sábado, 6 de agosto de 2011

Obra de Villa-Lobos abre temporada do Municipal de SP

É com tom lúdico que se inicia a temporada lírica do Theatro Municipal de São Paulo. Para marcar a ocasião, a escolha recaiu sobre uma ópera pouco conhecida do compositor Heitor Villa-Lobos: “A Menina das Nuvens”. Depois de estrear em 1960 no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, a obra nunca mais foi remontada, até ser resgatada em 2009.

Com cenários que se movimentam intensamente, a concepção estreou naquele ano no Palácio das Artes, em Belo Horizonte, e foi a última das quatro óperas escritas pelo compositor brasileiro. Agora chega a São Paulo, utilizando a nova tecnologia do palco recém-reformado do Theatro Municipal.

Elaborada a partir de uma fábula de Lúcia Benedetti, a encenação, que tem cinco récitas entre os dias 7 e 14, traz a história de uma menina que o Vento Variável, personagem vivido pelo barítono Homero Velho, levou para morar com ele nas alturas. Criada nas nuvens pelo Tempo, interpretado pelo também barítono Lício Bruno, a jovem decide retornar ao planeta Terra em busca de suas origens. No papel-título, está a soprano Gabriella Pace, vencedora do XIII Prêmio Carlos Gomes de Ópera e Música Erudita no ano passado por essa interpretação. Com coreografia de Tíndaro Silvano, a produção também foi reconhecida pela premiação em outras quatro categorias: Melhor Espetáculo, Cenário (Rosa Magalhães), Iluminação (Pedro Pederneiras) e Regência (Roberto Duarte).

Sobre a personagem que interpreta nos palcos, Gabriella diz se tratar de “uma menina muito viva, ativa, esperta. No início da ópera é mais brincalhona, mas, ao descobrir sua verdadeira origem, passa por um rápido amadurecimento.”

Para a solista, antes de Villa-Lobos, o Brasil mantinha uma imagem muito europeia nas óperas escritas por aqui. “Com ele, partimos para um estilo de composição próprio, incluindo nossos ritmos, nossa brasilidade. Acho que ele é revolucionário, pois mudou nossa música erudita.”

Embora tenha uma temática aparentemente infantojuvenil, a obra, em três atos, é indicada para todas as idades, pois a direção cênica, assinada por William Pereira, evidencia, sobretudo, a composição musical.

Serviço:
Theatro Municipal de São Paulo. Praça Ramos de Azevedo, s/nº, Centro. Tel. 3397-0300 (PABX). Dias 7 e 14, 17h. Dias 9 e 11, 21h. Dia 13, 20h. R$ 15 a R$ 70
Ópera infantil “A Menina das Nuvens” é realizada pela primeira vez na cidade de São Paulo
Postar um comentário