terça-feira, 23 de agosto de 2011

Ramon Vargas hoje no Teatro Municipal do Rio de Janeiro

 Tenor mexicano e pianista russa Mzia Bakhtouridze integram a Série Concertos Internacionais da Sala Cecília Meireles

 Um dos mais importantes e requisitados tenores da atualidade, Ramón Vargas se apresentará pela primeira vez no Rio, no próximo dia 23 de agosto, às 20h, no Theatro Municipal, acompanhado da pianista russa Mzia Bakhtouridze. O aguardado espetáculo integra a Série Concertos Internacionais da Sala Cecília Meireles, espaço vinculado à Secretaria de Estado de Cultura. O programa será composto por obras de Liszt, Tchaikovsky, Rachmaninov, Xavier Montsalvatge, Salvador Moreno, Heitor Villa-Lobos, J. Turina. A Temporada 2011 da Sala tem o patrocínio da Petrobras.

Desde 1999, a revista Austrian Festpiele posiciona Ramón Vargas em primeiro lugar entre os melhores tenores do mundo. Para o diretor da Sala Cecília Meireles, João Guilherme Ripper, a voz de Vargas é realmente um fenômeno. “Ele conduz sua voz privilegiada com talento teatral e instigante senso dramático”, completa Ripper.

 Sobre Ramón Vargas:
Nascido na Cidade do México, começou a cantar aos 9 anos no Coro de Meninos da Basílica de Guadalupe. Em 1982, após vencer o Concurso Nacional de Canto “Carlo Morelli”, fez sua estreia em “Lo Speziale”, de Haydn, em Monterrey (México). Tornou-se conhecido em 1983, quando o maestro mexicano Eduardo Mata contratou-o para cantar os papéis de Fenton, no “Falstaff”, de Verdi, e de Don Otavio, no “Don Giovanni”, de Mozart. Atualmente, apresenta-se regularmente - e com grande sucesso - nas principais casas de ópera do mundo, entre elas o Teatro Colón, o London Royal Opera House e o New York Metropolitan Opera House. Além de sua carreira operística, também se dedica a concertos, com um extenso repertório que abrange desde as canções clássicas italianas até os Lieder alemães, além de melodias de compositores franceses, mexicanos e espanhóis dos séculos XIX e XX. Em 1998, ofereceu um memorável recital no Teatro alla Scala e suas interpretações de canções populares mexicanas foram recebidas com entusiasmo em concertos pela Europa e também no México. Foi o ganhador do “Laura-Volpi Award” de Melhor Cantor de Ópera da temporada italiana de 1993, e, em 1995, a crítica daquele país foi unânime em aclamá-lo ganhador do “Gino Tani Award for the Arts”. Em 2000, a British Opera Now apontou Ramón Vargas como “Artista do Ano”.

Sobre Mzia Bakhtouridze:
Mzia se graduou no Conservatório de Música de Moscou, iniciando uma intensa atividade como concertista nos mais prestigiados teatros da ex-União Soviética. Atuou posteriormente como docente nesse mesmo conservatório, ensinando música de câmara, ao mesmo tempo que teve uma abundante atividade artística no Teatro Bolshoi, ao lado de importantes regentes como Evghenij Svetlanov, Ghennadij Rozhdestvenskij e Yurij Temirkhanov. Em 1990, mudou-se para Milão, na Itália, para aperfeiçoar-se como pianista acompanhante com o maestro Robert Kettelson. Posteriormente, dedicou-se a estudos de especialização no repertório “liderístico” com Helmut Deustch e David Shaw, e, desde então, estabeleceu sua residência em Milão. Nos últimos anos, trabalhou como mestra interna do Teatro alla Scala de Milão, colaborando com diretores como Riccardo Muti, SerijOsawa, Myng Whun-Chung, Valery Gergiev, Mstislav Rostropovich, Vjekoslav Sutej, Giuseppe Sinipoli, Jeffry Tate e Georges Pretre. Paralelamente, prossegue sua atividade concertística a nível internacional nas mais importantes salas de concerto da Europa e Estados Unidos, ao lado de importantes figuras do canto lírico, como Ramón Vargas, Renato Bruson, Roberto Scandiuzzi, Luca Canonici, Cristina Gallardo Domas, Ildar Abdarsakov, Roberto Frontali, Olga Borotina e Ainhoa Arteta.

Programa:
I
F. LISZT (1811 – 1886)
Die Lorelei, S. 273/2
Tre Soneti di Petrarca, S. 270
P. I. TCHAIKOVSKY (1840 – 1893)
Ária de Lensky (da ópera “Eugeny Oneghin”)
S. RACHMANINOV (1873 – 1943)
Georgian Song , Op.4, nº 4
Spring Waters, Op. 14, nº11

I n t e r v a l o

II
XAVIER MONTSALVATGE (1912 – 2002)
Cinco canciones negras
I - Cuba dentro de un piano
II - Chévere
III - Punto de habanera
IV - Canción de cuna para dormir a un negrito
V - Canto negro
SALVADOR MORENO (1916 – 1999)
Cancion de la barca triste
Nana para un nino que se llama Rafael
Definicion
H. VILLA-LOBOS (1887 – 1959)
Seresta nº 4 - Saudades da minha vida
O anjo da guarda
J. TURINA
Poema en forma de canciones, Op.19

Serviço:
Ramón Vargas, tenor e Mzia Bakhtouridze, piano –
Série Concertos Internacionais - Sala Cecília Meireles
Local: Theatro Municipal do Rio de Janeiro
Endereço: Praça Floriano s/n° – Centro (Cinelândia) - RJ
Data: 23 de agosto de 2011 (Terça-feira)
Horário: 20h
Ingressos: Plateia: R$ 70 | Balcão Nobre: R$ 70 | Balcão superior: R$ 50,00 | Galeria: R$ 20 | Frisa e Camarote: R$ 420 (6 lugares)
Capacidade: 2.244 lugares
Informações: www.salaceciliameireles.com.br
Postar um comentário