quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Pequena reflexão sobre estudo técnico e conceitos artísticos.


O estudo do piano sempre me causou desconfortos, algo como contraditório, entre os esforços em se desenvolver tecnicamente e o conceito artístico-musical. A ideia musical sempre me pareceu mais natural em sua essência do que a tradução técnica que viabiliza a produção do som. De alguma forma ainda acho isso... Mas a consciência de tornar o fatigante e minucioso processo de aprendizagem de uma obra ao instrumento em algo inseparável do conceito artístico-musical fez daquilo que era uma batalha em algo absolutamente irresistível, recompensa em si. Integrar a música criada interiormente em gesto perfeito para relacionar-se com o instrumento completa o milagre da exata expressão, do som que se quer fazer em som que se faz, em música vivida no silêncio em música que se compartilha.


Fernando Tomimura
Professor na Escola Municipal de Música de São Paulo, Professor na Faculdade Cantareira e Regente na EMESP Tom Jobim. Pianista do Coro da Orquestra Sinfônica de São Paulo.
Postar um comentário