quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Mais importante companhia de ballet do mundo apresenta “Lago dos Cisnes” em São Paulo

Os que tiverem bolso para bancar o salgadíssimo preço poderão desfrutar de apresentação da Kirov Ballet, de São Petersburgo, no Teatro Municipal. Além de clássico de Tchaikovsky, a companhia ainda apresentará Gala Chopiniana.
A mais emblemática companhia de ballet do mundo, a Kirov de São Petersburgo, Rússia, desembarca no Brasil depois de dez anos, para apresentar-se em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.
O Kirov Ballet traz em sua bagagem uma história de tradição em ballet clássico de 273 anos. Felizmente, apresentará no Brasil um de seus grandes sucessos de Tchaikovsky, o antológico Lago dos Cisnes. A companhia apresentará também um Gala.
Atualmente, o Kirov é dirigidor por Yuri Fateiv, que busca manter o repertório clássico da companhia – daí a apresentação do cartão de visitas da companhia, Lago dos Cisnes. Curiosamente, o ballet tem aberto espaço para alguns dos coreografos mais modernos do ocidente, criando apresentações que unem a tradição à inovação.
A companhia apresentará-se em São Paulo no Teatro Municipal, entre os dias 23 e 28 de agosto, seguindo então para o Rio de Janeiro e, posteriormente, para Belo Horizonte..
Kirov Ballet
Dificilmente outra companhia de ballet ainda em atividade no mundo terá uma origem tão (literalmente) nobre quanto a Kirov. No século XVIII, foi criada uma escola de dança clássica, que tinha sua sede no interior do próprio Palácio de Inverno – onde viviam os csares e a família imperial. Associada à escola, surgiu o Ballet Imperial Russo.
Na época da Revolução Russa, os soviéticos consideraram o ballet um símbolo do regime czarista, fechando-o. Contudo, alguns anos depois, reabriram a companhia, rebatizada com o nome de Ballet Soviético. Em 1934, quando o revolucionário Sergey Kirov foi assassinado, a companhia recebeu seu nome como uma forma de homenagem – e o nome é utilizado até os dias atuais.
O Lago dos Cisnes
A linda história da princesa Odette foi baseada em contos populares russos, e teve todas suas canções compostas pelo famoso Piotr Tchaikovsky. Apesar de haver diversas versões para esse célebre espetáculo, a maioria das companhias de ballet baseiam sua apresentação na versão criada pelo Ballet Imperial Russo (atual Kirov) em 1895.

A bailarina Uliana Lopatkina, do Kirov Ballet, em apresentação de "Lago dos Cisnes" (1997)
A história narra o romance entre Odette – a princesa, sequestrada e enfeitiçada, que durante o dia vive em forma de cisne em um lago de lágrimas – e seu amado príncipe Siegfried, que luta para libertá-la de seu encanto. O terrível vilão von Rothbart transforma sua filha Odile em uma sósia de Odette - o “cisne negro” – e o príncipe, confundindo-a com sua amada, jura amor eterno a ela. Como a libertação de Odette dependia da fidelidade do príncipe, ela fica aprisionada em seu feitiço, e sob o jugo de von Rothbart, seu sequestrador.
Existem diversas versões para o fim da história. Na primeira vez em que a peça foi encenada, o príncipe percebe sua confusão e, após implorar o perdão de Odette, derrota o mago von Rothbart, quebrando o feitiço. Contudo, para a versão criada pelo Ballet Imperial, o irmão de Tchaikovsky mudou o fim para uma tragédia, em que Odette e seu príncipe suicidam-se no lago. Além dessas duas, existem dezenas de outros finais encenados contemporaneamente pelas diversas companhias de ballet do mundo.
A história do Lago dos Cisnes é baseada em contos populares russos e, segundo diversos estudiosos, é “extremamente russa”, já que diversos elementos de sua história – a fidelidade extrema e o uso da figura dos cisnes – e também de sua dança que baseia-se em danças folclóricas esclavas, têm origem russas.
O romance tornou-se tão icônico que inspirou diversos desenhos animados, e mesmo o filme O Cisne Negro, que rendeu à atriz Natalie Portman o Oscar de Melhor Atriz esse ano.
Serviço
Lago dos Cisnes – Kirov Ballet
Teatro Municipal de São Paulo
R. Ramos de Azevedo, s/n – Centro [próximo aos metrôs Anhangabaú e República]
Terça-feira (23 de agosto) – Lago dos Cisnes – 21h
Quarta-feira (24 de agosto) – Lago dos Cisnes – 21h
Quinta-feira (25 de agosto) – Lago dos Cisnes – 21h
Sexta-feira (26 de agosto) – Gala - 21h
Sábado (27 de agosto) – Lago dos Cisnes - 20h
Domingo (28 de agosto) – Lago dos Cisnes - 21h
Preços:
Lago dos Cisnes – Setor I: R$ 390,00 / Setor II: R$ 230,00 / Setor III: R$ 150,00
Gala – Setor I: R$ 340,00 / Setor II: 200,00 / Setor III: R$ 130,00
Postar um comentário