quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Músicas nas escolas

Que tal estudar gramática ao som de um solo de guitarra? Ou aprender os complexos cálculos matemáticos tendo como ferramenta partituras de músicas infantis? Pode parecer estranho, mas são situações possíveis, já que o ensino de música se tornará obrigatório nas escolas.
Era previsto que a lei 11.769, de 2008, deveria entrar em vigor no mês passado. Mas, segundo o Ministério da Educação (MEC), a lei vale somente a partir do próximo ano letivo. Segundo o texto, a música deverá ser conteúdo obrigatório, mas não exclusivo na educação básica, dispensando assim uma disciplina específica.
De acordo com o assessor especial  da Secretaria da Educação do Estado da Bahia (Sec), Nildon Pitombo, as escolas estão seguindo a recomendação da Lei, trabalhando  música na disciplina de artes. Além desta, a Lei 12.287 de 2010 regulamenta que o ensino de artes deve levar em conta as expressões regionais, visando promover o desenvolvimento cultural dos estudantes.
Nas escolas da rede estadual de ensino, segundo informações do órgão, todas as escolas já estão trabalhando o conteúdo de música em suas disciplinas. No final do ano letivo, a SEC realiza o Festival Anual da Canção Infantil (Face), evento em que as produções musicais dos alunos são apresentadas. Cerca de um milhão de alunos estão produzindo trabalhos para a 4ª edição do Face, que ocorrerá no final deste ano. Os estudantes da rede produzem canções relativas ao contexto onde estão inseridos.
A disciplina de música foi inserida na grade curricular das escolas na década de 30. Porém, na década de 70, a disciplina que antes era obrigatória tornou-se Educação Artística, sem especificar o ensino de música
Postar um comentário