terça-feira, 27 de novembro de 2012

Ler na infância aumenta desempenho profissional no futuro



Segundo pesquisa, a leitura diária estimula a criatividade e imaginação nas crianças, possibilitando melhor aprendizado, clareza e expressão.

Que uma criança tem uma imaginação que impressiona todo adulto sabe. São incríveis as coisas que saem da cabeça dos pequenos, como, por exemplo, perguntas que nos pegam de surpresa e indagações mágicas sobre o nosso mundo real.

Motivos para incentivá-los à leitura não faltam. Recentemente, um estudo da Fundação Nacional de Leitura Infantil (National Children´s Reading Foundation) associou o hábito da leitura na infância e adolescência ao bom desempenho profissional na vida adulta. “Os pesquisadores americanos concluíram que, além de estimular a criatividade e desenvolver a imaginação, ler diariamente faz com que as crianças aprendam com mais facilidade, pronunciem melhor as palavras e expressem suas ideias com mais clareza”, resume o médico Sylvio Renan Monteiro de Barros, da MBA Pediatria.

O que era para ser uma coisa natural – ler livros – tornou-se uma peça difícil de encaixar no quebra-cabeça de muitas famílias, sobretudo no Brasil, onde, infelizmente, é baixo o hábito da leitura.

Com toda a facilidade e agilidade de conseguir mil informações sobre umdeterminado assunto através das páginas da internet, a criançada acaba se esquecendo dos nossos velhos e importantes aliados: os livros. Além disto, a
competição com videogames e a televisão é muito desleal.

Autor do livro “Seu bebê em perguntas e respostas – Do nascimento aos 12 meses”, o pediatra Sylvio Renan ressalta que o exemplo deve vir de casa. “Pai, mãe, avós, enfim, um adulto que lê na frente de uma criança estará o desafiando a desenvolver-se intelectualmente também. É uma questão de dar o exemplo, também”, completa o pediatra.

Para os menores, a indicação é ler historinhas infantis e bem ilustrativas. Alémde ser uma oportunidade de fortalecer os laços afetivos, vai instigar a criança ao mundo da leitura.

O pediatra Sylvio Renan aconselha ainda frequentar livrarias e bibliotecas com os baixinhos, ambientes propícios para o incentivo e estímulo à leitura, que contribui para este desenvolvimento intelectual de todo ser humano.

Reforçando ainda mais a importância do livro no desenvolvimento de uma criança, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) recomenda que a leitura seja um hábito no cotidiano, pois a proximidade com o mundo dos livros facilita a alfabetização e ajuda o desempenho em todas as disciplinas da escola.
imagem
Postar um comentário