segunda-feira, 28 de outubro de 2013

VIOLONISTA EDSON LOPES FAZ MAIS UM CONCERTO DA TEMPORADA, NO ITAÚ CULTURAL




A série "Cultura Artística - Música de Câmara Temporada 2013" tem como atração em 31 de outubro o violonista Edson Lopes, instrumentista de técnica apuradíssima, professor de violão para alunos avançados no Conservatório de Tatuí. O recital será realizado no Itaú Cultural, com entrada franca.
A série "Música de Câmara Temporada 2013" da Cultura Artística tem continuidade na quinta-feira, 31 de outubro, às 20 horas, com uma apresentação do violonista Edson Lopes – desta vez, a ser realizada na Sala Itaú Cultural, com entrada franca.
        Violonista de técnica apuradíssima, Edson Lopes sempre surpreende o público com seu domínio instrumental, delicadeza sonora e técnica interpretativa. É professor de violão para alunos avançados no Conservatório de Tatuí.

Segurança técnica – Diplomado em 1978 no curso de Violão Erudito pelo Conservatório Dramático e Musical Dr. Carlos de Campos de Tatuí, SP, Edson Lopes recebeu em 2003 o título “Licentiate in Guitar Performance” pelo Trinity College London.
        Durante seus estudos participou de vários concursos de violão, obtendo em todos o 1º lugar – destaquem-se o II Concurso de Jovens Instrumentistas promovido pela Rede Globo de Televisão no programa “Concertos para a Juventude” e o I Concurso Nacional de Violão promovido pelo Banco do Brasil.
        Em 1979 frequentou o XXII Curso “Música en Compostela”, na Espanha, sob a orientação de José Tomás, que foi assistente de Andrés Segovia. Foi considerado o “aluno mais destacado” do curso, o que lhe valeu como prêmio uma nova bolsa de estudos para o ano seguinte.
        Para a violonista argentina María Luisa Anido, Edson Lopes “é um extraordinário violonista, que me deixou surpreendida por sua segurança técnica, domínio instrumental, assim como por sua delicadeza sonora e deliciosa técnica interpretativa”.
        O violonista já se apresentou em diversas cidades do Brasil como solista, bem como em duos, trios e com orquestra.
        Integra o Quarteto Vivace Brasil (dois violões, flauta e percussão), formado em 2008, grupo que excursionou com grande sucesso por várias cidades dos Estados Unidos e em 2011 lançou o CD "Live in New Orleans".
        Integrou o Brazilian Guitar Quartet em turnê pelos Estados Unidos, e também em apresentações em Honk Kong (33º Arts Festival), México (VII Festival Internacional de Guitarra de Monterrey) e Dinamarca (V International Guitar Festival de Aarhus).
       
Vários estilos e épocas – Em seu recital solo na Sala Itaú Cultural, Edson Lopes passeia por vários estilos e épocas da música para violão.
        O programa tem toda a primeira parte dedicada a compositores para violão da escola espanhola. Começa com a peça mais conhecida do catalão Joaquín Malats, Serenata Espanhola, de 1900, original para piano em transcrição de Lopes. Passa por Enrique Granados, com duas de suas Valsas Poéticas, as de Nº 6 e Nº 8, obras de 1899 escritas para piano e também transcritas para violão por Lopes. Passa ainda por Federico Moreno Torroba, com La Seguidilla, quinto e último movimento de sua obra Aires de La Mancha. E chega enfim a Francisco Tarrega, com Recuerdos de la Alhambra, esta uma das mais conhecidas e adoradas peças do repertório para violão.
        Na continuidade, o repertório inclui uma obra do francês Napoleón Coste, Les Soirées d'Auteuil; três peças do compositor paraguaio Agustín Barrios – entre elas sua obra mais conhecida, La Catedral, escrita em 1921 e inspirada em Johann Sebastian Bach; e ainda uma peça do violonista e compositor russo Aleksandr Ivanov-Kramskoi, pouco conhecido entre nós, a Valsa Melancólica.
        Para fechar a noite, Edson Lopes revisita dois clássicos. Um do jazz, Basin Street Blues, composição de 1926 de Spencer Williams. Outro do choro, Mafuá, de Armandinho, violonista e compositor campineiro que teve com marcante presença na vida musical de São Paulo nas décadas de 1930, 40 e 50.

S E R V I Ç O
Cultura Artística
 Música de Câmara Temporada 2013
EDSON LOPES   violão

PROGRAMA
Joaquín Malats (1872-1912)
Serenata Española
Enrique Granados (1867-1916)
Valsas Poéticas Nº 6
Valsas Poéticas Nº 8
Federico Moreno Torroba (1891-1982)
La Seguidilla, 5º movimento de Aires de la Mancha
Francisco Tárrega (1852-1909)
Recuerdos de la Alhambra
Fernando Sor (1778-1839)
Introdução e variações sobre um tema de Mozart Op. 9
Napoleón Coste (1805-1883)
Les Soirées d'Auteuil Op. 23
Agustín Barrios (1885-1944)
Valsa Brilhante Op. 8 Nº 4
La Catedral
Spencer Williams (1889-1965)
Basin Street Blues
Armandinho Neves (1902-1976)
Mafuá

31 de outubro, quinta-feira, 20 horas
Sala Itaú Cultural (219 lugares)
Avenida Paulista 149, Estação Brigadeiro do Metrô
Entrada franca
Ingressos distribuídos com 30 minutos de antecedência
Duração
Aproximadamente 60 minutos, sem intervalo
Na abertura da noite, a jornalista Gioconda Bordon sobe ao palco para uma conversa rápida e informal com o músico
Mais informações
www.culturaartistica.com.br

www.itaucultural.org.br
Postar um comentário