terça-feira, 9 de agosto de 2011

Fábricas de Cultura (SP)

Unidades de Vila Curuçá e Sapopemba retomam programação de ateliês para o semestre
As Fábricas de Cultura de Vila Curuçá e Sapopemba, na Zona Leste de São Paulo, reiniciam em agosto as aulas dos ateliês de formação para crianças e jovens dos 8 aos 19 anos. São 35 cursos e 1.200 vagas em cada unidade, em modalidades de dança, música, teatro, circo, artes plásticas e multimeios, além de xadrez.
Os moradores do entorno ainda podem se matricular, pois há vagas disponíveis em todos os cursos. Basta comparecer à fábricas do bairro – inclusive no fim de semana – com RG e comprovante de residência. Crianças com menos de 14 anos precisam estar acompanhas de um responsável.
“Com as Fábricas, nós estamos assegurando formação cultural para as crianças e adolescentes da periferia, levando cultura de qualidade para locais em que as pessoas não tinham acesso a ela”, afirma o Secretário de Estado da Cultura, Andrea Matarazzo.
Os ateliês das Fábricas de Cultura acontecem até novembro, sempre de terça a sexta-feira, nos turnos da manhã (9h às 12h) e da tarde (14h às 17h). Cada turma tem duas aulas por semana, com três horas de duração.
Aos sábados, são realizados workshops abertos, sem necessidade de inscrição prévia. E aos domingos acontecem as atividades de difusão cultural, com apresentações e espetáculos no auditório.
A Secretaria de Estado da Cultura está construindo mais oito Fábricas de Cultura, todas localizadas em bairros de periferia com Índice de Vulnerabilidade Juvenil (IVJ) crítico. O indicador leva em conta dados como a frequencia escolar, a gravidez e a violência entre jovens.
As Fábricas são espaços amplos, modernos e completamente equipados para proporcionar a formação cultural dos aprendizes.
Acesse a programação dos ateliês da Fábrica de Cultura de Vila Curuçá.
Acesse a programação dos ateliês da Fábrica de Cultura de Sapopemba.
Postar um comentário