os paulistanos do Bixiga 70 - com as participações dos músicos Gabriel Nascimbeni e Bruno Morais -, o trio colombiano Choc Quib Town, ganhador do Grammy Latino 2010 na categoria “Melhor Canção Alternativa”, e os DJs mexicanos Daniel Maloso e Rebolledo. O evento tem curadoria do produtor Marcos Guzman, conhecido do público paulistano por criar e organizar regularmente as sunset parties no Museu da Imagem e do Som (MIS) nos finais de tarde de domingo.
Antes disso, no sábado, dia 08, um workshop na Escola São Paulo, com curadoria do produtor musical Daniel Ganjaman, irá discutir as razões do público brasileiro pouco conhecer a rica produção musical da América Latina; que circula e faz sucesso entre os ouvintes de outros países da região, porém é pouco conhecida por aqui. O workshop reunirá os artistas que participarão do concerto na Praça Victor Civita no dia 09, domingo.
FIQUE POR DENTRO
Workshop Red Bull Music Academy World Tour 2011
Sábado, dia 08/10
Escola São Paulo - Rua Augusta, 2239
Das 15h30 às 20h
Inscrições gratuitas, vagas limitadas
Mais informações: www.escolasaopaulo.org
Tema: “¿Qué tal, PanamériKa?”
Sobre: O workshop discute as razões do público brasileiro pouco conhecer a rica produção musical da América Latina; que circula e faz sucesso entre os ouvintes de outros países da região. Inicialmente apontada como razão principal, a barreira da língua revela-se um argumento pouco convincente para explicar o desconhecimento dos brasileiros sobre a criatividade musical de nossos hermanos.
Com curadoria do produtor musical Daniel Ganjaman – que tem no currículo a produção musical de grandes nomes da música nacional como Sabotage e Criolo -, o workshop reunirá os artistas que participarão do concerto na Praça Victor Civita, que faz parte da programação do Red Bull Music Academy World Tour 2011.
Concerto “¿Qué tal, PanamériKa?”
Domingo, dia 09/10
Praça Victor Civita
Rua Sumidouro, 580 – Pinheiros
Das 14h às 20h30
Abertura dos portões às 13h
Entrada franca. Mais em www.redbull.com.br
A praça, com capacidade para aproximadamente 2 mil pessoas, terá dois palcos: um para a apresentação da banda Bixiga 70 e do trio colombiano Choc Quib Town, e outro espaço para os DJs mexicanos Daniel Maloso e Rebolledo. Abaixo, o line up do concerto:
Band stage
15h – Bixiga 70 (Brasil)
* Com participação especial de Bruno Morais e Gabriel Nascimbeni
16h30 – Choc Quib Town (Colômbia)
DJ stage:
17h50 – Daniel Maloso (México)
19h – Rebolledo (México)
SOBRE OS ARTISTAS
Bixiga 70 (Brasil): Seu repertório eclético reflete um grande encontro entre músicos conectados com o que há de mais inovador na cena paulistana no pop, jazz, dub e em ritmos brasileiros. Seu som mistura sonoridades como o afrobeat da Nigéria e de Gana, além do candomblé brasileiro, da percussão do afro-samba e da cumbia colombiana.
Com o Bixiga 70, não há limites para improvisar. No concerto, a banda contará com a participação especial dos músicos Bruno Morais e Gabriel Nascimbeni. Assim como Maurício Fleury, um dos integrantes do Bixiga 70, Bruno e Gabriel já estiveram em edições anteriores do encontro mundial do Red Bull Music Academy.
Mais em: http://bixiga70.com/
Choc Quib Town (Colômbia): com disco novo na praça, intitulado “Oro”, o trio colombiano tirou de Quibdo, sua cidade natal, a inspiração para o nome da banda. Seu trabalho deu voz aos ritmos afro-colombianos na cena internacional, até então, invisíveis para a mídia em geral. Orishas, Calle 13, De La Soul são suas principais referências.
A banda já levou ao Coachella seu estilo intitulado Hip Hop fusion Afro-Colombian. Em 2010, retornou para casa com o Grammy Latino de Melhor Canção Alternativa nas mãos, com a música “De donde vengo yo”. Mais em: www.chocquibtown.com
Rebolledo (México): O mexicano é conhecido por sua extrema originalidade musical, oferecendo uma visão única da música eletrônica. Sua batida transita pelo House, Techno e Swing, com Michael Mayer e Matias Aguayo como grandes influências. Seu repertório desafia as expectativas mais recorrentes que se tem quanto a performance e composição de música eletrônica. Mais em: http://www.myspace.com/rebolledosound
Daniel Maloso (México): Assim como Rebolledo, uma de suas inspirações, o também mexicano Daniel Maloso tem a originalidade tatuada em seu trabalho. Com gigs já realizadas em festivais como Sonar e Coachella, Maloso desafia os ouvidos conectados na cena eletrônica com um repertório calcado no minimal e no techno. Mais em: http://www.myspace.com/dandamansou
Postar um comentário