segunda-feira, 26 de março de 2012

Voz Ativa Madrigal – 15 anos – Fábio Cunha.

Fábio Cunha.

Hoje, como já comunicado anteriormente, iniciamos nossa singela e sincera homenagem a todos os cantores, colaboradores e amigos que efetivamente contribuíram para nossa trajetória.
Hoje lembramos de Fábio Cunha, primeiro tenor que teve breve passagem pelo Voz Ativa.
Fábio Cunha, embora tenha participado da estreia do grupo, não continuou no projeto por conta de compromissos que tinha com o grupo de cantores da Igreja Batista, onde também atuava.

Possuidor de agudos fáceis, sua musicalidade era nata e sua voz, apesar de nunca ter sido trabalhada tecnicamente, era firme e afinada, recursos conquistados pela prática, visto que desde muito cedo começou a cantar na igreja.
Fato marcante na participação deste cantor no projeto foi que desde de que se desligou do grupo, nunca mais fez contato, postura incomum em nossa história visto que para além da música, o grupo sempre cultivou entre os cantores um forte laço de amizade.

Fábio Cunha foi o primeiro cantor a se desligar do Voz Ativa Madrigal, participou somente da primeira apresentação realizada dia 19 de março de 1997, no Café Brasil, motivo pelo qual não temos material fotográfico deste cantor.
Embora breve, sua participação foi importante dado a responsabilidade de fazer música coral em ambiente pouco comum para esta prática artística. Embora o repertório escolhido comungasse com a ambientação, a tarefa não foi fácil e o gratificante resultado só foi possível dado ao comprometimento que todos os cantores tiveram nos ensaios que anteciparam nossa primeiro compromisso.
Ao Fábio Cunha nosso carinho. 
Postar um comentário