quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Orquestras são destaque na programação do Mozarteum (SP)


Cinco orquestras internacionais são o destaque da temporada do Mozarteum Brasileiro para 2012. Ao todo, serão 19 concertos - em São Paulo e no Rio - de oito atrações, com início previsto para o dia 13 de maio, com espetáculo da Orquestra Sinfônica Alemã de Berlim. A agenda é uma das melhores propostas pelo Mozarteum nos últimos anos e, ao lado dos convidados já anunciados pela Sociedade de Cultura Artística, deve garantir um 2012 pródigo de destaques internacionais.
Integrante do time das principais orquestras alemãs, a Sinfônica Alemã de Berlim virá ao Brasil regida pelo maestro e pianista Vladimir Ashkenazy, para concertos no Parque do Ibirapuera e na Sala São Paulo, além de uma apresentação para crianças no Centro Cultural São Paulo. Ainda em maio, toca também o David Gazarov Trio, formado por piano, baixo e bateria.
Na sequência, no fim de junho, o maestro Christoph Eschenbach desembarca nos teatros municipais de São Paulo e Rio para espetáculos com a Sinfônica Nacional de Washington (o solista das apresentações será o violoncelista Claudio Bohorquez). Em julho, o pianista alemão Rudolf Buchbinder, velho conhecido das plateias paulistanas, faz dois recitais solos na Sala São Paulo.
Em setembro, a soprano inglesa Felicity Lott, que tem se dedicado a um inventivo repertório em seus recitais de canções, faz dois concertos acompanhada do pianista Maciej Pikulski. Logo depois, no começo de outubro, Enoch zu Guttenberg rege a Orchester der Klangverwaltung. No mesmo mês, Rolf Beck virá ao Brasil para reger apresentações da Sinfônica Jovem do Estado.
Para encerrar a temporada, o maestro Kristian Järvi, que provocou comoção nos últimos dois anos como maestro convidado da Osesp, rege em novembro três concertos com a Sinfônica da MDR de Leipzig. O preço das assinaturas, que podem ser feitas até o dia 28, vai de R$ 490 a R$ 1.500. 
Postar um comentário