segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Galeria Olido promove oficina que explora tradição e contemporaneidade na dança


"Oficina Teórica: Processos Dramatúrgicos" acontece todos os sábados do mês

A sala de acervo e pesquisa do Centro de Dança Umberto da Silva, na Galeria Olido, recebe este mês a "Oficina Teórica: Processos Dramatúrgicos - Contemporaneidade e Tradição na Criação em Dança", durante todos os sábados, das 14h às 17h.

A ideia é abrir espaço para que variadas vertentes se encontrem, dando vazão a um trabalho uniforme que apresente unidade visual única, compreendendo o contato entre corpo, música e imagem por meio da sensibilidade.

O projeto junta os trabalhos de Valéria Cano Bravi e Núcleo Pé de Zamba. Valéria é coordenadora docente do curso de dança da Universidade Anhembi Morumbi e mestra em artes cênicas. Ganhador do Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna, o Pé de Zamba traz, em sua trajetória, influências oriundas da cultura tradicional brasileira. A finalidade é o reconhecimento dos elementos que criam uma ponte entre a expressão do corpo e o público. Dessa forma, são desenvolvidas a análise sensorial de imagens e as vivências corporais que estão intrínsecas à proposta deste trabalho com enfoque artístico.

A oficina, gratuita, tem como objetivo abordar a dramaturgia através da história e antropologia do corpo. São 20 vagas, dez delas destinadas para bailarinos, arte-educadores e artistas que trabalham com o corpo. Interessados devem enviar e-mail com carta de interesse e minicurrículo para o endereço independentecontato@gmail.com.

Serviço: Galeria Olido – Centro de Dança Umberto da Silva (sala de acervo e pesquisa). Av. São João, 473, Centro. De 5 a 26. Sáb., das 14h às 17h. Grátis

Amanda Monteiro
Postar um comentário