quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Orquestra Arte Barroca se apresenta no MCB

Orquestra se dedica ao estudo da música criada nos séculos XVII e XVIII. Concerto acontece dia 4/9. Grátis
Com base na pesquisa de repertório e do estudo de tratados de época, e utilizando cópias de instrumentos barrocos, a Orquestra Arte Barroca interpreta música camerística e orquestral dos séculos XVII e XVIII. Na 3ª. temporada do ano, a orquestra foca o estilo “Concerto Grosso”, onde um pequeno grupo de instrumentos solistas (o concertino) contrasta com um conjunto maior (o ripieno, geralmente uma orquestra de cordas e baixo contínuo).
Uma amostra desse belo trabalho poderá ser conferida no Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, no dia 4 de setembro, às 11h. A apresentação integra a série Momentos Especiais, organizada pela produtora cultural Carmelita Moraes. Em sua 11ª edição, o projeto acontece tradicionalmente aos domingos, com entrada gratuita.
Sob a direção artística de Paulo Henes (spalla), o grupo composto por Carolina Colepicolo, Renan Vitoriano e Beatriz Ribeiro (violinos), William Coelho (viola), Pedro Beviláqua (violoncelo), Gilberto Chacur (contra baixo), Edilson de Lima (teorba), Anderson de Lima (guitarra barroca) e Fernando Cardoso (cravo), selecionará também, além das peças do repertório de concertos grossos, músicas do recém-lançado CD Sinfonias, trabalho que trata do surgimento deste gênero musical (música barroca) no Período Galante - transição entre o Barroco e o Classicismo. A escolha das canções do álbum será realizada durante o concerto.
Formada em 2007, a Orquestra Arte Barroca tem apresentado repertório diferenciado em locais como o MASP, SESI/FIESP, Museu da Casa Brasileira, FUNARTE, Centro Cultural São Paulo, Teatro São Bento (série de concertos O Cravo Barroco), Igreja da Paz, Capela da PUC (Série Sacra Música), Faculdade de Artes Alcântara Machado, Escola Waldorf Rudolf Steiner, Museu de Arte Sacra dos Jesuítas, entre outros. Seus integrantes já participaram de projetos como as orquestras de câmara Musicantiga e Conceito Barroco e as montagens das óperas Dom Quixote e Orfeu, no Teatro Municipal do Rio de Janeiro.
Projeto Música no Museu
Um dos projetos mais longevos do calendário do Museu da Casa Brasileira, o Música no Museu traz, há 11 anos, apresentações de qualidade com entrada gratuita num dos locais mais charmosos da cidade: o jardim da instituição. Nesse período, curadores de renome assinaram a programação. Entre eles, o músico e historiador Carlinhos Antunes, assim como os maestros Julio Medaglia e João Carlos Martins e os pesquisadores e músicos Benjamin Taubkin, Antônio Nóbrega e Magda Pucci. Mais de 120 mil pessoas conferiram, nas 11 edições do projeto, as apresentações de nomes importantes da música brasileira, como Zimbo Trio, Mawaca, Orchestra Bachiana, Mutrib, entre tantos outros grupos, coletivos, projetos solo e camerísticos populares e eruditos.
Na temporada de 2011, o projeto, com a coordenação de Carmelita Rodrigues de Moraes, tem como objetivo divulgar a diversidade musical nacional e internacional por meio de diversos estilos: instrumental, erudita, popular, entre outros, e, ao mesmo tempo, oferecer ao público momentos agradáveis e especiais.
REPERTÓRIO CONCERTOS GROSSOS
Francesco Geminiani (1687 –1762)
Concerto II Op.3, em sol menor
I. Largo e Stacatto
II. Allegro
III. Adagio
IV. Allegro
Arcangelo Corelli (1653 –1713)
Postar um comentário