terça-feira, 27 de setembro de 2011

Claude Bolling, um mito do jazz, toca no Masp, hoje

O pianista francês Claude Bolling, um dos ícones do jazz, apresenta-se pela primeira vez no Brasil, dia 27 de setembro, às 12h30, no grande auditório do Museu de Artes de São Paulo. O show deste conceituado músico, um recordista nas paradas de sucesso do Top 40, da Billboard, por cerca de 10 anos, será realizado com o trio, formado por Pierre Maingourd (baixo), Vincent Cordelette (bateria) e James Strauss (flauta). A realização é da Art Invest.

Nascido em Cannes, Claude Bolling estudou no conservatório de Nice e, posteriormente, em Paris. Criança prodígio, aos 14 anos tocava jazz ao piano profissionalmente, com Lionel Hampton, Roy Eldridge e Kenny Clarke. Seus livros de técnica jazzística mostram que não se aprofundou muito além do bebop no jazz de vanguarda. Entretanto, foi uma figura de destaque no reavivamento do jazz tradicional, ocorrido no fim da década de 1960, tendo feito grande amizade com Oscar Peterson.

Trilhas sonoras
Escreveu música para mais de cem filmes - a maioria franceses. Sua primeira trilha sonora foi para um documentário de 1957 sobre o Festival de Cannes. Além disso, compôs para os filmes Borsalino (1970) e CaliforniaSuite (1979). Bolling também é conhecido por uma série de colaborações com músicos eruditos. Sua Suite para Flauta e Trio de Jazz (Suite for Fluteand Jazz Piano Trio), com Jean-Pierre Rampal, uma mistura de elegância barroca e ritmo moderno, foi um campeã de vendas durante muitos anos e foi seguido por outros trabalhos no mesmo caráter.

Seu trabalho foi, particularmente popular, nos Estados Unidos, onde esteve por dois anos nas paradas de sucesso, além de constar do Top 40, da Billboard, por 530 semanas. Após o trabalho com Rampal, Bolling trabalhou com vários outros músicos de diferentes gêneros, como Alexandre Lagoya, Pinchas Zukerman, Maurice André e Yo-YoMa. Tocou também, além de prestar tributos a vários outros, com Lionel Hampton, Duke Ellington, StéphaneGrappelli, DjangoReinhardt e Oscar Peterson.

Série “Música no Masp”

O projeto “Música no Masp”, criado pela Art Invest em 2008, oferece o melhor da música erudita e instrumental, todas as terças-feiras, no horário do almoço, ao público que circula pela região da Avenida Paulista, corredor estratégico e agitado, por onde passa 1,5 milhão de pessoas por dia.

A proposta é proporcionar uma pausa para quem estiver disposto a interromper o ritmo intenso da rotina de trabalho, por cerca de uma hora, duração prevista para o concerto. Até turistas que visitam as exposições do Masp – com entrada gratuita também as terças – freqüentam o concerto.

A série tem o patrocínio da Usina Colombo – Açúcar e Álcool S A. Apoio cultural da Editora Sarandi. Apoio institucional do Governo de São Paulo - Programa de Ação Cultural (Proac), Masp e Associação Paulista Viva.

PROGRAMA

Suite for flute and Jazz piano trio  n.1 - completa
Intervalo

Trio (entrée)

Suite for flute and Jazz piano trio  n.2 ( a la carte)

MÚSICOS
Claude Bolling
Pierre Maingourd - baixo
Vincent Cordelette – bateria
James Strauss - flauta
Postar um comentário