terça-feira, 29 de novembro de 2011

São Carlos faz homenagem a Pixinguinha e Jorginho do Pandeiro em “Chorando sem Parar” (SP)


O ChorandoSemParar, evento que se realiza em São Carlos desde 2004, já se consagrou como "o maior festival de Choro do País".
Neste ano, em sua oitava edição, tem novamente dois homenageados. Pixinguinha, o maior de todos os chorões em todos os tempos, é o homenageado in memoriam. Jorginho do Pandeiro, 70 anos de carreira e um dos mais expressivos representantes do choro carioca, é o convidado-homenageado.
O evento tem uma extensa programção de shows, exposição, oficinas e mesas-redondas, sempre em torno do choro brasileiro. Mas o ponto alto do ChorandoSemParar é mesmo a deliciosa maratona musical que acontece na Praça XV: doze horas de "choro-sem-parar", das 10 horas da manhã às 10 horas da noite.
O elenco de atrações do ChorandoSemParar neste ano, com músicos brasileiros e também músicos estrangeiros devotados ao choro, é verdadeiramente espetacular: além de Jorginho do Pandeiro, estarão no palco da Praça XV no domingo 4 de Dezembro:
Conjunto Época de Ouro, Nó em Pingo D'Água, Raul de Souza com Zimbo Trio, Cristóvão Bastos, Henrique Cazes com Cliff Korman, Nicolas Krassic, John Berman com Choro 'n Jazz, Tibô Delor com Orquestra de Contrabaixos Tropical, Choro Livre com Tiago Tunes, o 'prata da casa' David Saidel com Grupo Sanfonando e ainda, como anfitriã da festa, a Orquestra Experimental da UFSCar.
Participam desta edição quatro músicos estrangeiros apaixonados pelo choro brasileiro:
• o violinista francês Nicolas Krassik (que toca com seu grupo e ministra a oficina O violino na música popular brasileira)
• o pianista americano Cliff Korman (que toca em duo com Henrique Cazes)
  o contrabaixista francês Tibô Delor (Thibault Delor) (que toca com a Orquestra de Contrabaixos Tropical)
• o clarinetista americano John Berman (que toca com o grupo Choro 'n Jazz)
• O Zimbo Trio e o trombonista Raul de Souza apresentam um repertório Pixinguinha especialmente arranjado pelo pianista Amílton Godoy para o com exclusividade para o ChorandoSemParar
Pela primeira vez o ChorandoSemParar recebe músicos do Clube do Choro de Brasília, com o Grupo Choro Livre e o garoto prodígio Tiago Tunes, bandolonista hoje com apenas 14 anos de idade.
A edição é Pixiguinha e o convidado homenageado é Jorginho do Pandeiro, músico que tocou com Pixinguinha e é integrante do Conjunto Época de Ouro (formado em 1964 por Jacob do Bandolim e em atividade há mais de 45 anos)
Sendo esta uma "Edição Pixinguinha", o ChorandoSemParar presta homenagem especial a Tia Ciata − com a exposição "A Casa da Tia Ciata" e a mesa-redonda "A importância de Tia Ciata no cenário cultural brasileiro". Vale lembrar que a casa de Tia Ciata, na rua Visconde de Itaúna 117, no Rio de Janeiro, tinha entre seus frequentadores habituais Pixinguinha, Donga, Heitor dos Prazeres, João da Baiana, Sinhô, Mauro de Almeida e outros bambas. Foi lá que nasceu o samba, em meados dos anos 1910!
O homenageado "Prata da Casa" do ChorandoSemParar 2011 é David Saidel, mestre são-carlense do acordeão, que se apresenta com o grupo Sanfonando
Também patrimônio são-carlense, a Orquestra Experimental da Universidade Federal de São Carlos participa como anfitriã dos músicos convidados. Fundada pelo Departamento de Artes da UFScar há mais de 10 anos, a Orquestra é formada por 80 músicos, entre alunos de graduação e pós-graduação e pessoas da comunidade de São Carlos e região. A pesquisa, ensino e divulgação da música brasileira (folclórica, popular e erudita) para crianças, jovens e adultos dos mais diferentes segmentos sociais e econômicos são os fios condutores do repertório da Orquestra Experimental. Mais do que um grupo, a Orquestra Experimental, como o nome sugere, é um laboratório vivo, um espaço para o estudo da Música. A Orquestra Experimental tem como regentes Ilza Joly, Maria Carolina Joly e Glauber Santiago.
O ChorandoSemParar 2011 recebe dois nomes ilustres:
Marcelo Vianna, músico, neto de Pixinguinha (ele participa na mesa-redonda “O Gênio de Pixinguinha” e também das rodas de choro que acontecem na Praça XV no sábado dia 3)
Gracy Moreira, bisneta de Tia Ciata, presidente da Organização Cultural Remanescentes de Tia Ciata (ela participa da mesa-redonda “A importância de Tia Ciata no cenário cultural brasileiro”)
8º CHORANDOSEMPARAR
Edição Pixinguinha
Menção especial a Tia Ciata
São Carlos, 30/11 a 4/12/2011
Homenageado em memória: PIXINGUINHA
Convidado homenageado: JORGINHO DO PANDEIRO
Postar um comentário