segunda-feira, 28 de maio de 2012

"MÚSICA NO MASP" RECEBE O PIANISTA FRANCÊS HUGUES LECLÈRE PARA RECITAL DEDICADO A DEBUSSY


A programação musical de São Paulo tem desde 2007 uma saborosa série gratuita de concertos e shows de música instrumental. Idealizada e realizada pela Art Invest, a série Música no MASP tem suas apresentações realizadas sempre às terças-feiras, às 12h30, no Grande Auditório do MASP.
        O público primário do projeto é o grande número de pessoas que circula cotidianamente no horário de almoço pela Avenida Paulista, um fluxo estimado em mais de 1,5 milhão de pessoas por dia. Mas a série atrai também os paulistanos apaixonados pela boa música, bem como umm crescente número de turistas que vêm à Capital para visitas ao Museu.
Intérprete privilegiado de Debussy, Ravel e seus contemporâneos – Nascido na França em 1968, Hugues Leclère estudou no Conservatório Nacional Superior de Música de Paris, onde conquistou por unanimidade os primeiros prêmios de piano, análise musical e música de câmara.
         Leclère apresenta-se com frequência em recitais e concertos como solista de orquestra, em toda a França e em vários outros países (Estados Unidos, Japão, China, Holanda, Alemanha, Rússia, Itália, Espanha, Portugal).
         Intérprete privilegiado de Debussy, Ravel e seus contemporâneos, o pianista é igualmente intérprete maduro do repertório dos compositores germânicos. Sua paixão por Mozart, Haydn, Brahms e Beethoven o levou a buscar os sons originais de instrumentos clássicos. Leclère tem uma cópia de um fortepiano Stein, perfeito para a execução das obras-primas do século XVIII.
         Muito presente na cena artística contemporânea, Huges Leclère trabalha junto a muitos compositores, apresentando peças em primeira audição. Participa também de programas originais com entrelaçamento de diferentes expressões artísticas, por exemplo com os comediantes Marie-Christine Barrault e Alain Carré ou com o pintor Maya Ruben.
         É diretor artístico do festival internacional Nancyphonies e recentemente foi nomeado professor de piano no Conservatório Real de Bruxelas.
Neste ano, pela primeira vez Huges Leclère está em turnê por países sul-americanos.
O primeiro passo da música moderna no século XX – No ano em que se comemoram 150 do nascimento de Claude Debussy, Hughes Leclère tem se dedicado especialmente à obra do compositor. Em seu recital no MASP ele vai tocar os 12 Prelúdios para piano do Primeiro Caderno.
         Claude Debussy(1862-1918) surgiu como um inovador radical dentro da cena musical francesa do final do século XIX, e desempenhou papel fundamental na mudança do curso da história da música.
        Ele compôs os seus Prelúdios para piano entre 1909 e 1913. São, ao todo, 24 peças curtas, divididas em "dois cadernos", e que se sucedem em ordem puramente estética e contrastante.

         Para muitos, os Prelúdios, especialmente os do Segundo Caderno, são o primeiro passo da música moderna no século XX. Os títulos das doze peças, dados pelo compositor, sugerem imagens e associações sensoriais.
S E R V I Ç O

Série MÚSICA NO MASP
Sempre às terça-feiras, 12:30 horas
29 de Maio
HUGUES LECLÈRE, piano
MASP (grande auditório, 374 lugares)
Av. Paulista 1578, Bela Vista, tels. 3266-3645 e 3266-3569
ENTRADA FRANCA
Retirada de ingressos na bilheteria do museu
Duração: ~60 min.
Indicação etária: Livre para todos os públicos
Postar um comentário