segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Estilistas afirmam que moda é cultura e pedem incentivo fiscal



Em encontro dos criadores de moda com Marta Suplicy, na semana passada, estilistas pediram à ministra que a Lei Rouanet possa ser usada para o financiamento de desfiles. “Temos de compreender que a moda é uma forma de arte. Quando a crítica especializada escreve sobre desfiles, por exemplo, sua argumentação se baseia na ideia de que aquela apresentação é um objeto artístico”, afirmou o estilista Reinaldo Lourenço. A informação é do jornal Folha de S. Paulo.
Também foram discutidas questões da cadeia de produção, como taxas de importação, acesso a matéria-prima, decadência da indústria têxtil local e especialização de mão de obra.
Para o estilista Samuel Cirnansck, não se trata de popularizar as apresentações, mas de torná-las bens culturais. “Na França, desde o século 15 o Estado reconhece a moda como patrimônio cultural e a apoia financeiramente”, analisa.
Marta Suplicy frisou seu interesse em ajudar o setor, mas indicou que o apoio deve vir de outros caminhos que não a Rouanet. “É preciso estudar mais, e a solução pode estar na nova lei em tramitação [Procultura] ou em outro recurso do ministério. Mas o certo é que reunir o grupo, pensar soluções, compreender que o universo de possibilidades pode ser maior é um grande passo”, diz Marta.

Postar um comentário