segunda-feira, 14 de maio de 2012

Natura Musical lança edital público exclusivo para Bahia e Pará em 2012

Com o olhar ainda mais atento as diversidades regionais, o Edital Natura Musical chega às regiões Norte e Nordeste
A Natura, por meio do Programa Natura Musical, lança seus primeiros editais nos Estados da Bahia, de 8 de maio a 18 de junho, e Pará, de setembro a outubro. Com inscrições gratuitas, realizadas pelo site do www.natura.net/patrocinios, abertas a pessoas físicas e jurídicas, os editais buscam propostas em diversos formatos, que tenham a música como foco principal, tais como gravações de CD, DVD, shows e festivais, ou ainda projetos de resgate e preservação da memória musical brasileira por meio de livros, filmes, pesquisas, acervos, palestras e workshops para formação artística.
Essa iniciativa nasceu a partir do nosso desejo de aprofundar a nossa relação com as peculiaridades de cada sociedade, que com suas tradições e costumes, compõe a diversidade brasileira. Entendemos que para dialogar genuinamente precisávamos estar mais próximos, e foi com esse objetivo que iniciamos o processo de regionalização, há quatro anos. “Assim conseguimos amplificar e combinar a nossa essência com os traços culturais de cada região. A expansão do Natura Musical para regional é um marco no processo de valorização da exuberância cultural que encontramos no Norte e Nordeste e ratifica o nosso movimento nessa direção”, afirma Daniel Silveira, Diretor Regional da Natura nas regiões Norte e Nordeste.

Com este lançamento ampliamos os editais públicos para um total de cinco e R$ 6 milhões investidos (100% mais que 2011) – com o acréscimo dos estados de Bahia e Pará e de mais uma versão do Edital Nacional às edições já existentes do Nacional e Regional Minas Gerais – oferecendo ainda mais oportunidades e incentivos para os artistas desenvolverem suas iniciativas culturais.
Embora todas as ações do Natura Musical conjuguem de um objetivo comum – que é o de fomentar a musical brasileira – a abertura de cada um desses editais regionais vai realçar vertentes diferentes. Na Bahia, o Natura Musical pretende fomentar a cultura plural, explorar novas cenas, revelar o diverso, resgatar as raízes e reverenciar o consagrado. Tudo isso, em um mercado musical que já tem projeção nacional, mas que ainda tem muitos territórios pouco difundidos nacionalmente e até regionalmente.

Já o estado do Pará é um dos cenários mais efervescentes do momento atual. O local parece viver hoje o que Pernambuco viveu na década de 90, com novos nomes surgindo a cada dia, bebendo da música tradicional profunda, reinventando-a e criando algo muito potente para a música nacional. Apoiar este momento de expansão da música paraense e suas sonoridades, explorar novas cenas, resgatar as tradições, em um mercado musical que começa a ganhar projeção nacional, é o objetivo do programa.
 “Já começamos a nos aproximar dessas cenas locais. Em 2011, patrocinamos, por meio de seleção direta, dois projetos na Bahia e agora em 2012, fizemos o mesmo movimento, via seleção direta, selecionando mais dois projetos no Pará”, completa Silveira.
Postar um comentário