quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Museu Lasar Segall expõe 50 obras do fotógrafo John Heartfield



Fotomontagens publicadas na revista A|Z de Berlim
do período de 1930 a 1938

O Museu Lasar Segall (IBRAM – MinC) apresenta  a exposição John Heartfield – Fotomontagens, pela primeira vez no Brasil, 50 fotomontagens produzidas pelo fotógrafo alemão John Heartfield (1891-1968) para a revista A|Z de Berlim (Arbeiter-Illustrierte-Zeitung, Revista Ilustrada do Trabalhador), do acervo do Instituto Valenciano de Arte Moderna (IVAM). A exposição, que irá ocorrer a partir de 24 de novembro de 2012 até 24 de fevereiro de 2013, é uma parceria entre o Museu, o IVAM e os Museus Castro Maya do Rio de Janeiro. Este último receberá uma itinerância da mostra a partir de 1º de março até 13 de maio de 2013.
Entre 1930 e 1938, Heartfield produziu 237 fotomontagens a partir da técnica de rotogravura e tipografia para a revista AIZ. As cinquenta obras escolhidas para compor a mostra pertencem a publicações originais da época. Durante estes anos a revista chegou a distribuir mensalmente dez mil exemplares, e em 1936 a revista passou a se chamar Volks Illustrierte (Revista Ilustrada do Povo), abreviada VI. A publicação era feita pela editora Malik, que foi fundada pelo artista e seu irmão Wieland Hezfeld em 1917. A primeira publicação realizada pela editora foi a Neue Jugend que contou com a colaboração de George Grosz, com quem Heartfield desenvolveu parceria em inúmeros trabalhos, e a mostra contará com duas páginas desta revista.
Heartfield é apontado como “Montador Dadá” sendo um dos líderes mais ativos do grupo Dadá, em Berlim. Designer gráfico, cenógrafo e promotor cultural o artista é considerado o fundador da fotomontagem política, e desenvolveu grande produção influenciada por Goya e Daumier e pelas propostas das colagens cubistas de Picasso e Braque.
No catálogo da mostra a ser editado, a professora doutora Annateresa Fabris aponta em seu texto inédito “Por um realismo crítico. John Heartfield e a história da arte” que:
Além de configurar um novo sentido espacial com base em fragmentos heterogêneos, a fotomontagem política é uma clara resposta à revolução trazida pela reprodutibilidade técnica da imagem. Heartfield transforma os meios técnicos de reprodução em meios diretos de produção de obras de arte, ao fornecer a cada leitor de A|Z um original saído da rotativa. A dialética único/múltiplo cai por terra, já que, em cada exemplar da revista, havia uma obra original concebida por Heartfield e seus colaboradores.
Artista profundamente engajado na realidade social ele é figura determinante das vanguardas históricas, desenvolvendo normas práticas e artísticas, criando uma arte realista e crítica, uma expressão genuinamente política, a serviço da conscientização e do esclarecimento, sem resvalar no esquematismo e, pior ainda, numa ilustração meramente panfletária.
O artista nasceu em 19 de junho de 1891, em Berlim, e foi registrado com o nome de Helmut Herzfeld, mas adota, em 1916, o nome John Heartified em protesto contra as atitudes xenófobas da sociedade alemã contra a Inglaterra.
Heartfield inicia seus estudos de pintura com Herman Bouffier, e em 1912 ingressa na Escola de Artes e Ofícios de Munique, e em 1913 na Escola de Arte e Artesania de Berlim-Charlottenburg.
Em 1933, com a ascensão do regime nazista, vai para Praga de onde é extraditado em 1938 para a Alemanha. Viaja para Londres, onde expõe seus trabalhos, e a partir de 1939 fixa residência até 1950 trabalhando para várias editoras. Regressa após a segunda guerra para a Republica Democrática Alemã, realizando, entre outras atividades, desenhos gráficos e cenários para o Berliner Ensemble de Bertolt Brecht. Heartfield falece em 1968.
Serviço:
Exposição: John Heartfield – Fotomontagens
Coordenação geral do projeto e seleção de obras: Jorge Schwartz e Marcelo Monzani
Período: 24 de novembro de 2012 a 24 de fevereiro de 2013
Local: Museu Lasar Segall – IBRAM – MinC
Endereço: Rua Berta 111, Vila Mariana, telefone: (11) 5574-7322
Horário: Diariamente das 11h00 às 19h00. Fechado às terças-feiras
Site: www.museusegall.org.br
Entrada Franca
________________
Mais informações:
Selene Cunha – selene@mls.gov.br – Tel (11) 5574.7322 / 99478.9567
Assessora de Comunicação Museu Lasar Segall
Museu Lasar Segall – Idealizado por Jenny Klabin Segall – viúva de Lasar Segall – foi criado em 1967 por Mauricio Segall e Oscar Klabin Segall, filhos do artista. Hoje, integra o Instituto Brasileiro de Museus – IBRAM, do Ministério da Cultura – MinC, como unidade museológica. Seu principal objetivo é conservar, pesquisar e divulgar a obra de Lasar Segall. Com um acervo de 3.000 trabalhos do artista, o museu é um atuante centro de atividades culturais, nas áreas de gravura, fotografia, criação literária, além de abrigar uma biblioteca especializada em teatro, ópera, dança, cinema, fotografia, rádio e televisão, e extensa documentação sobre a vida e a obra de Lasar Segall. O Museu conta ainda com uma sala de cinema de 92 lugares, o Cine Segall, em que são exibidos filmes do circuito de São Paulo.

Postar um comentário